Como emplacar um carro sem despachante

Você adquiriu um veículo zero quilômetro? Saiba que existem alguns detalhes que precisam ser providenciados, entre eles, o emplacamento do carro. E, se você quiser saber como emplacar um carro sem despachante, é só acompanhar esse artigo!

Se você comprou um veículo zero quilômetro deve estar descobrindo que existem vários trâmites para serem resolvidos antes de poder andar com ele por aí tranquilamente. Entre eles, existem dois que são muito importantes, o emplacamento do veículo e a contratação do seguro de automóvel.

Todos esses procedimentos despendem muito dinheiro, mas, apenas no emplacamento, por exemplo, é possível economizar até R$ 600. Acompanhe esse artigo e descubra como emplacar um carro sem despachante.

Como emplacar um carro sem despachante

É possível emplacar um carro sem despachante?

A grande maioria das pessoas não sabe disso, mas sim, é possível emplacar um carro sem despachante. Algumas pessoas até sabem dessa possibilidade, mas não fazem ideia de como realizá-la.

Na verdade, esse é um processo bem simples que pode ser feito em apenas quatro passos. O mais importante nesse caso é apenas se manter atento a todos os prazos existentes.

Caso você exceda os 15 dias de prazo para emplacar um carro sem despachante ou com o auxílio de um profissional, você corre o risco de ser multado, perder pontos na carteira e ainda ter o veículo apreendido.

Veja o passo a passo para emplacar um carro sem despachante

Para ajudar na tarefa de emplacar um carro sem despachante, criamos esse artigo com um passo a passo, acompanhe.

  1. Faça a vistoria veicular

O primeiro passo para emplacar um carro sem despachante é levar o veículo a um dos postos de atendimento do CIRETRAN mais próximo de você, para que uma vistoria seja realizada no veículo. E você receba um decalque com a numeração do chassi.

  1. Apresentando os documentos no Detran

Após a vistoria feita, é preciso que você se encaminhe a unidade do Detran da sua cidade, munido do decalque com a numeração do seu chassi, mais alguns documentos, que geralmente são:

  • Documento oficial com foto e CPF;
  • Comprovante de endereço recente;
  • Nota fiscal ou nota eletrônica do veículo;
  • Cópia e original do contrato de financiamento, nos casos de veículos financiados.

Vale a pena visitar o site do Detran do seu Estado antes de fazer se encaminhar até a unidade para que tenha certeza de quais são os documentos a serem apresentados nessa ocasião, todos eles.

  1. Pague a taxa de emplacamento

Ainda no Detran será preciso pegar a guia para o pagar a taxa de lacração do veículo. Depois que essa for paga, em uma das agências bancárias credenciadas. Será preciso que você retorne ao Detran e procure pelo setor de classificação de placas. Onde você poderá decidir se deseja uma placa simples, ou se quer pagar uma taxa extra e poder personalizá-la.

Feito isso vá até o setor que responsável pelo IPVA e o DPVAT e peça para que seus valores sejam calculados. E não se esqueça de pedir o formulário referente ao Renavam, devidamente preenchido e impresso. Depois que todas essas taxas forem pagas, encaminhe-se até a sessão de prontuários de veículos e finalize o processo.

  1. Procure uma placa de veículos

Depois de realizar todos esses passos, será preciso esperar que o Detran finalize a preparação dos seus documentos. Assim que eles estiverem prontos, retire-os no posto de atendimento e procure por uma fábrica de placas de carro.

Emplacar um carro sem despachante é possível e até mesmo simples, no entanto, é um processo que demanda tempo. Visto que apenas o atendimento no posto do Detran poderá acabar levando horas para acontecer. Por isso, é importante que você esteja disposto, principalmente a esperar, para conseguir essa economia.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Compartilhe em suas redes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *