O que é seguro de acidentes pessoais? Tire todas as suas dúvidas!

| Autor: Jeniffer Elaina

O seguro de acidentes pessoais visa proteger os segurados apenas em casos de acidentes. Entenda mais como ele funciona e elimine todas as dúvidas que você tem a respeito deste produto.

Na hora de contratar uma proteção como o seguro de acidentes pessoais, é bastante comum que ele seja confundido com o seguro de vida ou outro tipo de seguro existente.

Existem semelhanças entre eles, mas cada um possui a suas funcionalidades e formas diferentes de funcionamento.

Então, qual tipo de seguro contratar? Tomar essa decisão requer cuidado e comparação, para que você seja protegido exatamente contra o que deseja.

Para te ajudar, listamos os principais questionamentos sobre o seguro de acidentes pessoais. Acompanhe e saiba tudo o que você precisa sobre o assunto!

O que é seguro de acidentes pessoais? Tire todas as suas dúvidas!

Imagem: Getty

O que é o seguro de acidentes pessoais?

O seguro de acidentes pessoais é uma proteção que tem como objetivo indenizar o segurado ou seus familiares em caso exclusivo de acidente.

Para isso, é preciso que o sinistro esteja previsto na apólice do seguro, pois não são todos os casos de acidentes que são indenizáveis.

As coberturas podem ser contratadas de acordo com o que cada seguradora oferece, cabendo ao cliente se informar sobre o  que tem direito.

Nos próximos tópicos, falamos das principais coberturas deste tipo de serviço. Continue acompanhando!

Qual a diferença entre o seguro de acidentes pessoais e o seguro de vida?

seguro de vida garante indenização após vários fatores, como acidentes, morte natural e outros.

Tudo depende do que está listado em apólice, e os valores podem ser pagos ao segurado ou aos seus familiares.

Já o seguro de acidentes pessoais, como já citado, é exclusivo para coberturas de sinistros oriundos de acidentes.

É possível contratar um seguro de acidentes pessoais por menos de 1 ano?

Se o seu desejo é contratar um seguro de acidentes pessoais por pouco tempo, basta pesquisar.

Algumas seguradoras têm flexibilidade nesse produto e permitem que ele seja contratado por um prazo determinado inferior a 365 dias.

Dessa forma é possível ter flexibilidade no seguro e adequar o tempo de cobertura  conforme as necessidades ou período considerado de maior risco.

Quais são as principais coberturas do seguro de acidentes pessoais?

Normalmente, um seguro de acidentes pessoais garante cobertura em casos de morte ou invalidez parcial ou total permanente.

Ainda é possível adicionar outras proteções, conforme a disponibilidade de cada seguradora.

As coberturas adicionais normalmente contemplam as despesas médicas, hospitalares e odontológicas resultantes de acidentes.

Vale ressaltar que as indenizações são pagas em situações resultantes de acidentes e não de morte natural ou outros.

Ou seja, só são cobertos sinistros em que há prejuízo físico permanente ao usuário.

Em pequenos acidentes, como um tombo sem consequências, não há pagamento da indenização.

Logo, não há cobertura do seguro em acidentes que não provocam dano ou que provocam apenas danos temporários.

Existe algum benefício para quem contrata esse produto?

Os benefícios para quem contratar um seguro de acidentes pessoais variam de uma empresa para outra.

Por isso, é importante avaliar as vantagens obtidas em cada seguradora.

Ainda assim, é bastante comum que sejam disponibilizados sorteios, nos quais o usuário concorre a prêmios mensais em dinheiro.

Quando um seguro de acidentes pessoais é indicado?

Esse tipo de proteção é indicado para situações e usuários que envolvam riscos.

Por exemplo, para trabalhadores que atuam em profissões perigosas, ou para viagens para a prática de esportes radicais.

Os trabalhadores autônomos também precisam estar amparados caso algo lhes aconteça. Isso porque, um acidente pode os impedir de trabalhar e garantir a sua fonte de renda.

Também pode dificultar a vida financeira da sua família, caso esse indivíduo venha a falecer.

O seguro de acidentes pessoais funciona como a garantia de uma remuneração à pessoa que se acidentou ou aos seus familiares, em casos de falecimento.

Logo, ele permite a todos organizar as finanças até novas perspectivas aparecerem.

Quais são os tipos mais comuns de apólice?

Os tipos mais comuns de apólice de um seguro pessoal são a apólice individual e a coletiva.  A individual é contratada para oferecer a cobertura a uma única pessoa, exclusivamente.

Já a coletiva visa segurar um determinado grupo de pessoas, sendo que sua a contratação é mais comum quando feita pelas empresas.

Ela também pode ser adquirida por uma associação, clube, sindicado ou outras instituições.

Neste caso, a seguradora protege vários dos indivíduos que, normalmente, trabalham com atividades com grandes chances de sinistro.

Pessoas de qualquer idade podem ter um seguro de acidentes pessoais?

Apesar de não ser uma regra, as seguradoras costumam estabelecer limites para a venda desse produto.

Ele costuma atender a pessoas de até 65 ou 70 anos, conforme a empresa. Uma novidade no mercado é o seguro sênior, indo até cerca de 80 anos.

Em relação a idade mínima, essa costuma ser de 14 anos.

Porém, as coberturas são mais restritas, sendo válidas para despesas com funeral e reembolso de gastos médicos, hospitalares e odontológicos resultantes de acidente.

Afinal de contas, usuários mais novos não exercem atividades profissionais, e os sinistros cobertos podem ser mais “básicos”.

Posso escolher quem será o beneficiário do seguro de acidentes pessoais?

Todo usuário pode escolher quem será o beneficiário do seu seguro. É possível escolher uma ou mais pessoas que receberão a indenização.

A escolha é livre, não havendo necessidade de beneficiar apenas os herdeiros legais ou familiares. Porém, é essencial indicar essas pessoas na apólice do seguro, com dados completos.

A entrega de algum valor para os herdeiros legais também é interessante porque vai evitar transtornos legais no caso de óbito do segurado.

Importante lembrar que beneficiários menores de 16 anos terão os valores geridos por um tutor.

De qualquer modo, um segurado também pode escolher não nomear beneficiários.

Neste caso, 50% da indenização é entregue ao cônjuge do usuário, e a outra metade é destinada aos herdeiros do indivíduo. São respeitadas as regras da sucessão legal.

Além disso, sempre é possível alterar, incluir ou excluir beneficiários da apólice.

Porém, isso só pode ser feito desde que haja solicitação por parte do titular. A mudança deve possuir um pedido formal e ter a assinatura do segurado.

Seguro para acidentes pessoais cobre AVC?

É muito comum a dúvida se problemas de saúde são cobertos por este tipo de seguro.

A resposta é não, não são. Um acidente é aquele que acontece por causas externas, e não por problemas de saúde.

O mesmo vale, então, para casos como um aneurisma ou um ataque cardíaco. Para obter indenização para esses tipos de ocorrência, o usuário pode contratar um seguro de vida.

Como posso acionar a seguradora?

Após um acidente, o usuário ou os seus beneficiários podem entrar em contato por telefone com a seguradora.

Apresentando o sinistro ocorrido, o indivíduo receberá instruções sobre como proceder.

Normalmente, é preciso apresentar documentos pessoais e indicar uma conta bancária para o depósito dos valores, além de outros passos.

Os valores das indenizações são atualizados?

Geralmente, um seguro para acidentes pessoais tem validade de até 12 meses.

Pensando neste aspecto, as seguradoras estabelecem regras para a atualização da indenização.

Afinal, o dinheiro “perde valor” com o passar do tempo, e é importante garantir que os valores recebidos pelo usuário serão suficientes.

Para essa atualização, a maioria das empresas usa como base o índice IGP-M, apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Porém, podem existir outros índices, que serão indicados na apólice.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre o seguro de acidentes pessoais.

Cote a sua proteção e avalie qual das seguradoras tem o melhor plano! Lembre-se, também, de compreender todas as regras do contrato antes de assiná-lo.

Assim, você terá a certeza de adquirir exatamente a proteção que deseja, sem surpresas desagradáveis no futuro.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *