12 segredos para fazer uma cotação de seguro auto e economizar

Você sabia que as pessoas casadas conseguem economizar mais do que os solteiros na contratação do seguro auto. Quer entender os motivos? Leia o artigo.

Conseguir economizar com o seguro auto é o desejo de todo mundo que busca uma proteção para o veículo.

Apesar de muita gente não acreditar que é possível encontrar um bom preço para esse serviço, isso não passa de um mito.

Existem seguros com os mais diversos valores e tudo dependerá diretamente do que está sendo contratado, do seu perfil e hábitos de condução e da sua disposição para realizar uma boa e completa pesquisa entre as seguradoras disponíveis no mercado.

Se você não quer abrir mão do seguro auto e ainda economizar com a contratação desse serviço, confira a seguir as dicas que separamos.

12 segredos para fazer uma cotação de seguro auto e economizar

Conheça 12 segredos para fazer uma cotação de seguro auto e economizar

  1. Opte pelas cotações online

Caso esteja na internet lendo esse artigo, então é só buscar um site de confiança para fazer a cotação.

Os seguros online te ajudam a economizar tempo, se você não souber como fazer cotação de seguro auto online, procure um corretor e peça auxílio.

Além desse serviço ser mais rápido, você também terá uma boa economia relacionada ao seu deslocamento, afinal, não terá que ir até um corretor, ou uma seguradora, economizando assim com o combustível ou transporte.

  1. Verifique a situação cadastral da seguradora

Se não quiser pagar caro pelo seguro é preciso se certificar que a empresa é credenciada a SUSEP – Superintendência de Seguro Privados, órgão responsável por regulamentar todas as seguradoras e corretores do país.

Para isso, basta acessar o site e realizar a pesquisa.

Se ela está devidamente cadastrada e ativa junto a SUSEP, isso indica que ela segue a legislação e tem o compromisso de pagar as indenizações em até 30 dias.

Prefira sempre as seguradoras cadastradas, pois, as associações que oferecem a proteção veicular – que não é um seguro, nem sempre pagam as indenizações como devem ou em um período considerado aceitável.

  1. Escolha a seguradora e as coberturas com calma

Nesse caso a pressa realmente é inimiga da perfeição. Não realizar uma pesquisa completa, pode fazer com que você contrate o primeiro, ou segundo seguro que aparecer na sua frente.

Pendendo oportunidades de coberturas e preços muito melhores para você.

Por isso, é importante que você realize uma pesquisa com bastante tempo e paciência, pois, se deixar para cotar o seu seguro de última hora, poderá perder grandes oportunidades.

  1. Selecione apenas as coberturas realmente necessárias

Parece tentador adicionar todas as coberturas possíveis, mas a maior parte delas servirão apenas para encarecer o seguro, chegando ao final da vigência muitas vezes sem nenhum uso sequer.

Por isso, é importante que você pense realmente o que é interessante contratar e qual utilidade cada cobertura terá para você no dia a dia.

Lembre-se que você pagará um prêmio de acordo com a quantidade de serviços contratados, então, quanto menos coberturas houver, menor será o valor da sua apólice.

  1. Conte com a ajuda de um corretor de seguros

Se mesmo depois de realizar cotações em diferentes seguradoras com opções de coberturas semelhantes ou mesmo diferenciadas, você ainda estiver em dúvida sobre qual a melhor opção para você.

O melhor caminho é procurar um corretor de seguros e pedir seu auxílio.

Afinal, apenas um profissional especializado na área pode lhe ajudar a definir quais são as coberturas realmente necessárias e quais os caminhos de conseguir preços e condições de pagamento melhores.

  1. Tenha itens de segurança instalados em seu carro

Para baixar o preço do seguro é preciso diminuir os riscos e uma das formas mais eficazes de fazer isso é contando itens de segurança instalados no seu carro, equipamentos como um rastreador, por exemplo, aumentam em 90% as chances de o veículo ser recuperado depois de um roubo ou furto.

Já os alarmes sonoros afugentam os bandidos que se aproveitam do momento em que o carro está sozinho para tentar levá-lo.

Por isso, contar com esses equipamentos pode garantir um boa redução no preço final do seguro.

  1. Tenha sempre muita atenção e cuidado ao volante

Motoristas com bom histórico de direção e que não possuem pontos na carteira de habilitação são considerados mais prudentes.

As seguradoras entendem que eles possuem menores chances de se envolverem em acidentes e os recompensa diminuindo o valor do seguro.

Portanto, respeitar as leis de trânsito e dirigir com atenção podem ser mais alguns caminhos para que você possa desfrutar de menores preços do seguro auto.

  1. Escolha com cuidado sua franquia

O problema de quem contrata um seguro é se preocupar apenas com o valor do prêmio e esquecer que existe a franquia.

Essa taxa cobrada todas as vezes que o seguro é acionado pode ter o seu valor aumentado ou diminuído conforme a sua necessidade.

Se acha que as necessidades de acionar o seguro serão quase inexistentes, pode aumentar o valor da franquia, isso fará com que o custo do prêmio diminuía consideravelmente.

O inverso também ocorre, quando o valor da franquia é reduzido o preço da apólice aumenta.

Só não caia na tentação de pegar a maior franquia se há grandes chances de se envolver em um sinistro.

No final pode ser que o valor não compense. Pense com calma e faça as contas considerando todas as possibilidades.

  1. Mude seu status de solteiro para casado

No formulário de análise de riscos as seguradoras buscam conhecer melhor os seus clientes e os riscos que eles oferecem.

As pessoas casadas ou com uma união estável, estatisticamente possuem menores chances de se envolver em um sinistro.

Enquanto que, as pessoas solteiras estão mais propensas a sofrer acidentes, uma vez que elas saem mais e muitas vezes, possuem menos responsabilidades ao volante.

Portanto, se quiser economizar no seguro auto tenha pelo menos uma união estável.

  1. Não tenha vergonha de negociar os valores

Da mesma forma que os corretores buscam negociar com você o seguro, coberturas e outros produtos, você pode fazer o mesmo com eles.

Depois de receber as propostas, separe as mais interessantes e busque conseguir um desconto ainda maior ou uma forma de pagamento que possa te favorecer.

Vale dizer aqui que, se você optar por pagar à vista, conseguirá um desconto maior ainda, afinal, não incidirá juros sobre o valor do seguro.

  1. Escolha o carro certo

Nem sempre comprar o carro mais barato significa que você terá o seguro com o menor preço. Na maior parte dos casos, os carros mais antigos contam com um seguro mais caro do que os mais novos.

Por causa da dificuldade em encontrar peças novas originais em caso de reposição.

Além disso, o índice de roubo de veículos pode influenciar muito no valor final do seguro.

Portanto, antes de escolher o próximo modelo confira se ele não está na lista dos mais roubados e prefira sempre os modelos que ainda estão em fabricação.

De acordo com uma pesquisa realizada pela SUSEP no final de 2018, os 10 modelos de carros mais roubados apenas no Estado de São Paulo: HB20 da Hyundai, os modelos Palio 1.0 e o Uno 1.0 da Fiat, o Onix e o Corsa 1.0 da Chevrolet, os modelos Gol 1.0, Fox 1.0 e Voyage da Volkswagen, o Fiesta da Ford (todos os modelos com motor acima de 1.0) e o Sandero da Renault.

Portanto, se você mora nessa região e estava pensando em comprar um desses modelos, vale a pena reconsiderar sua escolha.

  1. Estacione sempre em garagens fechadas

Aquela velha história de deixar o carro parado na rua na frente de casa e achar que ele está seguro, não funciona com as seguradoras.

Os veículos que ficam estacionados em garagens, seja em casa ou no trabalho têm uma menor chance de ser roubado.

Por isso, tenha o hábito de deixar seu carro sempre em estacionamentos fechados e com segurança e, se você não tiver uma garagem em casa alugue uma vaga particular, além de você ficar mais tranquilo vai economizar no seguro auto.

Dicas extras para conseguir fazer cotação de seguro de automóvel

Não se esqueça que, preencher o formulário de maneira correta é fundamental, assim como é preciso informar ao corretor qualquer mudança que aconteça em seu perfil, seja durante a realização das cotações ou após a contratação do seguro.

Procure também não fazer economias tolas como, por exemplo, não contratar a assistência 24 horas para pagar menos.

Esse tipo de cobertura além de ser muito útil, não possui franquia para ser usada e não retira pontos da sua classe de bônus.

E, por falar nela, não esqueça de mencionar a sua classe de bônus ao seu corretor, caso você a tenha. Lembre-se que, em média, cada ponto dela pode lhe render até 5% de desconto.

Agora que já conhece as 12 dicas e sabe como fazer uma cotação de seguro auto e economizar. Basta arregaçar as mangas e começar sua pesquisa, colocando todas elas em prática.

E, lembre-se se você não souber muito bem como fazer cotação de seguro de automóvel, procure um corretor.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *