Vale a pena comprar um consórcio contemplado?

O consórcio contemplado pode sair mais em conta, mas exige cuidado para que não se caia em fraudes.

Para comprar um bem pagando a prazo existe a possibilidade de fazer o parcelamento ou recorrer a um consórcio.

A grande vantagem da segunda opção é que o consórcio contemplado garante menores taxas e não possui juros, por outro lado, pode demorar um pouco mais para ter acesso ao seu bem.

Por conta do prazo para ser sorteado no consórcio, algumas pessoas optam por adquirir um que já tenha sido sorteado, isso quer dizer que terá acesso imediato a carta de crédito.

Será que vale a pena apostar nisso?

Vale a pena comprar um consórcio contemplado?

Imagem: Getty Images

O que é uma carta de consórcio contemplado?

A carta de consórcio contemplado é o que permite a pessoa adquirir o bem.

Nessa modalidade de pagamento todos os meses é preciso pagar o valor da cota e mais de um grupo contribui com esses valores mensais.

Esse grupo concorre a sorteios, nele são disponibilizados a carta de crédito que permite que se faça a compra do bem pretendido.

A contemplação pode ocorrer logo no começo dos pagamentos ou somente quando estiver o finalizando.

Quem for contemplado receberá a carta, mas, deverá continuar pagando as parcelas até o final para não ter nenhum tipo de problema.

Vale a pena comprar um consórcio contemplado?

Essa é uma pergunta para se pensar e não existe uma resposta pronta, pois, dependerá da situação de cada pessoa.

Normalmente quem vende a carta de consórcio contemplado exige um valor um pouco maior do que já pagou até o momento e o comprador fica responsável por pagar o restante das parcelas.

Isso quer dizer que a pessoa terá acesso imediato a compra do bem, porém, pagará um valor um pouco acima do cobrado pelo consórcio.

Por outro lado, se pensar existe a vantagem de não ter que pagar os juros cobrados em um financiamento, assim, mesmo pagando um valor a mais pode ser vantajoso.

Outra possibilidade seria entrar em um grupo de consórcio, com isso se pagaria menos, mas seria preciso aguardar até ser contemplado o que não se sabe ao certo quando aconteceria.

O que se pode concluir é que o consórcio contemplado vale a pena para quem quer pagar menos em relação a um financiamento e não quer esperar ser contemplado pelo consórcio.

Cuidados ao adquirir uma carta contemplada

Apesar desta parecer uma boa opção, antes de adquirir um consórcio contemplado é preciso ficar atento a alguns pontos:

  • Verificar se administradora aceitará a mudança de titularidade, pois, ela é quem aprova as pessoas que farão parte do grupo. Pode haver algum tipo de recuso devido ao perfil ou outros critérios utilizados. É muito importante verificar isso com antecedência antes de pagar qualquer valor;
  • Analisar se a carta realmente existe, isso porque existem pessoas que tentam aplicar golpes dessa forma;
  • O valor cobrado pela transferência também não pode ser abusivo, verifique quanto a pessoa está pedindo a mais e se vale a pena pagar por ele. Se o valor for muito alto pode valer mais a pena entrar em um grupo já existente e dar o valor como lance;
  • Verifique se a administradora é de confiança e se já teve problemas anteriores. Pode ser que a pessoa que está vendendo seja bem intencionada, mas, a empresa não. Verifique todas as informações possíveis sobre ela;
  • Pense que será preciso assumir as parcelas restantes e se elas caberão no seu orçamento, caso contrário pode ter a carta suspensa e o nome negativado;
  • Analise se não existe nenhuma parcela em atraso no momento em que for comprar a carta, pois, se houver ficará impedido de utilizá-la e fazendo a transferência ainda terá de assumir esses atrasos;
  • Conheça bem as regras do contrato, pois, pode ser que haja restrição em relação ao uso da carta para a compra de determinados bens ou o prazo para utilização. Se informe exatamente de como funciona o consórcio e todas as regras para que o use de forma consciente e sem dores de cabeça.

Um consórcio contemplado pode ser uma boa escolha para quem não quer esperar e nem pagar altas taxas de juros, mas, é preciso pesar todos os prós e contras para ter certeza de que se trata de um bom negócio.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *