Seguro auto pré-pago: conheça essa novidade

O seguro auto pré-pago é um novo conceito de proteção veicular que acaba de ser regulamentado pela SUSEP e promete revolucionar o mercado. Conheça mais sobre ele e seu funcionamento neste artigo.

Qualquer pessoa que possua um veículo, sabe da importância de contar com uma proteção adequada para ficar mais tranquilo e não ter prejuízos em casos de acidentes ou roubos e furtos.

No entanto, apesar deste ser um serviço necessário, muita gente acaba não contratando por questões orçamentárias.

Para muitas pessoas, arcar com o valor de um seguro auto é mais complicado do que se imagina.

Isso acontece porque o preço do seguro é definido com base no perfil do motorista e região onde ele reside e, em alguns casos, esse serviço realmente pode sair bem caro.

A boa notícia é que esse problema está prestes a ter fim, no último mês de agosto a SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, órgão que regulamenta todo o setor de seguros, tornou regular a comercialização do seguro auto pré-pago.

Neste artigo falaremos um pouco mais sobre esse serviço, explicando como ele funciona, quais são as coberturas disponíveis, como ele é precificado e como contratar essa proteção que, em alguns casos pode chegar a ser 80% mais barata que um seguro auto convencional.

Seguro auto pré-pago, conheça essa novidade

Conheça melhor o seguro auto pré-pago

O conceito de seguro auto pré-pago é bem mais simples do que parece, resumidamente com a contratação desse serviço, ao invés de pagar por uma proteção anual, você pagará por elas apenas nos momentos em que o veículo for usado.

Ou seja, se você estiver em casa, ou com o veículo estacionado em um lugar seguro, não pagará pelo seguro nesses momentos.

Essa possibilidade de custear a proteção apenas quando o veículo está realmente em uso, pode gerar uma economia imensa, que quando comparada a um seguro auto comum, o valor varia de 50% a 80% a menos.

Algumas empresas estão chamando esse serviço de seguro on demand, já outras o chamam de seguro pay per use (seguro pago por uso) e mais algumas variações, mas no final das contas trata-se do mesmo serviço.

O seguro on demand ou seguro sob demanda pode ser uma alternativa para quem busca ter essa proteção e pagar por ela de uma forma diferente.

Essa alternativa inclusive acaba sendo muito interessante para quem costuma compartilhar o veículo ou mesmo alugar por um período curto.

Com essas novas demandas de mercado, as empresas de seguro estão precisando se adequar a essa nova realidade e a consumidores que buscam cada vez mais por serviços diferenciados.

Em alguns lugares do mundo já era possível há algum tempo contratar um seguro auto pagando por horas ou minutos.

Por meio de um aplicativo o usuário escolhe quando desejava ativar ou desativar o seguro.

Esse serviço permite aos clientes, por exemplo, proteger um carro de 2 milhões de dólares nessa modalidade custaria cerca de 7 dólares por noite.

Seguro auto pré-pago brasileiro por tempo de uso

No Brasil já existe um serviço similar, conhecido como seguro auto por minuto e que recentemente começou a ser comercializado.

Sua contratação pode ser feita online através Facebook.

Através de Messenger da empresa o cliente entra em contato com uma inteligência artificial e decide quando deseja ativar ou desativar o seguro apenas apertando um botão.

Esse serviço pode ser ativado mesmo em situações em que não há conexão com a internet, para esses casos existe a possibilidade de ativar o seguro fazendo uma ligação para um número 0800.

Há também a possibilidade de programar o horário em que o seguro será ativado, dessa forma, não é preciso se preocupar com a ativação e desativação da proteção.

É possível, por exemplo, programar para que ele ligue todos os dias em que se sai de casa para ir ao trabalho até o horário de retorno.

O smartphone se torna um instrumento importante nesse caso, pois, por meio dele se sabe se o motorista estava no carro e dependendo da situação a gravidade do acidente.

Nesses casos um guincho pode ser acionado automaticamente e o cliente recebe uma mensagem de texto com essa informação.

Esse serviço é fornecido pela startup brasiliense Onsurance e funciona na modalidade pré-paga, exatamente como um serviço de telefonia celular da mesma categoria, por isso, é preciso que o cliente coloque créditos para conseguir utilizar o serviço.

O valor inicial de crédito depende do valor do veículo, para os que custam até R$ 40 mil é preciso inserir R$ 999,0 na primeira carga para ativar.

Os que possuem um maior valor de mercado, o crédito inicial corresponderá a 2,5% do valor do veículo de acordo com a Tabela FIPE.

Já as demais recargas podem ser feitas com valores mínimos de R$ 299,00.

Ao ativar o serviço será cobrado R$ 0,004 por minuto utilizado, por exemplo, uma pessoa que usa o carro 8 horas por dia e usará o seguro somente nesse período, pagará cerca de R$ 5,76 por dia ou R$ 172,80 por mês.

A empresa além de oferecer o seguro auto pré-pago também está pensando em tecnologia para inovar e melhorar o serviço.

Alguns clientes estão testando um dispositivo que pode ser instalado na porta do carro e monitorar o comportamento do motorista.

Os que possuem bons hábitos de direção poderão pagar um valor menor por minuto e em casos de roubo o carro poderá ser encontrado mais facilmente.

Coberturas e funcionamento do seguro auto pré-pago

Até pouco tempo o seguro sob demanda era considerado apenas como uma proteção veicular, no entanto, no último mês de agosto, a SUSEP regulamentou esse serviço que passa a poder ser comercializado como um seguro de fato.

É importante deixar claro que esse tipo de proteção é comercializado através de plataformas digitais que reúnem clientes, seguradoras e corretores e facilitam a comunicação e negociação entre eles.

Ou seja, as empresas responsáveis pelas plataformas que permitem a contratação desse tipo de seguro não são responsáveis pela proteção do veículo, apenas pela intermediação entre o cliente e os profissionais especializados.

Quem contratar o seguro auto pré-pago terá como contar com coberturas contra: roubo, furto, perda total, avarias e danos materiais a terceiros.

No caso de o veículo não ser recuperado a indenização ocorre conforme o valor de mercado do modelo.

As avarias serão pagas integralmente, mas, o cliente precisa pagar uma coparticipação que corresponde a 4% do valor do bem, sendo o mínimo de R$ 1.500,00.

Já os danos materiais a terceiros possuem um valor indenizatório limite de R$ 30 mil.

E, assim como qualquer outra cobertura de seguro auto, está também dispõe de uma assistência 24 horas que abrange todo o território nacional e pode ser contratada como opcional, nesse caso é cobrado um valor anual por ela.

Geralmente a assistência 24 horas inclui:

  • Guincho e reboque;
  • Pane seca;
  • Troca pneus;
  • Chaveiro;
  • Pane mecânica;
  • Guarda veículo;
  • Táxi;
  • Pane elétrica;
  • Transmissão de mensagens.

Um ponto importante ressaltado por quem já contratou o seguro auto pré-pago é a possibilidade de economizar em relação aos seguros tradicionais.

A economia pode chegar a 80% em alguns casos.

Por isso, se essa possibilidade de seguro é interessante para a sua rotina de uso do carro, vale a pena procurar um corretor especializado no assunto e tirar todas as suas dúvidas sobre o tema.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *