Entenda como funciona o plano de saúde para animais

| Autor: Jeniffer Elaina

O plano de saúde para animais é uma alternativa para proteger o seu pet sem gastar muito. Acompanhe o texto e entenda como funciona o serviço, que pode atender aos mais de 132 milhões de animais de estimação que existem no Brasil.

Os animais de estimação precisam ser bem cuidados e também receber alguns cuidados essenciais para a sua saúde.

Mas levar o bichinho ao veterinário pode ser caro.

Que tal, então, contratar um plano de saúde para animais?

O plano de saúde para animais é uma forma dos tutores cuidarem dos bichinhos sem precisar gastar muito.

Afinal, ele funciona como um plano de saúde humano, em que o pagamento de uma mensalidade garante atendimento periódico.

Assim, fica mais fácil manter os pets sempre saudáveis.

Contar com um plano de saúde para animais também permite o acesso a clínicas, laboratórios e até hospitais veterinários.

Tudo para tratar, e até prevenir, doenças e mal-estares aos bichinhos.

A prevenção mais atenciosa, inclusive, pode prevenir problemas como a Leishmaniose e Raiva, comuns e perigosas para cães e gatos.

O governo até tenta fazer a sua parte, com campanhas como a de vacinação antirrábica para esses pets.

Em 2018, por exemplo, uma ação em Macapá vacinou mais de 40 mil animais.

Mas somente vacinar não é suficiente.

É preciso que os animais visitem o veterinário periodicamente.

Em casos de emergência, ter um plano de saúde para animais torna tudo mais fácil.

Continue lendo o artigo e descubra como esse serviço pode fazer bem ao seu bichinho.

Entenda como funciona o plano de saúde para animais

Imagem: Getty Images

Como funciona o plano de saúde para animais?

O plano de saúde para animais é um serviço que pode ser oferecido por operadoras de planos de saúde animal ou clínicas veterinárias.

Ele é bastante parecido com um plano de saúde para humanos, no qual se paga uma mensalidade para ter acesso a alguns serviços.

Conforme o plano contratado, o pet passa a ter acesso a uma rede credenciada de saúde.

Essa rede é formada por clínicas, hospitais e, às vezes, por pet shops.

Então, o animal passa a ser atendido em consultas, exames e até cirurgias.

Normalmente, os atendimentos são feitos com horário agendado, mas a maioria dos planos também cobre situações de emergência.

Quais as coberturas do plano de saúde pet?

A cobertura do plano de saúde para animais depende do que foi contratado.

Existem planos mais simples, que disponibilizam apenas consultas e alguns exames.

Mas também outros mais completos, que oferecem acesso a cirurgias e vacinas.

Outros planos, inclusive, disponibilizam microchips para os animais.

Por meio desses dispositivos, colocados nos pets, o bichinho passa a ter uma identificação e registrar todo o seu histórico de atendimento.

Existem até planos que oferecem acupuntura e serviços de pet shop!

Há ainda algumas coberturas que incluem esterilização e castração.

Vale ressaltar que a castração é um procedimento bastante importante para os pets, pois além de evitar que eles procriem, previne diversas doenças, principalmente nas fêmeas.

Ou seja, o ideal é que mesmo que o animal tenha dono e seja bem cuidado, e não haja a intenção de ele ter filhotes, é que ele seja castrado.

E as mais completas coberturas de atendimento total, chegam a incluir até cuidados dentários, e demais atendimentos que não fazem parte de outras categorias.

Há também algumas coberturas que pagam um valor de reembolso.

Esse valor é um montante pago ao cliente quando ele precisa procurar um profissional que não está dentro da cobertura, ressarcindo-o dos seus gastos com o animal.

Esse valor no entanto pode variar dependendo da cobertura contratada.

Quanto maior o valor oferecido pela seguradora, maior o valor da mensalidade.

Na hora de contratar o plano de saúde para animais, é preciso verificar junto a operadora quais são os atendimentos disponíveis.

Aliás, é sempre possível personalizar as coberturas, para que o serviço mais adequado fique disponível ao seu animal.

Ainda é importante verificar se as clínicas e veterinários credenciados pela marca têm registro no CRMV.

Ou seja, no Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Isso trará maior segurança de que o seu bichinho será cuidado por profissionais capacitados.

Lembre-se também de que a maioria dos planos oferece apenas cobertura regional ou estadual.

Assim, se, por acaso, o seu pet viajar pelo País, será preciso contratar um plano com abrangência nacional.

Quanto custa um plano de saúde para animais?

O custo de um plano de saúde pet depende da empresa que o está oferecendo, e também das coberturas contratadas.

É possível encontrar no mercado opções com valores a partir de R$ 27,00 mensais.

Mesmo os planos que possuem um valor mais alto acabam sendo vantajosos financeiramente.

Isso porque, eles permitem economizar um bom dinheiro em comparação a pagar um tratamento particular.

Especialmente em emergências, em que o atendimento particular é mais caro.

Para que você tenha uma ideia, a consulta com um veterinário pode custar cerca de R$ 130,00, e um exame de ultrassom R$ 140,00.

Se fosse preciso fazer tudo de uma vez no animal, os gastos seriam de R$ 270,00.

Com esse valor, é possível pagar várias mensalidades do plano de saúde para animais e ter acesso a vários outros tipos de atendimento.

Vale dizer que o preço do plano de saúde para animais também varia de acordo com as características do pet.

Entre os fatores avaliados estão o tipo do animal (gato, cachorro, pássaro etc), a raça, porte e idade.

Normalmente, quanto maior e mais velho o bichinho, mais caro seu plano de saúde.

Na hora de contratar a assistência, avalie bem o custo-benefício oferecido por opção e empresa.

Assim, você terá maior facilidade em contratar um serviço que realmente valha a pena.

Mais barato x maior cobertura

Na hora de escolher um plano de saúde pet, assim como em um plano para humanos, é preciso avaliar algumas variáveis e considerar o que é mais vantajoso.

Dentre as escolhas a serem feitas é quanto o dono do animal está disposto a investir no plano de saúde.

Isso influencia, por exemplo, na escolha da cobertura do plano.

Quanto mais abrangente e mais recursos incluídos, maior será o valor da mensalidade.

Essa escolha, no entanto, não precisa ser definitiva.

É possível contratar uma cobertura mais simples no início e depois, conforme o bichinho for envelhecendo e necessitando de mais cuidados, aumentar a cobertura.

Além disso, é preciso ver com cuidado quais serviços são oferecidos na sua região e quantos veterinários tem por perto, pois de nada adianta possuir uma cobertura em que possua apenas serviços e profissionais longe da sua casa.

Vantagens de ter um plano de saúde pet

O plano de saúde pet é bastante vantajoso, pois poucas consultas ao veterinário já justificam a adesão ao plano de saúde.

Apesar de a maioria dos donos procurarem o veterinário apenas quando o animalzinho está doente, o que não é a melhor alternativa.

O ideal é levar o pet para uma consulta periodicamente, assim, é possível até prevenir doenças.

Nesse último caso, é mais vantajoso possuir um plano de saúde pet.

Além disso, se a parte financeira for analisada, o plano de saúde pet também compensa.

Isso porque, o plano de saúde é um custo planejado, que o cliente já espera todos os meses.

E caso aconteça algo com o animal, o valor com consultas, por exemplo, já estará coberto pelo plano e não pegará o dono de surpresa.

Animais Idosos

Apesar de ser importante em qualquer idade, o plano de saúde pet é indispensável quando o animal fica idoso.

Isso porque, a frequência em que ele começa a visitar o veterinário e a fazer exames aumenta, o que faz com que ele requeira uma maior assistência.

Por isso, o ideal é que o cliente contrate um plano de saúde pet antes que o animal desenvolva alguma doença.

Assim, caso algo aconteça, o animal terá acesso ao atendimento necessário.

Tanto é que algumas empresas separam os planos por idade, dividindo entre menos de 8 anos e 9 anos ou mais.

Para quais animais esse tipo de plano está disponível?

Quando falamos sobre animais de estimação, muitas pessoas pensam em cães e gatos, porém, eles vão muito além desses.

É cada vez mais comum que as pessoas tenham coelhos, aves e até mesmo animais selvagens como cobras de estimação.

Porém, por se tratar de um serviço novo, ainda não são todas as espécies que são incluídas em um plano de saúde para pets.

E muitas seguradoras ainda restringem-se a cães e gatos.

Porém, com um pouco mais de pesquisa, é possível encontrar planos para coelhos, por exemplo.

Qual a diferença entre o plano de saúde e o seguro pet?

O plano de saúde para animais não é a única opção para o cuidado com o seu bichinho: existe também o seguro pet.

A principal diferença entre os dois é que, no plano de saúde, o usuário paga uma mensalidade e pode usar dos vários serviços cobertos.

Enquanto isso, um seguro pet trabalha com uma pequena mensalidade.

Depois, ele reembolsa a maioria dos custos com consultas, cirurgias e outros que o animal precisar.

As coberturas dos dois serviços também são um pouco diferentes.

Um seguro pet oferece:

  • Atendimentos de emergência;
  • Consultas;
  • Exames;
  • Diárias em hotéis para animais;
  • Cirurgias;
  • Envio de ração;
  • Transporte animal;
  • Serviços pet
  • E etc.

Muitas seguradoras disponibilizam o seguro pet como uma possibilidade adicional no seguro residencial.

Outras também permitem que ele seja contratado de modo independente.

Por que contratar um plano de saúde para seu pet?

Você já parou para pensar que a sua saúde afeta a saúde do seu pet?

Animais como os cachorros são afetados pelo seu bem-estar e, se você ficar doente, a imunidade deles também pode cair.

Nessa situação eles correm mais risco de vida, pois são frágeis, e ainda podem transmitir os problemas para outros bichinhos.

Ter um plano de saúde para animais é contar com um modo de prevenir esse tipo de situação.

Afinal de contas, com o plano, a saúde do seu companheiro poderá ser acompanhada de perto por um especialista.

Além dessa, as vantagens de contratar esse tipo de assistência incluem:

  • Ter acesso a uma ampla rede de atendimento;
  • Possibilidade de escolher as coberturas que deseja contratar;
  • Contar com desconto, oferecido para pessoas que possuem mais de um animal;
  • Economizar nos cuidados da saúde do animal.

Eles fazem parte da família

Quem não possui um pet pode até achar estranho a proposta de haver plano de saúde exclusivo para pet.

O que acontece no entanto é que os animais de estimação atualmente fazem parte da família, e recebem os mesmos cuidados que qualquer outro membro.

Além disso, as pessoas estão se conscientizando cada vez mais dos cuidados que esses animais requerem.

Isso inclui visitas regulares ao veterinário, por exemplo.

A partir disso, justifica-se possuir um plano de saúde para o pet.

Quem possui um pet e deseja cuidar bem da saúde dele, sem gastar muito, pode contar com um plano de saúde para animais.

Faça uma cotação e avalie já quanto custa para proteger o seu bichinho.

Contar com esse tipo de assistência vai te dar mais tranquilidade, além do bem-estar ao seu pet.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

35 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *