Plano de saúde individual: saiba como funciona e como escolher

Anda pensando em contratar um plano de saúde individual, mas não sabe bem como ele funciona? Pois então, você veio ao texto certo!

Um plano de saúde individual é aquele contratado por uma pessoa física. Ou seja, por um indivíduo, você, que deseja contar com a assistência privada a sua saúde.

Além de contratar o plano para uma única pessoa, você também pode optar por um plano familiar. Nesse caso, pessoas de sua família, indicados como seus dependentes, poderão também contar com a assistência do plano.

Uma das principais vantagens de um plano individual é que ele é simples de contratar. Você não precisa, por exemplo, estar empregado em uma empresa que vai contratar o serviço. Você fará essa contratação por conta própria.

Além disso, grande parte das operadoras de saúde têm uma ampla lista de hospitais credenciados. Logo, será mais fácil ter acesso a consultas, exames e internações quando necessário.

Mas claro, a amplitude dessa rede e os tipos de atendimentos podem ser variados. Assim, é essencial escolher bem o seu plano de saúde individual.

Falamos mais sobre isso logo mais no texto. Continue lendo!

Plano de saúde individual: saiba como funciona e como escolher

Imagem: Getty Images

O que um plano de saúde individual cobre?

As coberturas oferecidas por um plano de saúde vão depender da segmentação assistencial contratada. As segmentações são determinadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), e determinam as coberturas mínimas obrigatórias de um plano.

Além disso, cada plano de saúde deve ofertar coberturas mínimas. Elas aparecem no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, também da ANS.

De qualquer forma, com suas devidas variações, as coberturas ofertadas por um plano de saúde individual são:

  • Consultas médicas;
  • Cirurgias;
  • Internações;
  • Exames laboratoriais e de imagem; e
  • Serviços odontológicos.

Regras do plano de saúde individual

Na hora de contratar um plano de saúde, também é importante ter atenção a algumas normas desse serviço. Veja abaixo.

Carência do plano

A carência de um plano é o prazo entre a sua data de contratação e o dia em que o usuário pode começar a utilizar dos serviços.

Os prazos são variáveis, de acordo com a operadora do plano. Ainda assim, a ANS determina prazos máximos, que devem ser respeitados por todas as empresas. São eles:

  • 24 horas para atendimentos urgência e emergência (ou seja, 24 horas após a contratação do plano de saúde, o usuário já deve poder ser atendido por ele em caso de emergência ou urgência);
  • 180 dias para internações, cirurgias e procedimentos de alta complexidade; e
  • 300 dias para parto a termo (não inclui partos prematuros ou de risco).

Vigência do plano de saúde

Normalmente, o prazo de vigência de um plano de saúde é de 12 meses. Mas ele pode variar, então você deverá ter atenção ao seu contrato.

Isso é essencial porque, com o fim do contrato, você ficará sem coberturas. Ou seja, não poderá contar com atendimento pelo plano.

Saber do seu prazo de vigência vai permitir que você renove o contrato dentro do prazo.

Fim do contrato de saúde

Vale também destacar que o plano de saúde pode ter seu contrato finalizado na hora que o usuário desejar. Será preciso apenas entrar em contrato com a operadora e solicitar o cancelamento da cobertura.

As operadoras não podem cobrar multa rescisória no cancelamento de planos de saúde. Tenha muita atenção a isso, para não pagar despesas desnecessárias.

Já o cancelamento do contrato por iniciativa da empresa pode ser feito em duas situações. A primeira, por fraude cometida pelo usuário. A segunda, por falta de pagamento das mensalidades.

Em ambos os casos, o consumidor deve ser previamente avisado sobre a suspensão do contrato de saúde.

Como escolher o melhor plano de saúde individual?

Para escolher o plano de saúde ideal ao seu perfil, você precisará avaliar alguns aspectos importantes. Veja a seguir.

  • Custo do plano de saúde: é essencial ter atenção ao preço do serviço e escolher aquele que caiba no seu bolso. Isso vai impedir que você acumule dívidas.
  • Abrangência geográfica: é essencial saber se você terá atendimento apenas na sua cidade ou em todo o território nacional.
  • Tipos de acomodação: ao contratar um plano, é possível escolher entre dois tipos de acomodação em casos de internação. Na opção de enfermaria, você ficará internado com outros pacientes. No quarto privativo, o ambiente será particular, só seu.

Pronto! Agora você já sabe as informações mais importantes sobre o plano de saúde individual. Não se esqueça de pesquisar bem as operadoras antes de escolher a melhor.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *