Como funciona o seguro de celular

O seguro de celular é uma proteção que garante indenização em algumas situações que são cobertas e ajudam a diminuir o prejuízo financeiro de quem possui o equipamento. Entenda mais sobre como ele funciona e esclareça as suas dúvidas.

São milhões de linhas de celular em funcionamento no país e isso acaba chamando a atenção dos bandidos fazendo com que cresça o número de roubos desses aparelhos.

Para se ter uma ideia, de janeiro a abril de 2018, somente no estado do rio de janeiro foram registrados cerca de 70 roubos por dia, um total de 8,5 mil.

Em São Paulo, somente na Avenida Paulista nos seis primeiros meses do ano foram registrados 2.473 roubos e furtos de aparelhos.

Devido ao grande número de roubo e alto valor dos aparelhos, o mercado de seguro de celular vem crescendo em média 40% ao ano.

Mas, você sabe como funciona o seguro de celular? Essa á a oportunidade de esclarecer todas as suas dúvidas. Confira o nosso artigo.

Como funciona o seguro de celular

O que é o seguro de celular?

O seguro de celular é uma proteção que pode ser contratada para indenizar o dono do aparelho caso ele sofra algum sinistro.

A pessoa que opta por esse produto contrato junto com a sua operadora ou seguradora essa proteção que disponibilizará algumas coberturas. Essas determinam quais situações a pessoa terá direito a indenização se alguma coisa acontecer ao aparelho.

Para poder se beneficiar do seguro será preciso pagar um valor estipulado pela empresa que está oferecendo o produto e se adequar as cláusulas previstas no contrato.

Qualquer a aparelho pode ser segurado?

Não. Normalmente as seguradoras possuem algumas regras para fazer o seguro de celular. Costuma haver um valor mínimo a ser coberto e costuma haver um limite de tempo máximo a contar da aquisição do aparelho, normalmente 12 meses.

As seguradoras também podem fazer as suas próprias exigências, por isso, é preciso verificar e todas quais são os critérios.

Quais as coberturas do seguro de celular?

As coberturas disponibilizadas pelas seguradoras costumam cobrar danos ou causas externas acidentais e roubo mediante ameaça. Veja algumas das principais disponíveis no mercado.

  • Danos físicos – quando ocorrem acidentes, quedas de raios, incêndio ou danos resultantes de tentativa de roubo.
  • Subtração de bem – resultante de ameaça ou arrombamento
  • Danos elétricos – decorrentes de descargas de energia e curto circuito
  • Danos por líquido – quando algum líquido cai de maneira acidental sobre o aparelho

Riscos excluídos

Os riscos excluídos abrangem aquelas coberturas que não são oferecidas pelas seguradoras, pois, são consideras descuido e má utilização do aparelho. É preciso estar atento a elas, pois, muita gente acredita que se algumas dessas situações ocorrer estará protegido e isso não ocorrerá.

  • Má utilização do aparelho
  • Furto ou extravio simples

Quais documentos necessários para fazer o seguro de celular?

O segurado precisa apresentar a nota fiscal do aparelho mesmo que ele tenha sido adquirido fora do país. Se a nota estiver me nome de terceiros será necessário uma carta de doação ou outro documento que demonstre a transferência do produto.

Onde posso contratar o seguro de celular?

Atualmente a maioria das operadoras oferece esse serviço em parceria com alguma seguradora, assim, uma das opções seria a contratação diretamente com a operadora como a Vivo, Tim, Claro e Oi.

Quem preferir pode fazer o seguro de celular junto com a seguradora, a Porto Seguro e a Mapfre são algumas das empresas que possuem esse serviço.

Qual o valor do seguro do celular?

Isso varia bastante de um aparelho para outro, mas, em média, quando as pessoas contratam esse serviço junto as operadoras pagam cerca de 15% do valor total do aparelho. Quando a aquisição é feita direto com a seguradora esse percentual pode chegar a 20%.

Esse valor costuma ser parcelado e pode ser pago em até 12 vezes.

Para que seja calculado o valor exato, costumam ser solicitadas informações da nota fiscal como data da compra do aparelho e valor.

Para quem está em busca de melhores condições para o seguro de celular, a dica é fazer uma pesquisa e assim identificar o melhor valor ofertado.

A seguir separamos alguns exemplos de seguros disponibilizados pelas operadoras.

Vivo

A Vivo disponibiliza um seguro em parceria com a Zurich oferece cobertura em casos de roubo ou furto qualificado.

O serviço é disponibilizado para aparelho com até 2 anos de uso e custa a parti de R$ 2,99 para o seguro semanal.

A pessoa que faz a adesão ao produto concorre a sorteios de dinheiro.

Tim

Ela comercializa o Tim Protect seguro de aparelho que possui cobertura contra roubo e furto qualificado, quebra acidental, danos líquidos e oxidação.

Ela possui diversas combinações de coberturas que podem ser contratadas conforme a necessidade.

Esse seguro não possui carência e tem cobertura internacional. O valor varia de R$ 2,99 a R$ 10,99 conforme o valor do aparelho e coberturas contratadas

Se meu celular for roubado, com qual valor serei ressarcido?

Se o roubo foi mediante a ameaça conforme a cobertura ofertada, a seguradora reembolsará previsto no contrato.

De acordo com o modelo do aparelho e o tempo ele vai sofrendo depreciação e costuma haver uma tabela ou informativos com o valor da indenização. Por isso, atenção, pois, nem sempre será reembolsado o valor da nota fiscal.

Além disso, existe uma franquia a ser paga como acontece em outros seguros. Esse valor varia de 10% a 20% do valor do produto.

Há também a possibilidade da indenização ser paga em forma de um aparelho. Nesse caso será disponibilizado ou aparelho igual ao semelhante ao que sofreu sinistro.

Tudo isso deverá estar especificado na apólice e para que não haja nenhum problema no recebimento da indenização.

Como solicito a indenização do seguro?

Nesse caso será preciso entrar em contato com a seguradora para verificar quais os procedimentos a seguir. Em caso de roubo, pode ser solicitados alguns documentos como o boletim de ocorrência e o preenchimento do formulário com o comunicado do sinistro.

Se a situação envolver dano, pode haver necessidade do formulário de comunicado do sinistro e um laudo técnico.

Como cada seguradora pode adotar os próprios procedimentos é necessário entrar em contato com ela antes de tomara qualquer providência.

Vale a pena fazer um seguro de celular?

Isso depende da situação. É preciso avaliar os seus riscos e ver se vale a pena fazer um seguro, isso porque as coberturas são um pouco restritas.

Para quem é desligado e tem o hábito de esquecer o celular, se houver perde nesse caso não há ressarcimento, nessa situação ele pode não se r interessante.

Mas, quem possui um aparelho de alto valor e que sebe que está exposto a roubos mediante ameaças, ao fazer um seguro de celular poderá ficar mais tranquilo sabendo que se algo acontecer o prejuízo não será tão grande.

Portanto, se as coberturas atenderem as suas necessidades e o custo-benefício for interessante, o seguro de celular valerá a pena.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *