É normal acharmos que roubo e furto são sinônimos, mas a verdade é que algumas características mudam de acordo com a natureza do crime. Portanto, reconhecer essas diferenças é especialmente importante na hora de contratar uma seguradora para manter-se protegido.

Antes de qualquer coisa, mesmo com suas diferenças, tanto roubo quanto os furtos simples e qualificado são caracterizados como crime e são passíveis de pena por lesarem um indivíduo ou um grupo de pessoas. Continue lendo o conteúdo de hoje para entender sobre cada um deles.

O que é roubo?

O roubo é uma situação na qual há a subtração de um bem mediante a ameaça de violência ou, até mesmo, ato de violência realizado contra o indivíduo. Em todo roubo deve haver a interação entre um agressor (o assaltante) e a vítima roubada e, geralmente, há o uso algum tipo de arma ou imposição física.

Pela lei, segundo o artigo 157 que rege o roubo, o crime ocorre mediante a ameaça grave e após a subtração do bem, no qual o agressor reduz a possibilidade do roubado de reaver o item. Também, é importante deixar claro que, segundo o artigo, não apresenta qualquer especificação quanto a violência ou ameaça exercida, mas que, no geral, as situações são:

  • Roubo com arma de fogo;
  • Roubo com faca;
  • Roubo com agressão física que lesam o agredido;
  • Roubo com mais de um agressor.

Esses elementos que variam a natureza do roubo pesam na pena, que inicialmente prevê reclusão de quatro a dez anos + multa. Entre os elementos de variações que impactam na pena está o tipo de arma utilizado, se há mais de um agressor envolvido e o item roubado.

O que é furto simples?

O furto simples é a ação de subtrair um bem sem que a pessoa perceba, sem qualquer emprego da violência e sem ameaça direta ao furtado. No furto, o indivíduo que teve o bem subtraído nem percebe a ação e só nota a ausência do item apenas posteriormente.

Tanto o furto simples quanto o qualificado são considerados crimes, mas é importante conhecer a diferença entre ambos para compreender a pena de cada um. O furto simples, que está previsto no código penal no artigo 155, prevê pena de 1 a 4 anos, junto ao pagamento de uma multa.

Os furtos geralmente ocorrem em locais públicos e compartilhados, em especial onde há grande aglomeração. Nessa natureza, também ocorrem situações de furtos isolados ou até invasões a domicílio, que podem agravar bastante a situação do furto.

O que é furto qualificado?

O furto qualificado é considerado o agravante do furto simples. Ele ocorre quando o criminoso é capaz de romper ou passar por obstáculos, por exemplo, quando abre uma bolsa que estava fechada para furtar uma carteira ou qualquer outro objeto de valor ali presente. Entre outras situações que caracterizam o furto qualificado, estão:

  • Quando o furtante pula o muro de uma casa para efetuar o crime;
  • Quando o furtante furta um veículo;
  • Quando há mais de uma pessoa consumando o crime;
  • Quando há abuso da confiança para efetuar o crime;
  • Quando o criminoso tira proveito de uma posição social, comercial ou qualquer outra relação de vantagem;
  • Quando há arrombamento de fechadura;
  • Quando há uso de chave falsa.

Veja que mesmo que o furto qualificado seja mais grave que o simples, ainda assim o criminoso não ameaça e não tem contato com a vítima. Essa é a principal diferença entre roubo e furto, no qual, no último, a subtração ocorre sem nenhum tipo de violência.

Quais as consequências legais de cada um dos crimes?

A justiça prevê pena de 4 a 10 anos + multa para crimes de roubo. Os crimes de furto simples têm pena de 1 a 4 anos + multa, e o furto qualificado resulta em pena de 2 a 8 anos.

As consequências podem ser mais severas de acordo com algumas das especificações que já mencionamos, por exemplo, no caso de roubo com mão armada ou furto com qualificações. Outro agravante para as consequências do furto é caso o crime seja cometido durante o repouso noturno da vítima.

O seguro da Smartia cobre furto e roubo?

Para se proteger contra furtos e roubos de automóveis, por exemplo, obtenha um seguro da Smartia, ele é o serviço ideal e super completo que te oferece as garantias necessárias caso algo do gênero aconteça.

Aqui você pode contratar seguros completos que protegem seu veículo e bens, seja de furtos ou roubos. Esses serviços indenizam seus prejuízos, conforme a apólice contratada, te oferecendo a segurança que você precisa.

São ainda oferecidos seguros importantes para outras situações com seu veículo, como seguros contra desastres naturais, assistência 24 horas e para acidentes e colisões. Independente de qual seja o problema, você fica mais protegido com a Smartia — basta entrar no site, simular e contratar o seguro ideal para seu automóvel.

Dicas para se proteger contra um furto e roubo de veículo

Agora que você já entendeu a diferença entre ambos os crimes, saiba que você pode adotar alguns cuidados para se prevenir de ser vítima de algumas dessas ações. Veja algumas das que separamos para se manter protegido:

  • Mantenha distância dos demais veículos nas vias públicas;
  • Observe sempre o seu entorno;
  • Procure estacionar em locais seguros;
  • Tenha atenção onde deixa suas chaves;
  • Verifique se fechou bem seu automóvel e ligou o alarme.

O que preciso para acionar meu seguro em caso de roubo?

Entender a diferença entre roubo e furto e poder contar sempre com um seguro completo e de qualidade faz toda a diferença. Esse é o começo para uma vida mais segura, potencializada com os serviços necessários para você e sua família.

Conte com a Smartia para ter uma vida menos perigosa. O seguro auto oferece segurança, praticidade e assistência nos momentos mais sensíveis de sua vida.

Avalie este post

Quer saber mais? Veja Também!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *