Seguro para carros antigos

No mercado, existem opções específicas de seguro para carros antigos, destinadas a veículos com mais de 30 anos. No entanto, a indenização pode corresponder a apenas 70% do valor do carro. Saiba tudo sobre o assunto acompanhando o texto.

Os veículos que possuem 10, 20 ou 30 anos nem sempre conseguem contratar um seguro auto, devido à idade do carro.

Isso acontece porque as seguradoras, muitas vezes, encontram dificuldades de encontrar peças para reposição, em caso de sinistro parcial.

Assim, no aspecto comercial, o custo da empresa seria muito alto, e não valeria a pena, se comparado ao que é pago pelo consumidor.

Outro ponto que pode influenciar na negativa de muitas seguradoras em oferecer o serviço é a dificuldade de precificar o veículo, e assim estabelecer o valor de indenização em casos de perda total.

Afinal, como saber quanto um carro tão antigo vale no mercado?

Para agravar as situações, alguns modelos de veículos são bastante visados pelos bandidos.

Isso porque, eles podem ser usados em desmanches, para que suas peças sejam revendidas.

Além disso, carros antigos são mais sujeitos a defeitos mecânicos, e até as colisões.

Não significa, porém, que não existam opções.

Se você está em busca de um seguro para carro antigo, será preciso, apenas, buscar por empresas especializadas no assunto.

Seguro para carros antigos

Imagem: Getty Images

Seguro tradicional para carros antigos

Geralmente, as seguradoras fazem seguros para veículos com até 20 anos de idade.

No entanto, o valor do prêmio (custo do seguro) tende a ser mais elevado, devido aos fatores já citados no início do texto.

Na hora da escolha da proteção, também é preciso ter atenção às regras para o caso de sinistros com perda total.

Ou seja, para as situações em que o carro tem dano superior a 75% do valor do carro.

A perda total também acontece quando o veículo é roubado ou furtado, e não recuperado pela polícia.

Nestes momentos, a indenização recebida pelo consumidor costuma corresponder a apenas 70% do valor da tabela Fipe.

Ou seja, abaixo do percentual pago para um carro mais novo, que geralmente é de 100%.

Também costumam haver diferenças em relação ao pagamento da franquia pelo consumidor.

A franquia é exigida em casos de perdas parciais.

Ela corresponde ao valor de responsabilidade do usuário para a realização de reparos no carro.

Todas as regras do seguro aparecerão em sua apólice, e devem ser lidas com atenção antes da contratação.

O seguro tradicional para carros antigos ainda pode oferecer outras comodidades, como assistência 24 horas e a contratação de coberturas adicionais.

As possibilidades de proteção variam por seguradora, e podem ser escolhidas conforme as necessidades do consumidor.

O morador de uma cidade em que inundações são comuns, por exemplo, pode se beneficiar bastante de uma cobertura para estas ocorrências.

A seguradora pode recusar um veículo?

Vale ressaltar que é possível que um veículo seja recusado pela seguradora.

A negativa de proteção pode ser feita com base em uma série de fatores, como a idade do carro ou o perfil do consumidor.

É comum que isso ocorra com usuários com grandes chances de sinistro, como homens jovens e solteiros.

Quando recusa o seguro, a seguradora precisa fornecer ao indivíduo uma justificativa por escrito.

Assim, o usuário poderá tentar corrigir os quesitos e, quem sabe, obter nova proposta.

Em todo o caso, se o carro já for segurado e o seguro for apenas renovado, essa recusa se torna menos provável.

Preço do seguro auto para carros antigos

Veja alguns exemplos de valores de seguro para carros antigos:

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Corsa Sedan Gls 1.6 16V Mpfi 4P 1998 Masculino, 38 anos Barueri – SP R$ 1.868,26
Palio Edx 1.0Mpi Alc. 4P 1998 Feminino, 32 anos São João Del Rei – MG R$ 1.589,48
Saveiro Cl 1.8 2P 1995 Masculino, 42 anos Sorriso – MT R$ 1.471,60
Gol 1000 1995 Masculino, 56 anos Presidente Prudente – SP R$ 1.289,38
Kadett Ipanema Sl 1.8 Efi 1992 Masculino, 37 anos Curitiba – PR R$ 1.471,43

*Fonte: MeuSeguroNovo. Consulta realizada em Maio/20.

Seguro para Fusca antigo

Para um carro do modelo Fusca, ano 1990, que tenha como motorista particular um homem de até 25 anos, o valor do seguro pode sair em torno de 900 reais.

Esse seguro cobre danos no veículo, assistência 24 horas e danos a terceiros.

O Fusca é um exemplo de um carro que apesar de ser antigo, não tem um seguro tão caro.

Isso porque, as peças são encontradas mais facilmente.

Seguro para carros antigos de roubo e furto

Uma opção para obter um seguro de forma mais fácil é optar pelo seguro simples, que protege o veículo apenas contra roubo e furto.

Nesse caso, ele não inclui coberturas como colisão.

Apesar de esse tipo de alternativa ser mais restritiva, ela pode deixar o motorista mais tranquilo contra a violência das grandes cidades e os elevados índices de roubos.

Existem diferentes seguradoras que prestam esse tipo de serviço, e muitas não fazem a análise de perfil do consumidor.

Uma delas é a Seguro Autofácil, com valores a partir de R$ 79,90 mensais.

Outra opção é a Siggo, que possui rastreador com seguro a partir de R$ 69,00.

Seguro para carros antigos com cobertura de casco

Por conta da dificuldade em encontrar as peças, muitas seguradoras não oferecem as chamadas coberturas de casco.

Essas coberturas são destinadas aos danos aos veículos e aos reparos.

Por isso, para alguns veículos é mais fácil encontrar o seguro que cobre apenas roubo e furto.

No entanto, veículos de placa preta possuem um valor muito alto.

Muitas vezes, imensuráveis já que os preços são determinados por seus próprios donos.

Para esses veículos as seguradoras não costumam oferecer cobertura contra roubo, já que se forem roubados, o valor da indenização é muito alto.

Reposição das peças nos seguros para carros antigos

Um grande impeditivo que faz com que as empresas fiquem receosas para aceitar veículos mais antigos é as peças.

O problema é que como os veículos muitas vezes saem de linha, as peças acabam ficando muito caras.

Por exemplo, um veículo da Mitsubishi do ano de 2001, quando teve um problema com uma peça, o dono encontrou dificuldades para comprá-la.

Por fim, descobriu que o valor da peça era quase o preço do veículo novo.

Se um carro desse tipo têm uma colisão, é muito provável que tenha perda total, mesmo que o veículo não tenha grandes danos, mas por conta do valor das peças, que podem ser até mesmo mais caras do que o veículo em si.

Mas encontrar seguro contra roubo e furto pode não ser tão simples

Ao fazer uma cotação de seguro de carro, lembre-se de que seu carro é quase que  uma obra de museu, portanto sua raridade e valor podem ser altos, dependendo do modelo e da manutenção.

As companhias de seguros levam isso em conta, e esse é o motivo para que elas não ofereçam seguro contra roubo.

Se o carro for usado com frequência, a situação se agrava, e a empresa geralmente não aceita esse clientes, porque é provável que o carro tenha problemas no meio da estrada.

No momento da contratação desse tipo de seguro também é preciso ficar atento.

Isso porque, muitas empresas fazem a venda casada.

Em outras palavras, elas somente aceitam o carro antigo quando o carro mais novo do cliente já está ou será segurado pela mesma empresa.

Posso contratar uma proteção veicular?

A proteção veicular não é bem um seguro auto.

Na verdade, esse é um produto oferecido por empresas ou cooperativas, no qual os segurados assumem os riscos.

Ou seja, ao contratar uma proteção veicular, o usuário paga um valor mensal para ter acesso a alguns serviços.

Então, se um sinistro acontece, todo o grupo contribuinte arca com as despesas.

As regras para incluir um veículo neste tipo de proteção costumam ser menos restritivas, permitindo que carros antigos sejam incluídos com mais facilidade.

Por outro lado, empresas que oferecem o serviço não são organizações regulamentadas pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Isso significa que você não possuirá algumas garantias legais, como as que existem no seguro tradicional.

Seguro auto popular para carros antigos

O seguro auto popular é voltado para carros com mais de 5 anos de fabricação.

Para que seja classificada deste modo, a opção deve incluir a proteção contra colisão com danos parciais.

Ao mesmo tempo, irá permitir o uso de peças de reuso para realizar o reparo do veículo.

Além disso, o valor do veículo deve ser limitado a R$ 60 mil.

Cada seguradora tem a liberdade de escolher as demais coberturas que serão oferecidas em um seguro auto popular.

De qualquer forma, não é raro encontrar as que oferecem proteção contra roubo, furto e assistência 24 horas.

O valor do seguro popular tende a ser mais barato — em cerca de 30% — se comparado ao seguro convencional.

A principal razão dessa queda está relacionada às peças usadas para a manutenção do automóvel.

Assim, quem possui um Volkswagen Gol, por exemplo, pode pagar R$ 1.266,59 pelo seguro, valor 30% menor do que o seguro tradicional.

A Porto Seguro, Tokio Marine e Azul Seguros já disponibilizam esse serviço há algum tempo.

Como fazer seguro para veículos de colecionadores?

Existem carros antigos que não circulam pelas ruas no cotidiano, mas também merecem proteção: os veículos dos colecionadores.

Eles costumam possuir mais de 30 anos e devem contar com  placa preta.

Um veículo só pode ter placa preta quando ele possui mais de 3 décadas e faz parte de uma coleção.

Carros assim também precisam conservar 70% de suas características originais e contar com um Certificado de Originalidade.

Esse tipo de carro possui um valor de mercado bastante elevado, e seu preço tende a subir quanto maior for o seu número de peças originais.

Existem poucas empresas que asseguram esse tipo de carro.

Quando uma delas oferece a proteção, o automóvel precisa passar por uma inspeção e avaliação individual.

Apenas assim, a companhia poderá determinar a possibilidade de cobertura e o custo do seguro.

Para conseguir uma empresa que ofereça esse tipo de serviço, pesquise bastante — e prepare o bolso!

Os valores do prêmio costumam ser elevados.

Independentemente da idade do seu veículo, lembre-se de realizar cotações com diversas seguradoras.

Isso vai tornar a contratação de seguro para carros antigos mais simples, já que haverá várias ofertas.

Isso é essencial, especialmente considerando que poucas empresas oferecem o serviço.

Ao mesmo tempo, a pesquisa torna possível a comparação de preços e a contratação das coberturas ideais.

Seguro residencial que cobre carros de colecionador

Uma alternativa para quem deseja fazer o seguro de carro antigo, e tem carros de colecionador que quase não saem da garagem, é fazer um seguro residencial.

A Porto Seguro, por exemplo, possui uma cobertura chamada Seguro Residência Premium, onde é possível colocar na cobertura, carros com placa preta.

Mesmo em outras empresas, é possível conversar com o corretor ou com a seguradora, a possibilidade de incluir esses itens no seguro residencial, já que muitas vezes, eles fazem parte da decoração da casa.

É necessário fazer vistoria no carro?

No caso de coberturas de roubo e furto é necessário realizar a vistoria normalmente, como em qualquer outro seguro auto.

Essa vistoria é necessária para analisar o estado do carro.

Porém, se o seguro for apenas para danos a terceiros, a vistoria é dispensada.

Seguro para carro antigo é muito caro?

Se você procura um seguro de carro antigo, pode pensar que precisa estar preparado para pagar um valor muito mais alto, mas nem sempre é assim que funciona.

De acordo com o seu perfil, o preço de um carro antigo pode ser igual ou até menor que o preço de um seguro para um carro novo.

Como a cobertura deve ser adaptada às suas necessidades específicas, pode ser que seja barata.

No entanto, você deve garantir que possui a cobertura de seguro mais ampla e conversar com um corretor de confiança.

Quando você compra um seguro de carro clássico, não está falando de algo que pode ser facilmente substituído, então, certifique-se de pegar a cobertura mais completa.

Em alguns casos, pode ser mais fácil conseguir um seguro para carros antigos, como para os carros que já possuem seguro, mas que nunca quebraram o contrato.

Assim, mesmo que o carro tenha mais de 15 anos, o proprietário poderá renovar o seguro.

Para ter a garantia de encontrar a melhor cobertura, conte com um corretor!

*Smartia.com.br não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

12 Comentários

  • Boris Roberto Weege says:

    Bom dia,

    No inicio da página vocês afirmam que: “No mercado, existem opções específicas de seguro para carros antigos, destinadas a veículos com mais de 30 anos. No entanto, a indenização pode corresponder a apenas 70% do valor do carro. Saiba tudo sobre o assunto acompanhando o texto.”

    Contudo, quando tento simular a contratação de seguro para um Fusca 1300L ano 1976, não consigo porque o ano mais antigo seria 1990.

    Tenho interesse de fazer pelo menos o seguro contra terceiros ou, se possível e viável, o seguro total.

    Poderiam me orientar a respeito, por favor?

    Att.

    • Sanaira Silveira says:

      Olá Borges,

      Obrigada pelo contato.
      No momento estamos sem parceiros para fazer a cotação de seguro para carros tão antigos como o seu.

      Atenciosamente.

  • Marcos Antonio C R Jesus says:

    Boa tarde, tenho Van H100 ano 1995, gostaria de fazer seguro, moro na cidade do Rio de Janeiro.

    Aguardo resposta

  • Tabata Rodrigues says:

    Olá, boa tarde,

    Sou corretora, gostaria de saber como se cadastrar, para poder oferecer esse tipo de seguro, tenho procura, por clientes com carros antigos.
    Desde já agradeço.

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Tabata,

      Obrigada pela sua mensagem,
      Smartia.com.br é um portal de geração de leads que encaminha as solicitações de clientes em busca de um seguro auto para corretoras e seguradoras em todo o Brasil. Para maiores informações, visite o site http://www.vemm.com.br

      Atenciosamente

  • Fabiano Verissimo says:

    Oi,

    Quero um seguro.

    Att.

  • Simone Monteiro says:

    Boa noite,

    Gostaria de saber se é possível segurar um Volkwagem Fusca 1500 ano 1972/1972, adquirido de única dona com vários itens originais, mas ainda com placa cinza. Procuro um seguro de roubo/furto e assistência 24h (guincho).

    Grata!

  • João Arelí Teixeira Garcia Andreotti says:

    Bom dia,

    Preciso de um seguro para colisão, tenho um Tempra 94/95, 2.0, 8v, quero uma apólice que caiba no meu bolso.

    Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *