Seu carro tem kit gás? Veja o que é necessário para contratar o seguro

Seu carro tem kit gás? Veja o que é necessário para contratar o seguro

O kit gás pode fazer com que o seguro aumente em até 40%. Entenda como funciona o seguro auto no caso de ter um kit gás.

A sigla GNV significa Gás Natural Veicular e é considerado como um dos combustíveis de veículos que menos causa poluição ao meio ambiente, pois, sua composição é de gases leves com predominância de metano. Instalados em cilindros próprios através do kit gás nos carros, o GNV é um combustível alternativo que serve para qualquer carro original, desde que devidamente regulamentado pelo INMETRO.

Entre os componentes do Kit gás, os mecânicos são: o cilindro, o redutor de pressão, o misturador e a tubulação do GNV e, os eletrônicos: o simulador de bicos, o emulador de sonda lambda, o variador de avanço e o kit CAGNV.

Vantagens e desvantagens de usar o kit gás

As vantagens de se ter um carro convertido com kit gás são inúmeras, incluindo a economia financeira de até 70 por cento com combustível, alto grau de segurança e baixo nível de emissão de poluentes na atmosfera quando comparado aos demais combustíveis.

Apesar dos pontos positivos existem também algumas desvantagens em relação à utilização do kit de gás no veículo. O número de postos para abastecimento é menor se comparado aos que trabalham com gasolina e etanol. Além disso, muitas vezes, a instalação do cilindro é feita no porta-malas, diminuindo significativamente o espaço.

Seguro para carro com kit gás

Já a contratação de seguro para carro com GNV pode ser de 6% a 40% mais caro do que para um carro tradicional, pois, proteger o veículo equipando-o com o kit de gás natural veicular – o GNV – sai mais caro na hora de contratar o serviço da seguradora. Isso se deve a associação entre o perfil de condutores com esse tipo de kit nos carros à sua caracterização de pessoas que andam mais e que têm maior índice de sinistralidade.

Além do mais, as estatísticas apontam que os carros com kit gás são mais frequentemente envolvidos em situações de roubos, furtos e colisões, por conta da sua vulnerabilidade. Assim, se há uma economia nos gastos com combustível ao se optar pelo kit gás em seu carro, isso é compensado na hora da contratação do seguro.

Existe a possibilidade de se contratar coberturas específicas do seguro para itens especiais do carro, como é o caso do kit gás, o que aumentará o valor do seguro auto, contratado. Assim, o seguro do kit gás cobrirá os danos causados ao equipamento, sejam eles advindos de colisão, incêndio e roubo, por exemplo.

Por isso, quem possui um kit gás no veículo precisa especificar essa questão para a seguradora. Isso porque não são todas que oferecem esse tipo de cobertura, sem falar que o valor final do seguro será afetado.

Além disso, a aceitação da cobertura pela seguradora depende do cumprimento de alguns pré-requisitos simples como:

  • Todos os documentos e instalações precisam estar em perfeita ordem;
  • É preciso que o equipamento esteja acoplado de maneira fixa;
  • A vistoria prévia é obrigatória;
  • É preciso que a nota fiscal seja apresentada;
  • Assim como a nota fiscal do certificado de segurança veicular – CSV;
  • E nos casos de sinistro é preciso apresentar também o certificado do cilindro.

Entretanto, as demais coberturas podem ser escolhidas de acordo com o que cada empresa oferece, sem interferir nessa questão.

A cobertura para o kit gás no seguro do carro é igual a qualquer outro acessório do veículo, entretanto, o equipamento precisa estar regular, instalado de forma permanente e com a vistoria em dia.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *