Como funciona o seguro auto mensal

Nos dias de hoje, ter um carro é uma comodidade necessária. Por isso, quase todo mundo, assim que pode, adquire um veículo para si ou para as necessidades de sua família. Para atender a todos os consumidores e proteger os veículos, há a opção do seguro auto mensal. Veja como funciona!

Você já deve ter percebido que é comum que as famílias tenham mais de um carro na garagem. Ou para atender a demanda da vida moderna, ou  pelo desejo de possuir um carro “reserva” para os dias de rodízio.

Independente do número de veículos que um indivíduo possui, é necessário protegê-los, por meio da contratação de seguros. O seguro auto mensal, por exemplo, tem se tornado cada vez mais comum.

Em todo o caso, o seguro adequado depende do tipo de utilização do veículo ou de sua finalidade.

Além disso, contratar um seguro para automóvel pesa no orçamento, tornando a proteção algo a ser ponderado e bem pesquisado.

Basicamente todas as seguradoras ofereciam, até algum tempo, uma modalidade de seguro chamado de ”seguro auto mensal”.

Como seu próprio nome sugere, a alternativa oferece uma cobertura para o período de um mês, em vez de por todo um ano, como os seguros convencionais fazem.

Esse seguro “temporário” costumava ser útil em casos de viagem, por exemplo.

Atualmente, essa modalidade de proteção é praticada por algumas seguradoras vinculadas a bancos. Por outro lado, as companhias de seguros sem vínculo bancário deixaram de comercializá-la, oferecendo  apenas alternativas para o cuidado anual com o veículo.

Como funciona o seguro auto mensal

Imagem: Getty

 

Como funciona o seguro auto mensal?

No chamado seguro auto mensal, o segurado passa pelo mesmo processo de contratação de um seguro comum.

Atendendo aos critérios da seguradora, a apólice é emitida e sua cobertura tem validade mensal. Para manter a proteção do carro, então, é necessário fazer a renovação contínua do contrato.

Para que os segurados tivessem opção de contratação com parcelas mais acessíveis, as seguradoras permitem o parcelamento dos valores em, pelo menos, 12 meses.

Ou seja, além de pagar apenas as parcelas dos meses em que deseja que seu carro fique protegido, o usuário pode dividir o custo em várias prestações.

Isso significa que um seguro auto mensal elimina a necessidade de pagamento do seguro em poucas parcelas, ou mesmo de uma só vez, o que muitas vezes acontece no seguro anual.

Vantagens do seguro auto mensal

A principal vantagem em contratar um seguro com um número maior de parcelas é ter um valor menor para pagar mensalmente.

Se comparado aos valores das parcelas de um seguro comum, anual, os custos deste tipo de proteção é bem menor ao bolso.

É importante, no entanto, avaliar a apólice do seguro. Algumas seguradoras cobram juros associado ao parcelamento maior dos custos.

Assim, o usuário precisa conhecer essas taxas e ter a certeza de que elas valem a pena. Caso os valores aumentem muito, poderá ser mais vantajoso fazer um seguro anual.

No seguro auto mensal, o consumidor também tem o benefício de ficar isento da quitação de uma grande apólice em caso de perda total do veículo.

Quando o seguro é anual, o usuário precisa quitar todas as parcelas da proteção antes de receber a sua indenização.

Inclusive para os meses que não serão utilizados, já que o carro foi roubado, furtado ou sofreu colisão com muitos danos.

Já no seguro mensal, essa quitação das prestações também é necessária, mas os valores serão bem menores e simples de pagar.

Afinal, a proteção era garantida apenas por um mês. Assim, o consumidor receberá a indenização de forma mais rápida e simples.

Algumas empresas, como a Ituran, oferecem um seguro auto mensal com cobertura para furto ou roubo, que não necessita de análise de perfil.

Outras, como a Youse, uma seguradora da Caixa Econômica, permite o pagamento mensal por meio do cartão de crédito, com parcelamento de até 24 meses.

Desvantagens do seguro auto mensal

Apesar de ser mais simples quitar as parcelas, a desvantagem desse tipo de seguro é que as tarifas nem sempre são atraentes.

Comparadas ao seguro convencional, é possível notar que, em alguns casos, mesmo tendo uma parcela mensal menor, o valor total por um período de 12 meses será maior que em outras modalidades de seguro.

Outra questão é que, caso opte pelo seguro apenas em alguns meses do ano, você ficará desprotegido nos demais.

Assim, caso um sinistro ocorra neste período, o pagamento do prejuízo terá que sair do seu próprio bolso.

Além disso, ao optar por um seguro convencional, dependendo do período em que manteve o seguro alternativo, o usuário obtém prejuízo de bônus.

As classes de bônus são como “pontos” acumulados. A cada renovação de um seguro, o consumidor ganha uma classe de bônus, e então uma porcentagem de desconto nas suas parcelas. O valor do benefício varia por seguradora.

Para quem este tipo de seguro é indicado?

Apesar de, algumas vezes, o seguro parcelado ser mais caro do que o convencional, ele é uma boa alternativa.

Especialmente para quem está pensando em trocar de carro em breve, mas não quer deixar o veículo atual sem seguro.

Assim, em vez de pagar altos valores por esse pequeno período, o motorista poderá proteger seu auto apenas por mais alguns meses. Isso pesará menos no orçamento até que a venda se concretize.

É preciso, apenas, calcular os valores que serão pagos, e qual a sua necessidade de proteção. Lembre-se de considerar, inclusive, juros associados ao plano mensal.

Estimativa de Valores

Para ter ideia de quanto custa um seguro com pagamento mensal, é necessário que o consumidor faça cotações com diferentes seguradoras.

Isso porque, os valores variam muito, de acordo com a empresa, o tipo de carro e a avaliação de risco do usuário.

A avaliação de risco de um seguro é uma análise realizada pela seguradora. Por meio dela, a companhia busca entender quais as chances de sinistro do usuário.

Por isso, são considerados dados como o CEP onde o veículo pernoita, idade do condutor, ano e modelo do veículo. A experiência do motorista no trânsito e seu estado civil também influenciam no custo do seguro.

Quais seguradoras oferecem o seguro auto mensal?

Entre as seguradoras que oferecem alternativas de seguro auto mensal estão, como citado acima, a Youse, a Ituran e a seguradora do Banco Santander.

Outras seguradoras oferecem parcelamento em até 12 vezes, como a Tokio Marine, Porto Seguro e Itaú.

Ao escolher a melhor empresa, pesquise sobre ela: a opinião dos consumidores, suas coberturas e benefícios.

Também é interessante verificar se a companhia aparece no site da Susep (Superintendência de Seguros Privados). A Susep é a responsável por regular e autorizar o comércio de seguros no Brasil.

Na hora de contratar o serviço, considere ainda as coberturas oferecidas pelo plano. A maioria dos seguros oferece, por exemplo, a proteção contra furto e roubo.

Já outras são mais completas, com coberturas contra incêndios, danos pessoais e assistência 24 horas. Caso deseje, o usuário também pode adquirir coberturas adicionais, como carro reserva e proteção para acessórios (rádio automotivo ou kit gás, por exemplo).

Para escolher o melhor seguro auto, mensal ou anual, conte com um bom corretor. O especialista poderá orientá-lo sob a melhor forma de contratação e quais os serviços ideais para suas necessidades.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *