Seguro auto Pay Per Use: veja como funciona

Entende melhor como funciona o seguro auto pay per use, que ganhou espaço no mercado principalmente após a pandemia e muitos veículos parados na garagem.

Proteger o veículo exige uma alto investimento em alguns casos, por isso, muitos motoristas deixam de ter um seguro e preferem correr um risco, dessa forma não prejudicam o seu orçamento.

O seguro auto Pay Per Use chegou ao mercado como uma alternativa que promete oferecer preços menores e cobrar apenas pelo uso.

Seguro auto Pay Per Use

Imagem: Getty Images

O que é o seguro auto Pay Per Use?

O nome já dá um indicativo do que se trata esse produto que recentemente chegou ao Brasil. Ele se refere ao seguro que se paga pelo uso, dessa forma não e necessário pagar quando o carro está parado na garagem como ocorre com o seguro tradicional.

O motorista aciona o seguro somente quando for sair de casa com o carro e então começa a pagar, sem que haja desperdício de recursos quando não há necessidade de proteção.

Como funciona o seguro por uso?

O funcionamento pode variar de uma empresa para outra, mas em todos os casos ele acaba sendo bastante parecido.

Quem deseja ter um seguro auto Pay Per Use precisa contratar o serviço e para isso deverá escolher o produto e pagar uma assinatura mensal. Tudo isso pode ser feito online sem necessidade de interação humana.

O valor da assinatura costuma ser inferior ao praticado pelos seguros tradicionais e o custo pode depender o modelo do carro a ser protegido e local de residência. Não costuma haver uma análise de perfil do motorista ou essa não é muito aprofundada.

Contratada a assinatura que deverá ser paga mensalmente, a pessoa precisa baixar o aplicativo, uma vez que a ativação do seguro ocorre por meio dele.

Quando for sair com o carro, basta acessar o aplicativo e ligar o seguro, a partir desse momento começar a tarifação por quilômetro e as coberturas estarão vigentes. Dependendo da empresa que fornece o serviço, o próprio aplicativo detecta o moimento do carro e envia notificações para que seja feita a ativação e desativação.

Depois de usar o carro e voltar para casa, basta desligar e a cobrança por quilometragem será interrompida.

É importante ressaltar que apenas de haver uma mensalidade, há também a cobrança adicional por quilometro rodado sendo que essa costuma ser baixa, algo em torno de R$ 0,05 pela distância.

Quais as coberturas do seguro auto Pay Per Use?

As coberturas são basicamente as mesmas do seguro auto tradicional, sendo que algumas fazem parte do pacote contratado e outras são adicionadas como extras. Dentre as disponíveis se tem:

  • Roubo;
  • Furto;
  • Colisão;
  • Incêndio;
  • Perda total e parcial;
  • Desastres naturais;
  • Reparo de vidros;
  • Faróis;
  • Cobertura contra terceiros;
  • Danos materiais e morais;
  • Assistência 24 horas (guincho, pane seca, pane elétrica, troca de pneus, chaveiros, etc).

Vale ressaltar que quando ocorre um dano parcial, o seguro indeniza o proprietário, mas, assim como ocorre no seguro tradicional é cobrada uma franquia para que o reparo seja realizado.

Qualquer veículo pode ter o seguro por uso?

Não. Ainda existe restrições que as seguradoras estão impondo em relação aos carros que podem contratar esse tipo de seguro.

A Thinkseg só oferece essa proteção para carros de R$ 20 mil até R$ 300 mil. Na Onsurance a restrição é mais em relação ao ano do modelo, sendo aceitos carros importados desde 1996 e nacionais a partir de 2002, entretanto eles informam que podem haver exceções.

Portanto, antes de fazer a contratação é preciso verificar as regras de cada uma das seguradoras.

O seguro pay per use compensa?

A demanda por esse tipo de seguro teve um aumento e isso reflete a necessidade das pessoas em economizar e de buscar um produto que seja sob medida e demanda.

O seguro pay per use compensa financeiramente para as pessoas que utilizam pouco o veículo, dessa forma conseguem economizar na mensalidade e não pagam muito pela quilometragem rodada.

Ele também pode ser vantajoso para quem tem veículos que são cobertos, pois, não é qualquer carro que consegue contratar esse tipo de seguro.

Por outro lado, vale mais a pena optar pelo seguro tradicional quem usa muito o carro, pois saberá exatamente quanto terá de pagar por mês sem precisar controlar o seu uso.

Já quem tem veículos de luxo ou alto valor, não restará outra opção que não o seguro tradicional, já que os sob demanda não os atende.

Quando for renovar o seu seguro, vale a pena considerar o seguro pay per use e ver se ele é vantajoso para o seu caso e se pode ajudar a poupar.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *