Planos de saúde preços populares

Quer contratar um plano de saúde, mas sem investir muito? Então, você precisa contratar um dos planos de saúde preços populares. Veja mais!

Cada vez mais as pessoas enxergam o plano de saúde como um investimento e segurança. Por mais que o Brasil seja o único país com um sistema público de saúde totalmente gratuito, a estrutura do SUS não atende à demanda. 

Então, para garantir a rapidez e eficiência no tratamento de doenças, ou para se manter sempre protegido em caso de emergências, a contratação de planos de saúde vem crescendo cada vez mais. Mas, ainda é um serviço que muitas pessoas julgam um investimento alto.

Portanto, as seguradoras estão cada vez buscando oferecer mais pacotes básicos ou aplicar preços populares nos planos de saúde. 

Planos de saúde preços populares

Imagem: Getty Images

Os planos de saúde são todos iguais? 

Os planos em comercialização no Brasil não são todos iguais e isso é um fator muito importante a ser analisado ao orçar e contratar um plano de saúde. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divide os planos de acordo com o atendimento que está incluso. 

Os planos são divididos em: 

  • Cobertura ambulatorial: o plano irá cobrir somente consultas, exames, tratamentos e procedimentos ambulatoriais. Para os casos de emergência, o convênio só cobre as 12 primeiras horas do atendimento;
  • Coberturas Hospitalar com ou sem Obstetrícia: o plano somente internação hospitalar e procedimentos cirúrgicos. O parto e assistência ao recém-nascido somente são inclusos nos planos com Obstetrícia.
  • Referência: o plano cobre o atendimento ambulatório-hospitalar, com ou sem obstetrícia.

O tipo da cobertura é um dos fatores que influencia o valor da mensalidade do seguro saúde. Outro fator é a coparticipação.

Esta consiste em uma taxa que o segurado paga toda vez que utiliza o plano de saúde, isso possibilita uma mensalidade com valor mais baixo do seguro saúde. Mas, muitos planos com coparticipação cobram somente taxa de consultas, exames e procedimentos ambulatoriais.

A partir do momento que foi solicitada a internação por um médico, o usuário não precisa pagar coparticipação de procedimentos cirúrgicos e exames realizados neste período de internação. 

Para pessoas que usam pouco o seguro saúde, mas não renunciam à proteção em casos de emergências, os planos com coparticipação são uma boa escolha. Os planos com coparticipação também são usados em planos empresariais, em que o colaborador somente arca com a taxa de cada procedimento realizado, enquanto a empresa fornece a mensalidade do serviço. 

Então, para as pessoas que realizam tratamentos médicos constantes, os planos sem coparticipação acabam compensando, por apresentar uma taxa única de mensalidade. Mas, muitas pessoas optam pelo plano com coparticipação por ser mais barato.

Porém, necessitam realizar muitos procedimentos e consultas, podendo pagar mais no valor final do que a mensalidade de um plano sem coparticipação. 

O que devo analisar ao escolher um plano de saúde? 

Não basta buscar por preços populares nos planos de saúde, é preciso analisar se o plano vale a pena. Existem algumas coisas a se considerar: 

1. Verifique se a empresa operadora é confiável

Os planos e operadoras devem ser autorizados pela ANS para funcionar, além de serem avaliadas pelo órgão. No website da ANS é possível consultar essas informações para ajudar a tomar a decisão. 

2. O tipo de cobertura do plano

Muitos planos são baratos, porém só contam com cobertura ambulatorial, que pode gerar gastos exorbitantes ao necessitar de uma cirurgia. Principalmente se for de emergência, muitas vezes o investimento sendo muito mais alto que um plano com cobertura ambulatorial-hospitalar. 

3. Rede de atendimento do plano

Os planos podem ser municipais, regional ou nacional. Então, verifique a abrangência do atendimento antes de contratar seu plano, caso faça viagens regulares é melhor optar por um plano nacional.

Portanto, se a sua cidade tiver uma rede ampla de médicos e hospitais, contrate um plano municipal ou regional. Os atendimentos de urgência e emergência geralmente são de abrangência nacional na maioria dos planos. 

Qual é o plano de saúde mais barato?

Primeiro é importante saber que o valor do convênio médico é definido após a cotação do plano de saúde. Então, para saber quanto você vai pagar, é preciso cotar com alguma operadora.

Mas, você deve realizar a cotação com mais de uma empresa se deseja comparar os preços e serviços oferecidos para definir qual compensa mais. Além disso, saiba que cada operadora oferece mais de uma opção de planos.

Portanto, você pode solicitar ao corretor de plano de saúde um convênio personalizado. Assim, pagará apenas pelas coberturas que julgar serem necessárias.

Neste caso, o plano terá o preço ideal para suprir as suas necessidades. Mas, lembre-se de que você pode fazer a mesma solicitação para outras operadoras e assim comparar apenas os preços e coberturas do plano de saúde personalizado.

Se desejar mais comodidade, pode efetuar a cotação aqui na Smartia Seguros. Basta preencher o nosso formulário de cotação e aguardar um dos corretor entrar em contato.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *