Passo a passo para escolher um seguro de vida personalizado

Contratar o melhor seguro de vida é atender às suas necessidades. Veja um passo a passo para escolher um seguro de vida personalizado e fazer a escolha certa sem gastar muito.

Ter um seguro de vida ainda não é um hábito comum do brasileiro. Mas, aos poucos as pessoas vêm percebendo a sua importância.

Esse é um produto que pode garantir um suporte financeiro e assistencial ao segurado em momentos difíceis ou a família em caso de morte para que ela não fique desamparada.

A questão é que existem diversos produtos no mercado, cada um contando com uma cobertura diferenciada. Além disso, são muitas as empresas que oferecem o serviço, por isso, é importante saber como contratar o melhor seguro de vida.

Para que não fique perdido durante a sua procura, fizemos um mini guia do que levar em consideração para que possa escolher o melhor seguro de vida.

Confira abaixo um passo a passo para escolher um seguro de vida personalizado!

Como escolher o melhor seguro de vida para você?

Imagem: Getty Images

Como escolher um seguro de vida personalizado

1. Entenda os termos e conceitos

Antes de contratar um seguro de vida é preciso entender quais são os termos utilizados e o que cada coisa quer dizer. Aprenda as nomenclaturas do mercado seguradora como prêmio, indenização, coberturas e outros.

Busque conhecer a serventia do seguro de vida, em que situações pode acionar e detalhes sobre o seu funcionamento. Sem que tenha esse conhecimento básico dificilmente conseguirá fazer uma boa escolha.

2. Aprenda a diferenciar seguro de vida e seguro de acidentes pessoais

Eles podem até ter nomes parecidos, mas são produtos voltados a necessidades diferentes. O seguro de acidentes pessoais é mais restritivo e serve apenas em caso de acidentes previstos na apólice.

Já o seguro de vida é mais abrangente e pode contemplar coberturas exultantes de acidentes pessoais. É necessário saber diferenciar os dois para que não se engane no momento da contratação e faça a escolha errada.

3. Considere as coberturas para escolher o melhor seguro de vida

As coberturas são as situações que estarão cobertas pelo seguro, ou seja, quando poderá contar com ele.

É de extrema importância analisar quais estão disponíveis e fazer a contratação de acordo com as suas necessidades. Nesse momento é preciso considerar quando poderia precisar de um seguro e precisar adicionar as coberturas que acha interessante.

Por exemplo, se ficar incapacitado de trabalhar por um período poderá necessitar de ajuda financeira, então, e bom ter uma cobertura desse tipo. Em caso de falecimento pode deixar para a família uma ajuda financeira e custos do enterro.

4. Peça cotações diversas

Uma dica é pesquisar em diferentes seguradoras, sendo que elas devem ser renomadas e regulamentadas pela SUSEP.

Ao fazer isso receberá diferentes propostas que pode analisar e comparar para começar a encontrar a mais interessante. A partir delas poderá entender as diferenças, coberturas comuns a todas e os benefícios extras de cada uma.

5. Avalie a mensalidade e o seu orçamento

É claro que ter um seguro completo que disponibiliza infinitas possibilidades é o mais interessante. Mas, isso pode ter um custo que não cabe no seu orçamento.

É preciso ser racional ao seguro de vida personalizado. Antes de tudo verifique como anda o seu orçamento e quanto poderá disponibilizar para pagar esse investimento. Isso é necessário para que não comprometa as suas outras contas.

Veja aqui como escolher o melhor seguro de vida e não tenha surpresas desagradáveis!

Depois disso veja quais são as mensalidades que se encaixam nele. Pode ser que se fizer uma boa pesquisa consiga economizar além do que havia previsto. Caso contrário, pode ser preciso rever o valor disponível e se há condições de aumentar essa quantia.

6. Tenha atenção ao limite de idade

É comum que as seguradoras estabeleçam regras em relação a idade para a contratação de um seguro de vida e esse ponto merece atenção. O mais comum é o aceite de segurados com até 65 anos.

Se está se aproximando dessa idade pode pesquisar por seguros voltados à terceira idade, eles costumam funcionar de uma forma diferente e são mais caros.

Outra opção é optar pelo seguro resgatável, assim se chegar na idade limite pode recuperar parte do valor investido.

7. Tire todas as suas dúvidas

Depois de analisar as possibilidades e estudar as propostas das seguradoras é hora de se aprofundar no assunto para escolher o melhor seguro de vida. Leia com atenção a proposta e regras do seguro e veja se ficou com alguma dúvida.

Qualquer questão que venha a surgir deve ser questionada pelo corretor, ele precisa sanar todas as dúvidas para que contrate o produto com segurança.

Somente quando todas as perguntas acabarem e que está pronto para ter essa proteção na sua vida.

Escolher o melhor seguro de vida exige uma análise das opções de mercado, mas acima de tudo combiná-las com as suas necessidades. Um produto só será bom se ele conseguir atender ao que você precisa.

Então, agora você já sabe como ter um seguro de vida personalizado. Basta seguir essas dicas e evitar problemas, adquirindo uma proteção que vai te ajudar, caso precise!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *