Seguro auto pré-pago: conheça essa novidade

O seguro auto pré-pago é um novo conceito de proteção veicular que acaba de ser regulamentado pela SUSEP e promete revolucionar o mercado. Conheça mais sobre ele e seu funcionamento neste artigo.

Qualquer pessoa que possua um veículo, sabe da importância de contar com uma proteção adequada para ficar mais tranquilo e não ter prejuízos em casos de acidentes ou roubos e furtos.

No entanto, apesar deste ser um serviço necessário, muita gente acaba não contratando por questões orçamentárias.

Para muitas pessoas, arcar com o valor de um seguro auto é mais complicado do que se imagina.

Isso acontece porque o preço do seguro é definido com base no perfil do motorista e região onde ele reside e, em alguns casos, esse serviço realmente pode sair bem caro.

A boa notícia é que esse problema está prestes a ter fim.

A SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, órgão que regulamenta todo o setor de seguros, tornou regular a comercialização do seguro auto pré-pago.

Neste artigo falaremos um pouco mais sobre esse serviço, explicando como ele funciona, quais são as coberturas disponíveis, como ele é precificado e como contratar essa proteção que, em alguns casos pode chegar a ser 80% mais barata que um seguro auto convencional.

Seguro auto pré-pago, conheça essa novidade

Imagem: Getty Images

Conheça melhor o seguro auto pré-pago

O conceito de seguro auto pré-pago é bem mais simples do que parece, resumidamente com a contratação desse serviço, ao invés de pagar por uma proteção anual, você pagará por elas apenas nos momentos em que o veículo for usado.

Ou seja, se você estiver em casa, ou com o veículo estacionado em um lugar seguro, não pagará pelo seguro nesses momentos.

Essa possibilidade de custear a proteção apenas quando o veículo está realmente em uso, pode gerar uma economia imensa, que quando comparada a um seguro auto comum, o valor varia de 50% a 80% a menos.

Algumas empresas estão chamando esse serviço de seguro on demand, já outras o chamam de seguro pay per use (seguro pago por uso) e mais algumas variações, mas no final das contas trata-se do mesmo serviço.

O seguro on demand ou seguro sob demanda pode ser uma alternativa para quem busca ter essa proteção e pagar por ela de uma forma diferente.

Essa alternativa inclusive acaba sendo muito interessante para quem costuma compartilhar o veículo ou mesmo alugar por um período curto.

Com essas novas demandas de mercado, as empresas de seguro estão precisando se adequar a essa nova realidade e a consumidores que buscam cada vez mais por serviços diferenciados.

Em alguns lugares do mundo já era possível há algum tempo contratar um seguro auto pagando por horas ou minutos.

Por meio de um aplicativo o usuário escolhe quando deseja ativar ou desativar o seguro.

Esse serviço permite aos clientes, por exemplo, proteger um carro de 2 milhões de dólares que nessa modalidade custaria cerca de 7 dólares por noite.

Seguro auto pré-pago brasileiro por tempo de uso

No Brasil já existe um serviço similar, conhecido como seguro auto por minuto e que recentemente começou a ser comercializado.

Sua contratação pode ser feita online através Facebook.

Através de Messenger da empresa o cliente entra em contato com uma inteligência artificial e decide quando deseja ativar ou desativar o seguro apenas apertando um botão.

Esse serviço pode ser ativado mesmo em situações em que não há conexão com a internet, para esses casos existe a possibilidade de ativar o seguro fazendo uma ligação para um número 0800.

Há também a possibilidade de programar o horário em que o seguro será ativado, dessa forma, não é preciso se preocupar com a ativação e desativação da proteção.

É possível, por exemplo, programar para que ele ligue todos os dias, no horário em que se sai de casa para ir ao trabalho até o horário de retorno.

O smartphone se torna um instrumento importante nesse caso, pois, em caso de algum sinistro, a empresa poderá, por meio dele saber se o motorista estava no carro e dependendo da situação a gravidade do acidente.

Nesses casos um guincho pode ser acionado automaticamente e o cliente recebe uma mensagem de texto com essa informação.

Esse serviço é fornecido pela startup brasiliense Onsurance e funciona na modalidade pré-paga, exatamente como um serviço de telefonia celular da mesma categoria, por isso, é preciso que o cliente coloque créditos para conseguir utilizar o serviço.

O valor inicial de crédito depende do valor do veículo, para os que custam até R$ 40 mil é preciso inserir R$ 999,00 na primeira carga para ativar.

Os que possuem um maior valor de mercado, o crédito inicial corresponderá a 2,5% do valor do veículo de acordo com a Tabela FIPE.

Já as demais recargas podem ser feitas com valores mínimos de R$ 299,00.

Ao ativar o serviço será cobrado R$ 0,004 por minuto utilizado, por exemplo, uma pessoa que usa o carro 8 horas por dia e usará o seguro somente nesse período, pagará cerca de R$ 5,76 por dia ou R$ 172,80 por mês.

A empresa além de oferecer o seguro auto pré-pago também está pensando em novas tecnologias para inovar e melhorar o serviço.

Alguns clientes estão testando um dispositivo que pode ser instalado na porta do carro para monitorar o comportamento do motorista.

Os que possuem bons hábitos de direção poderão pagar um valor menor por minuto e em casos de roubo o carro poderá ser encontrado mais facilmente.

Coberturas e funcionamento do seguro auto pré-pago

Até pouco tempo o seguro sob demanda era considerado apenas como uma proteção veicular, no entanto, no último mês de agosto, a SUSEP regulamentou esse serviço que passa a poder ser comercializado como um seguro de fato.

É importante deixar claro que esse tipo de proteção é comercializado através de plataformas digitais que reúnem clientes, seguradoras e corretores e facilitam a comunicação e negociação entre eles.

Ou seja, as empresas responsáveis pelas plataformas que permitem a contratação desse tipo de seguro não são responsáveis pela proteção do veículo, apenas pela intermediação entre o cliente e os profissionais especializados.

Quem contratar o seguro auto pré-pago terá como contar com coberturas contra: roubo, furto, perda total, avarias e danos materiais a terceiros.

No caso de o veículo não ser recuperado a indenização ocorre conforme o valor de mercado do modelo.

As avarias serão pagas integralmente, mas, o cliente precisa pagar uma co participação que corresponde a 4% do valor do bem, sendo o mínimo de R$ 1.500,00.

Já os danos materiais a terceiros possuem um valor indenizatório limite de R$ 30 mil.

E, assim como qualquer outra cobertura de seguro auto, está também dispõe de uma assistência 24 horas que abrange todo o território nacional e pode ser contratada como opcional, nesse caso é cobrado um valor anual por ela.

Geralmente a assistência 24 horas inclui:

  • Guincho e reboque;
  • Pane seca;
  • Troca pneus;
  • Chaveiro;
  • Pane mecânica;
  • Guarda veículo;
  • Táxi;
  • Pane elétrica;
  • Transmissão de mensagens.

Seguro pré pago é realmente mais barato?

O seguro pré pago é sim mais barato que um seguro tradicional.

Para quem prefere essa modalidade, consegue uma economia.

Um carro que normalmente possui uma apólice de 3 mil reais, por exemplo, pode pagar apenas 70 reais por mês, de acordo com o uso.

Isso em 12 meses representa um valor de 840.

Essa diferença representa uma economia de mais de R$2.000 por ano.

Além disso, por poder ser contratado e cancelado no momento que o cliente quiser, em momentos em que o orçamento estiver mais apertado ele pode ser cancelado.

Apesar de não ser recomendado, ele não compromete o orçamento.

Se o cliente ficar desempregado por exemplo, fica mais fácil manter um seguro que possui uma mensalidade mais baixa e não precisa ser renovado.

Como fazer o valor do seguro caber no seu bolso?

Antes de comprar um carro o motorista precisa ficar ciente de que o valor do seguro também precisa ser contabilizado no valor mensal gasto com o automóvel, assim como a parcela de um possível financiamento, o combustível do carro e as manutenções necessárias.

Adicionando todos esses gastos na ponta do lápis o motorista terá uma maior dimensão sobre quanto o veículo realmente custará para ele.

Além disso, antes mesmo de comprar o veículo é possível cotar o seguro para diversos modelos.

Assim, o cliente pode comparar qual modelo possui um seguro auto mais caro.

Para quem um seguro pré pago é indicado?

O seguro pré pago é indicado para pessoas que se dão bem com tecnologia, e que não possuem dificuldade em mexer em smartphones por exemplo.

Isso porque como a contratação do seguro é toda feita online, assim como o acionamento do seguro em caso de sinistro.

Por isso, quem encontra mais dificuldades para mexer em dispositivos eletrônicos, pode encontrar uma certa dificuldade com os processos.

Esse na verdade, é um dos empecilhos para a consolidação do serviço no mercado.

Isso porque, como muitas pessoas possuem dificuldades para lidar com esses aparelhos, acabam por optar a utilizar um seguro tradicional, que possuem meios de contato mais comuns.

Mesmo as pessoas mais jovens podem ter essa dificuldade.

Afinal, o mais comum é ligar para a seguradora no momento de um sinistro.

Além disso, por não contar com pontos físicos onde o cliente pode procurar a empresa caso precise de um auxílio, diminui a confiança dos clientes que ainda não estão acostumados a resolver todos os seus problemas pela internet.

O mais importante de tudo é contar com uma proteção que o seguro pode te oferecer.

Se para o seu caso o seguro pré pago é uma boa opção, não exite em conversar com o seu corretor sobre ela.

O que importa é possuir um seguro e não ficar a mercê de possíveis imprevistos que possam surgir.

Além disso, conversar com um corretor de confiança é muito importante pois ele poderá esclarecer, melhor do que ninguém, qual opção mais vale a pena e se o mais barato realmente é a opção que apresenta um melhor custo benefício.

Outras modalidades de seguro pré pago

Além do seguro auto pré pago, já outros seguros que podem ser contratados nessa modalidade, onde o cliente paga apenas pelos momentos que usar.

Um deles é o seguro residencial pré pago.

Nesse tipo de seguro, o cliente também pode ligar e desligar o seguro.

A vantagem desse seguro pré pago é que ele pode ser ligado apenas quando o morador não está em casa, por exemplo, ou quando sai de férias.

Se o morador está saindo de férias ou alugou pelo airbnb pode ligar o seguro para garantir que não terá prejuízos no caso de uma invasão.

Além disso, para quem tem smartphones essa opção de seguro pago por uso também está disponível.

Apesar de os seguros de celulares ainda estarem ganhando o seu espaço, o valor cada vez mais desses aparelhos reforça a necessidade de uma proteção extra.

Isso porque, alguns celulares chegam na casa dos 10 mil reais, e perder esse bem pode representar um grande prejuízo.

Por isso, existe o seguro pré pago para celulares, que cobre roubos e furtos.

Até mesmo os furtos simples.

Esse seguro assim como os outros é mensal e pode cobrir entre 80% e 100% do valor total de um eletrônico do mesmo modelo mas seminovo.

Assim, o cliente pode contratar o seguro apenas nos meses que desejar e  achar que possui mais risco.

Um ponto importante ressaltado por quem já contratou o seguro auto pré-pago é a possibilidade de economizar em relação aos seguros tradicionais.

Por isso, se essa possibilidade de seguro é interessante para a sua rotina de uso do carro, vale a pena procurar um corretor especializado no assunto e tirar todas as suas dúvidas sobre o tema.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *