Preço do seguro dos carros mais vendidos em setembro de 2018

O preço do seguro dos carros mais vendidos é calculado conforme uma média de valores. Veja quais são os mais econômicos e como é feita a formação de preços.

Quando se compra um veículo é preciso pensar em diferentes fatores, um deles o custo de manutenção.

O preço do seguro dos carros mais vendidos pode ser decisivo na escolha, pois ele influencia no bolso.

Esse tipo de proteção, apesar de ter um custo, acaba oferecendo vantagens financeiras, pois, se alguma coisa acontecer com o carro, os prejuízos podem ser bem menores.

Pense bem, o que vale mais a pena: pagar R$ 4.000,00 no seguro ou ter o carro roubado e ter um prejuízo de cerca de R$ 50.000,00?

O valor do seguro pode variar de um segurado para outro, mas, sempre acaba oferecendo um bom custo-benefício.

Para que tenha uma ideia, a Smartia, em parceria com a TEx Tecnologia, fez um levantamento de preços de seguros dos 50 carros mais vendidos em setembro de 2018, conforme lista divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores).

Preço do seguro dos carros mais vendidos em setembro de 2018

Como foi feito o cálculo do preço médio do seguro

O levantamento dos valores foi feito em outubro, considerando os últimos 60 dias, e um perfil de homem casado, residente em São Paulo, com idade de 26 a 35 anos, tendo bônus zero.

Os valores já consideram o seguro do casco com o RCF, e o IOF.

Vale lembrar que esse é um valor médio e para saber o valor exato para o seu perfil só fazendo uma cotação personalizada.

Veja quais foram as informações encontradas após nossa pesquisa, na ordem do seguro mais barato para o mais caro:

MODELO PREÇO MÉDIO DO SEGURO
Volkswagen Fox  R$ 3.153,56
Ford Ka  R$ 3.396,84
Ford EcoSport  R$ 3.525,88
Volkswagen Gol  R$ 3.543,22
Renault Kwid  R$ 3.567,36
Chevrolet Onix  R$ 3.688,65
Nissan Versa  R$ 3.692,85
Renault Captur  R$ 3.695,28
Renault Sandero  R$ 3.748,20
Chevrolet Prisma  R$ 3.806,80
Chevrolet Cobalt  R$ 3.862,72
Honda Fit  R$ 3.885,44
Fiat Uno  R$ 3.909,85
Toyota Etios  R$ 4.046,20
Chevrolet Montana  R$ 4.055,08
Renault Logan  R$ 4.211,91
Toyota Corolla  R$ 4.277,47
Chevrolet Cruze  R$ 4.412,05
Hyundai HB20  R$ 4.452,57
Fiat Siena  R$ 4.480,81
Nissan Kicks  R$ 4.504,06
Volkswagen Polo  R$ 4.602,93
Volkswagen Virtus  R$ 4.856,10
Hyundai Creta  R$ 5.181,09
Fiat Strada  R$ 5.192,72
Hyundai HB20S  R$ 5.220,13
Honda City  R$ 5.345,89
Honda Civic  R$ 5.521,87
Chevrolet Spin  R$ 5.549,78
Chevrolet Tracker  R$ 5.568,42
Volkswagen up!  R$ 5.683,71
Chevrolet S10  R$ 5.704,03
Jeep Compass  R$ 5.832,96
Renault Duster  R$ 5.930,92
Volkswagen Saveiro  R$ 6.348,13
Volkswagen Voyage  R$ 6.505,02
Toyota Yaris  R$ 7.372,60
Ford Ranger  R$ 7.948,22
Honda HR-V  R$ 8.349,76
Fiat Cronos  R$ 8.637,02
Jeep Renegade  R$ 9.223,24
Fiat Toro  R$ 10.138,51
Toyota Hilux  R$ 19.406,79

Podemos ver que o preço dos carros mais vendidos em setembro varia bastante, sendo que os mais baratos são do Fox, Ka, EcoSport, Gol e Kwid e os mais caros do Hilux, Toro, Renegade, Cronos e HR-V.

Você deve estar se perguntando: por que essa diferença de valores tão grande? Nós vamos explicar.

Diferença de preço do seguro dos carros mais vendidos

O que faz o seguro do carro ser mais caro ou mais barato? Existe alguma maneira de fazer com que o preço baixe?

Essas são perguntas bastante comuns, afinal, a maioria das pessoas não entende como é feita a formação de preços.

Para te ajudar a entender melhor como funciona o preço do seguro dos carros mais vendidos, separamos alguns fatores que podem influenciar.

Diferença de preço do seguro dos carros mais vendidos

Uso do carro

Um dos fatores avaliados é o quanto o carro é usado. Se todo dia vai com o veículo para o trabalho e a aula, o seguro é mais caro do que para quem usa apenas aos finais de semana para lazer.

Isso acontece porque quanto mais tempo o carro passar nas ruas, estará mais exposto a ser roubado ou sofrer colisões.

Assim, quem usa pouco o veículo, além de conservar o carro por mais tempo, pagará menos no seguro.

Sexo do motorista

Pode parecer bobagem e guerra dos sexos, mas, se trata apenas de números e levantamentos.

Apesar de atualmente ainda existir uma diferença de valores conforme o sexo dos motoristas, ela é menor que há alguns anos trás, pois hoje as mulheres dirigem bem mais tempo que antigamente.

Apesar disso, elas ainda se envolvem menos em acidentes e tendem a usar menos o veículo à noite. Por conta dos dados levantados em pesquisas que mostram que elas geram menos prejuízos às seguradoras acionando menos o seguro, são compensadas com valores inferiores.

Estado civil

Motoristas casados estatisticamente se envolvem menos em acidentes do que os solteiros e divorciados.

Isso pode ser por conta de possuírem uma vida social menos agitada ou estarem mais cientes dos riscos, já que dirigem muito com a esposa e os filhos juntos.

Idade do condutor

Quanto mais jovem a pessoa, menos experiência tem ao volante e mais fácil fica se envolver em acidentes.

Pesquisas mostram que pessoas com idade entre 18 e 25 são aquelas que estão dentro de um grupo de risco maior por falta de prática.

Com o passar dos anos e com mais tempo de habilitação, a tendência do seguro é ter o risco e valor reduzido.

Já fizemos um levantamento onde mostramos os valores dos seguros para jovens. Se compararmos com essa pesquisa atual, você pode ver a diferença.

Se para um homem casado de 26 a 35 anos o seguro médio de um HB20 custa R$ 4.452,57, para um jovem solteiro de 18 a 25 anos custa R$ 5.945,63.

O mesmo ocorre com o valor do seguro do VW Up!, que é de R$ 5.683,71 para o homem de 26 a 35 anos casado e de R$ 6.852,99 para o jovem solteiro.

Local de residência

Nesse aspecto existem diferentes fatores que acabam influenciando no preço do seguro.

Quem mora em um local com garagem, tem o carro mais seguro o que quem deixa na rua. Já quem mora em prédio com garagem, tem uma proteção a mais, por haver maior vigilância do que quem mora em casa com garagem.

Assim, quem mora em edifício paga menos do que os residentes de casas, mesmo que essas possuam garagem.

O tipo de portão da garagem também influencia no preço, os automáticos expõem menos os motoristas e assim reduz o valor do seguro.

Há também o fator roubo de veículos, pois regiões em que há altos índices de carros roubados encarecem o seguro auto.

Por exemplo, quando se trata de São Paulo, em um levantamento que fizemos na Smartia sobre os veículos mais roubados, as regiões com maiores índices eram Sacomã, Jabaquara, Sapopemba e São Mateus. Isso significa que o seguro pode encarecer mais se morar nessas regiões.

Modelo do veículo

O valor de mercado do carro influencia um pouco no preço do seguro, mas, o índice de roubo tem um peso maior.

Quanto mais visado pelos bandidos é um modelo, mais caro vai custar o seguro. Vale ressaltar que em cada região ou cidade esse índice pode ser diferente, por isso, é importante a seguradora ter várias informações sobre os motoristas.

Históricos de direção

As seguradoras avaliam o quanto um motorista tende a se envolver em acidentes ou cometer infrações de trânsito, o que coloca o veículo em risco.

Muitas seguradoras já adotam um modelo que confere descontos aos condutores que não possuem infrações de trânsito e pontuação em suas carteiras de habilitação.

Coberturas contratadas

Como dissemos, o preço dos seguros dos carros mais vendidos que apresentamos são apenas valores médios.

Conforme as coberturas contratadas, é possível que eles variem bastante. Uma pessoa que optar por um seguro mais simples, pagará bem menos do que se optar por um seguro completo, com diversas coberturas adicionais.

Entretanto, em alguns casos, vale a pena pagar um pouco a mais e ter algumas proteções que considera necessário.

Esses são apenas alguns dos fatores que influenciam no preço do seguro dos carros mais vendidos e sabendo quais são é possível controlar alguns para pagar menos por essas proteções.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *