Rastreador de carro – Entenda tudo sobre o rastreador veicular

Interessado em saber mais sobre a proteção e as possibilidades que o rastreador de carro oferece? Então acompanhe este artigo e entenda tudo sobre o rastreador veicular, desde seu funcionamento até os benefícios.

O rastreador de veículos vem se tornando cada vez mais popular no Brasil.

O serviço que antes era muito procurado apenas por empresas de transporte ou para veículos de carga, atualmente tem conquistado motoristas de veículos de passeio, sejam eles carros ou motos.

Tudo isso devido a maior segurança que este equipamento promove.

No entanto, mesmo se tratando de um equipamento mais conhecido na atualidade, ainda é comum encontrar pessoas que não entendem muito bem como o rastreador de carro funciona, quais são as tecnologias disponíveis, quais os benefícios e muito mais.

Porém, mesmo muita gente não conhecendo bem seu funcionamento, existe um dado bem comentado sobre ele: o índice de localização de veículos é bastante alto quando os autos possuem rastreador.

Por isso, criamos este artigo para explicar melhor todos os assuntos que envolvem esse tipo de equipamento.

Rastreador de carro - Entenda tudo sobre o rastreador veicular

Imagem: Getty Images

Entenda melhor o que é um rastreador de carro

Antes mesmo de explicar mais sobre o funcionamento, os tipos de equipamentos e as tecnologias disponíveis, é interessante que você entenda melhor o que um rastreador de carro.

O rastreador veicular nada mais é do que um equipamento que permite ao motorista ou a uma empresa de monitoramento encontrar o veículo, em casos de necessidade como roubo, furto, sequestro e mais.

Para que ele funcione é simples, basta que ele seja instalado no veículo e configurado corretamente.

Feito isso, independentemente da tecnologia e do tipo de equipamento, o rastreador estará apto a enviar sinais, com a sua localização e, consequentemente, do veículo para o responsável pelo seu monitoramento.

Alguns modelos de rastreador veicular podem ser monitorados diretamente pelo motorista.

No entanto, a maior parte deles e, geralmente, os modelos mais eficazes, são obtidos e monitorados por empresas especializadas.

Quais são os tipos de rastreadores de carro?

Como já mencionado, existe sim mais de um tipo de rastreador de carro no mercado.

Um deles é o equipamento avulso, que o próprio usuário adquire, instala por conta própria e fica responsável pelo monitoramento do seu veículo.

Esse monitoramento, pode ser feito por sistema de computador ou aplicativo de celular.

E, apesar desta opção ser a mais econômica, ela pode ser também a mais desgastante e menos compensadora, uma vez que o motorista deixa de contar com o suporte de um serviço especializado, a comodidade de não ter que se preocupar com detalhes e os serviços exclusivos que as empresas de monitoramento podem oferecer.

Além disso, esses equipamentos geralmente são mais simples em relação a recursos e, em muitos casos, apresentam mais erros.

Tanto relacionados a falhas no equipamento, como à precisão da localização.

Como é feito o rastreamento por empresa?

A segunda opção em rastreador veicular são os equipamentos fornecidos por empresas de rastreamento.

Diferente da primeira opção, neste caso o motorista não precisa adquirir o equipamento, mas sim contratar o serviço de monitoramento, pagando um valor mensal pelo atendimento.

A empresa escolhida providenciará, então, a instalação de um rastreador de carro, que ficará com o motorista em regime de comodato.

Ou seja, emprestado durante o período que o motorista contar com os serviços da empresa.

Essa empresa, além de prover o equipamento e a instalação, cuidará também do monitoramento do veículo, podendo localizá-lo sempre que necessário através de uma equipe de monitoramento que, geralmente atende 24 horas por dia.

Essa segunda opção, além de ser mais cômoda, também é a mais indicada, uma vez que a maioria das empresas disponíveis no mercado oferecem mais uma série de vantagens para seus clientes, como assistência 24 horas e muito mais.

Além disso, o fato de ter uma equipe e central de atendimento traz à companhia maior facilidade na hora de agir caso ocorra o roubo do veículo.

Geralmente, essa ação consiste no aviso imediato à polícia e no acompanhamento e repasse de informações sobre a localização do carro.

Conheça as tecnologias utilizadas no rastreador de carro

Para que o veículo seja monitorado, é preciso contar com um rastreador de carro instalado nele.

Após feita a instalação, o equipamento envia um sinal para a central de acompanhamento.

Este sinal pode ser transmitido basicamente de duas maneiras: via GPS ou por radiofrequência.

Continue lendo e entenda melhor como cada uma delas funciona e quais são suas vantagens e desvantagens!

Tecnologia de GPS no rastreador de carro

O sistema de GPS, sigla para Sistema de Posicionamento Global, funciona emitindo um sinal diretamente para os satélites presentes na órbita terrestre, que ficam responsáveis por reenviar esse sinal para as centrais de monitoramento.

Isso fornece os dados de latitude e longitude do veículo, para que assim ele possa ser encontrado em qualquer lugar.

A grande vantagem desse sistema é que, por ser um mecanismo que trabalha com o sinal via satélite, ele costuma ter uma área de alcance maior.

Isso faz com que esse tipo de tecnologia seja a mais comum entre os rastreadores de carro.

Mas, como nem tudo são flores, justamente por esse sistema funcionar através de satélites ele encontra dificuldades em emitir sinais em locais cobertos ou subterrâneos.

E essa é sua desvantagem.

Caso o carro seja roubado ou furtado e levado para um local fechado, será mais difícil localizá-lo.

Tecnologia de Radiofrequência no rastreador de carro

Já a tecnologia de radiofrequência funciona através da emissão de ondas de rádio.

Isso significa que o equipamento envia sinais com a localização do veículo.

Esses sinais são captados por antenas de rádio, como as antenas de comunicação celular, por exemplo.

Algo feito por meio da triangulação.

Depois, os dados são repassados às centrais de monitoramento.

A principal vantagem dessa tecnologia é que, diferentemente do sistema GPS, as ondas de rádio emitidas por ele conseguem ultrapassar barreiras como paredes e tetos e ser captadas pelas antenas.

Ou seja, a radiofrequência é bastante vantajosa para áreas urbanas.

Afinal de contas, a opção é imune a boa parte das interferências.

A desvantagem, por sua vez, é que sua cobertura é mais restrita do que a do GPS.

Geralmente, esse tipo de tecnologia funciona apenas dentro de áreas urbanas, onde é comum existirem muitas antenas de comunicação.

Logo, se você é uma pessoa que costuma viajar de carro com frequência, essa pode não ser a melhor escolha.

Mas não se preocupe se você não conseguir escolher entre uma delas, existem algumas empresas no mercado que trabalham com as duas tecnologias simultaneamente, aumentando ainda mais a proteção e os índices de recuperação do veículo.

Como funciona a instalação do rastreador veicular?

Esse é um dos procedimentos mais importantes.

Afinal, uma instalação malfeita pode trazer danos ao veículo e prejudicar o funcionamento do equipamento.

Além disso, é importante que ela seja feita em um local escondido, para que, em caso de roubo, o equipamento não seja simplesmente retirado do carro e descartado.

Se você optar por contratar o serviço de monitoramento, não há com o que se preocupar em relação a instalação do rastreador veicular.

Nesses casos, é comum que a empresa ofereça o serviço disponibilizando um mecânico especializado e de confiança, que muitas vezes pode ir até você para realizar a instalação do rastreador.

No entanto, se você comprou o equipamento, será preciso que você encontre um profissional capacitado e de confiança para realizar o serviço de instalação.

Vale dizer que esse serviço não costuma ser barato.

Em todo o caso, também existem alguns equipamentos que não necessitam de instalação.

Isso porque, eles funcionam através de uma bateria móvel e podem simplesmente ser configurados e escondidos no veículo, sendo necessário que exista uma manutenção para a recarga da bateria.

Vantagens do rastreador de carro

Veja a seguir quais são as principais vantagens de contar com um rastreador de veículo.

  • Aumenta as chances de localização do veículo em caso de roubo ou furto;
  • Deixa o seguro auto mais barato;
  • Possui valores acessíveis;
  • Não faz análise de perfil (qualquer motorista e veículo pode contar com o equipamento);
  • Contribui com a segurança pessoal;
  • Auxilia no monitoramento de cargas;
  • Tem instalação rápida e é fácil de usar;
  • Alguns equipamentos permitem o acesso a informações como velocidade e por onde o veículo circulou;
  • Algumas empresas disponibilizam serviços adicionais como assistência 24 horas.

Rastreador X Seguro auto

Quando um consumidor ouve falar sobre o seguro de carro, logo surge a dúvida: “Vale a pena? Será que o rastreador não é suficiente?”.

A resposta para esta questão é sim, vale a pena.

Inclusive, o mais recomendado é contar com os dois serviços.

Isso porque, o rastreador pode ajudar a encontrar seu carro caso ele seja levado por bandidos, mas o seguro protegerá seu veículo de outros problemas, como colisão, incêndio e muito mais.

Além disso, ao contratar um seguro contando com um rastreador, o preço do prêmio será muito mais baixo.

Por que o seguro para carro com rastreador é mais barato?

O objetivo de um seguro é compensar o motorista por qualquer prejuízo relacionado ao carro.

Por isso, as proteções normalmente incluem cobertura contra colisões, roubos e furtos, alagamentos, incêndios e outros.

Apesar de oferecer essa proteção, porém, a seguradora deseja não ter que pagar indenizações.

Afinal, cada indenização diminui seu caixa e seu lucro.

Dessa forma, as empresas traçam perfis dos carros e motoristas.

Os indivíduos que têm mais chance de sofrer um sinistro sempre pagam mais pelo seguro.

Assim, a empresa busca “compensar” o valor da indenização que poderá ter que pagar em breve ao usuário.

Um perfil que paga valor menor, por outro lado, trata-se de um carro que não corre muitos riscos, e é exatamente isso que acontece quando você instala um rastreador de carro.

Isso porque, caso o roubo ou furto ocorra, o veículo tem maior chance de ser recuperado.

Quando recuperado, a seguradora precisa pagar apenas indenização parcial, para conserto de avarias no automóvel.

E isso apenas se for necessário fazer reparos no auto.

Já um veículo sem rastreador pode não ser recuperado pela polícia, pois sua localização será mais difícil.

Nessa situação, em que o carro não é recuperado, a empresa precisa pagar indenização integral ao consumidor.

Logo, seu gasto (prejuízo) é maior.

Os valores da indenização integral são disponibilizados para a compra de um novo veículo.

Normalmente, ela é baseada na tabela FIPE, que estabelece o preço dos veículos no Brasil.

Ou seja, sempre que a seguradora pode economizar, o custo do seguro se torna menor.

Como o rastreador diminui o risco de sinistro do veículo, o custo do seguro será menor.

Fatores que definem o preço do seguro

Apesar de um rastreador ajudar a diminuir o preço do seguro auto, é importante dizer que este não é o único fator analisado pela seguradora.

Na verdade, as empresas avaliam ainda uma série de outros aspectos.

Começando por dados sobre o carro: seu modelo, condições mecânicas e o índice de roubo deste tipo de veículo.

Assim como sobre o tipo de uso do auto, os locais pelos quais ele trafega e onde fica estacionado à noite.

Depois, a seguradora avaliará o perfil do condutor.

Normalmente, motoristas mais jovens e/ou inexperientes pagam mais pelo seguro.

Afinal, seu risco de sinistro será maior.

Já as motoristas mulheres costumam pagar menos pela proteção.

Isso porque, elas sofrem menos acidentes de trânsito do que os homens.

A regra é simples: quanto maior o risco de sinistro do auto, mais caro será seu seguro.

Porém, as seguradoras dão maior atenção a um fator ou a outro, dependendo do seu modo de trabalho.

É por isso que os custos do seguro podem ser tão diferentes nas empresas.

Então, é essencial cotar em diversas companhias, garantindo assim uma oferta melhor.

Não minta para a seguradora!

De qualquer forma, é sempre importante informar todo o necessário à empresa.

Especialmente: você deve sempre contar a verdade.

Por exemplo: sabendo que uma motorista mulher pode pagar menos no seguro, você, homem, pede para que sua esposa contrate a proteção.

Mas isso pode trazer problemas.

Não pela contratação no nome de outra pessoa, já que isso é permitido.

Porém, se você for o condutor principal e indicar outra pessoa como dona deste posto, poderá ser acusado de fraude depois.

Isso ocorrerá, muito provavelmente, após um sinistro.

Afinal de contas, após a ocorrência, a seguradora verificará se as informações que possui condizem com a realidade.

Caso não, ela poderá negar a indenização.

Com a indenização negada, o usuário precisará pagar sozinho seu prejuízo com o carro.

Se desejar, a seguradora ainda poderá abrir ação judicial contra ele.

Melhor evitar todos estes incômodos, não é mesmo?

Então, ao realizar a cotação, informe à seguradora o que for necessário.

Melhor um seguro um pouco mais caro, do que seguro nenhum!

Até porque, você poderá instalar um rastreador no veículo e já garantir certo desconto na proteção.

Benefícios extras dos rastreadores

Além da possibilidade de localização do veículo, muitas empresas de rastreadores oferecem alguns adicionais quando o equipamento é instalado.

Esses adicionais podem ser usados no dia a dia, tornando a proteção do veículo ainda maior.

Entre eles, podemos citar:

  • Cerca eletrônica: informa quando o veículo sai de uma área delimitada;
  • Aviso de velocidade: é possível receber um sinal de alerta, caso o veículo ultrapasse a velocidade programada;
  • Histórico de posição: pode-se verificar os locais em que o veículo esteve em um determinado período;
  • Bloqueio: caso o veículo seja roubado ou furtado, o serviço de bloqueio faz com que ele desligue o carro remotamente. Isso impede que o carro se desloque e facilita sua recuperação;
  • Assistência 24 horas: algumas empresas garantem ao consumidor serviços de assistência. Não apenas para o conserto do rastreador, mas também opções como guincho, chaveiro, troca de pneu e outros, em casos de emergências.

Quanto custa um rastreador?

O valor do rastreador de carro vai depender da empresa que presta o serviço, assim como dos serviços adicionais que são oferecidos.

Para que você tenha uma ideia dos valores, fizemos uma pesquisa com algumas empresas que comercializam o aparelho e o monitoramento.

Acompanhe na tabela!

  Rastreador Rastreador com seguro
Siggo R$ 89,00 R$ 199,00
Ituran R$ 54,90 R$ 69,90
Sat Company R$ 49,90 R$ 59,90

*Fonte: Os preços foram retirados dos sites das empresas e podem sofrer alterações. Consulta feita em Março/2020.

Para escolher o melhor rastreador veicular e o melhor seguro para o seu carro, é importante que você realize uma ampla pesquisa.

Os valores no País são bastante variados, assim como os serviços ofertados.

Faça cotações personalizadas, de acordo com as suas necessidades e com o modelo do seu veículo.

Assim, você poderá comparar melhor as opções e definir a mais adequada.

Como escolher um bom seguro auto?

Para escolher um bom seguro auto, você precisará avaliar, primeiro, se a empresa dá desconto para quem tem rastreador.

Não porque isso é essencial, mas já que este é o tema deste conteúdo, é interessante encontrar uma seguradora que utilize do equipamento, não é mesmo?

Verifique o rastreador

Há seguradoras que oferecem a instalação do rastreador; outras, pedem que o usuário providencie a proteção.

Seja qual for o caso, será importante avaliar o custo do serviço.

Como já explicado, é comum que seja cobrada uma taxa para o monitoramento do veículo.

Esse monitoramento costuma valer a pena, já que uma empresa especializada ficará de olho no carro.

Porém, é importante ter segurança de que você conseguirá pagar pelo serviço.

Assim, você evitará problemas posteriores com a seguradora e o seu orçamento.

Analise a reputação da seguradora

O passo seguinte é verificar a reputação da empresa.

O que os segurados atuais acham do atendimento?

Eles tiveram auxílio quando precisaram da indenização?

Para verificar informações deste tipo, acesse as redes sociais da empresa.

Você também pode verificar a página dela no Reclame Aqui e outros espaços de reclamações.

Nessas áreas da web, os usuários costumam apresentar suas opiniões bastante sinceras sobre os serviços.

Outra dica é verificar se a seguradora é registrada na Susep.

A Susep é a Superintendência de Seguros Privados, órgão responsável por regular o setor de seguros no Brasil.

Apenas as empresas autorizadas por ela podem comercializar esse tipo de proteção.

Escolha suas coberturas

Por último, tenha atenção às coberturas oferecidas e escolha bem seu plano de seguro.

Assim, você terá a certeza de contar exatamente com o que precisa para a proteção do carro.

Pronto! Agora você já sabe tudo o que precisa sobre o rastreador veicular.

Lembre-se que o equipamento pode ser bastante útil, e se associado a um seguro, te dará ainda mais segurança no dia a dia.

*A Smartia.com.br não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

4 Comentários

  • Rosival Barbosa de Oliveira says:

    Olá, boa tarde, eu gostaria de saber se a gente consegue ver seu produto em tempo real.

    Grato.

  • Markus says:

    Olá,

    É obrigado ter seguro junto ao rastreador ?

    Obrigado

  • Adair says:

    Bom dia,

    Estou montando uma empresa de rastreamento de veículos, gostaria de saber se os meus clientes vão receber descontos no seguro?! Como funciona a questão do desconto do seguro porque a minha empresa será apenas de rastreamento. Vai ter como os meus clientes ir em uma determinada seguradora e conseguir desconto?

    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *