Como funciona o seguro prestamista

O seguro prestamista garante o pagamento do financiamento em caso do falecimento ou invalidez do titular. Entenda que outras situações ele cobre e como fazer a adesão.

Se você já contratou um empréstimo ou financiamento, pode já ter ouvido falar do seguro prestamista, mas, se não tem ideia do que estamos falando ele pode ter sido vendido sem que percebesse.

O crescimento desse tipo de seguro foi grande, se comprarmos junho de 2018 com o final de 2003 ele teve um crescimento de 689%. Isso demonstra que cada vez está sendo mais procurado, apesar de ainda representar uma baixa adesão.

Ele é uma espécie de seguro de vida para determinadas situações. Ficou curioso? Então veja o nosso artigo que explica sobre ele.Como funciona o seguro prestamista

O que é o seguro prestamista?

Ele é uma espécie de seguro de vida que se contrata quando se faz um empréstimo ou financiamento, com o objetivo de quitar a sua dívida em caso de falecimento, invalidez ou desemprego.

O valor limite corresponde ao valor que foi emprestado e dessa forma caso alguma coisa aconteça com a pessoa, ela e seus beneficiários ficam livres da dívida e ficam livres de perder algum bem.

As empresas que concede o crédito tem a garantia de que a quantia será paga e não sofrerá com a inadimplência.

Em que situações o seguro prestamista pode ser contratado?

Ele é disponibilizado quando existem operações financeiras que envolvam crédito. As situações mais comuns são:

  • Empréstimos realizados em financeiras e bancos
  • Financiamentos de bens
  • Empréstimo consignado
  • Consórcios
  • Cartão de crédito
  • Cheque especial

Como funciona esse seguro?

Ele é um seguro no qual a pessoa terá que fazer um pagamento mensal para garantir as coberturas que cobrem a dívida em situações em que não se pode continuar pagando.

As coberturas podem variar de acordo com o que foi contratado e consta na apólice, mas, geralmente incluem morte e invalidez e podem também contemplar desemprego. É possível também que o seguro prestamista cubra apenas parte do valor do saldo devedor.

Ele não é obrigatório, mas, quem não quer ter dívidas futuras pode contratar e seu valor não costuma ser mais de que 10% da parcela a ser paga.

A contratação é realizada no momento em que se adquire o crédito e a pessoa deve ser informada sobre a adesão e receber todas as orientações.

Quais são as coberturas oferecidas?

  • Seguro de vida: caso quem contratou o crédito venha a falecer durante o pagamento das parcelas essa serão quitadas pelo seguro. Podem ser pagas todas elas ou apenas parte do débito conforme o que estiver estabelecido na apólice.
  • Seguro Deficiência/Acidente/Saúde: essa situação ocorre quando o segurado não sofre algum acidente que o impossibilite de trabalhar e ter sua renda para continuar pagando as parcelas. Pode haver um número limitado máximo de parcelas a serem pagas pelo seguro.
  • Seguro Desemprego/Seguro de Renda: ele cobre um número limitado de parcelas caso a pessoa perca o seu emprego. O valor será disponibilizado apenas se o desligamento do trabalhador não for por justa causa.
  • Seguro de Propriedade: garante a quitação das parcelas caso a propriedade que é utilizada para pagar o empréstimo sofra algum roubo ou acidente durante a vigência do seguro.

Qualquer pessoa pode contratar esse seguro?

Não. As instituições financeiras podem colocar algumas limitações devido ao alto risco envolvido. Por exemplo, a idade pode ser um fator complicador uma vez que quem possui mais de 70 anos terá dificuldade em contratar um seguro prestamista.

Se eu contratar um seguro com uma cobertura maior que o valor da dívida, como fica essa diferença?

Se por acaso ocorrer da cobertura ter um valor maior do que a dívida, a seguradora pagará a instituição financeira o débito restante.

A diferença do valor será paga ao beneficiário ou ao próprio contratante conforme o tipo de sinistro ocorrido.

Tenho um financiamento, como saber se tenho o seguro prestamista?

Essa informação sobre a possibilidade de adesão ao seguro deveria ser passada no momento da contratação do seu financiamento e não pode ser incluída sem que você autorizasse ou tivesse conhecimento.

Se está na dúvida se possui esse seguro o mais indicado é verificar na apólice ou entrara em contato com a instituição financeira para obter mais informações.

Vale a pena contratar um seguro prestamista?

Esse seguro consegue garanti um pouco mais de tranquilidade caso ocorra um sinistro e evita que a pessoa ou seus familiares fiquem com uma dívida que pode ser difícil de pagar.

Ele acaba compensando por quitar as dívidas nos momentos mais difíceis, porém, é preciso avaliar bem o seu custo para que não tenha valor abusivo e realmente possa oferecer um bom custo-benefício.

Depois de conhecer o seguro prestamista, se for fazer um empréstimo ou obter crédito vale a pena levá-lo em consideração.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *