Cote o seu plano de saúde online!

Em menos de cinco minutos você estará avaliando propostas com os melhores corretores do país!

O plano de saúde para estudantes, por seguir o modelo coletivo por adesão, tem mensalidades mais baratas e garante atendimento de qualidade.

Você sabia que existe plano de saúde para estudantes? A propósito, trata-se de um serviço importante para este grupo, principalmente quando a pessoa segurada estuda fora da cidade natal. Veja qual a importância do produto e as opções passíveis de contratação.

Quando falamos em plano de saúde para estudantes, nos vêm à mente produtos específicos para intercambistas. Entretanto, mesmo quem mora no Brasil, estudando ou não em seu endereço domiciliar, deve recorrer à cobertura estudantil.

Tal necessidade se dá pela agilidade de atendimento, ao mesmo tempo em que as mensalidades são ocasionalmente mais baixas. Confira mais detalhes a seguir.

Plano de saúde para estudantes: por que é importante e quais as opções
Imagem de Stanley Morales / Pexels

O que é um plano de saúde para estudantes?

Alunos e alunas matriculadas em uma instituição de ensino, desde a Educação Infantil até a graduação, podem recorrer a um plano de saúde para estudantes. Como o próprio nome já diz, é um convênio específico para este grupo.

Inicialmente, uma das principais vantagens do plano é a mensalidade mais barata, cujos preços são até 35% abaixo dos convencionais. Uma ajuda e tanto para um público que, eventualmente, tem um orçamento um pouco mais apertado.   

Importância do plano de saúde estudantil

Por que contratar um plano de saúde para estudantes? Contratar o produto é importante, sobretudo, pela garantia de atendimento qualificado quando mais precisa. Sabemos que a rede pública de saúde é extensa e inclui a grande maioria das especialidades.

Porém, conhecemos também os problemas, justificando, sim, ter um plano de saúde privado. Ademais, podemos listar como vantagens:

  • amplitude da rede credenciada, incluindo emergências, clínicas especializadas, hospitais de grande porte, laboratórios e até cirurgias;
  • cobertura nacional, a depender do plano contratado, atendendo a quem estuda longe de casa;
  • tranquilidade pelo amparo por um plano de saúde.

Importante ressaltar que os planos de saúde para estudantes são regulamentados pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Assim, seguem a cobertura obrigatória de assistência, conforme preconizado pela Lei nº 9656/96, bem como os procedimentos médicos listados pela agência.

Opções de plano de saúde para estudantes

A princípio, os planos de saúde para estudantes se enquadram na modalidade coletiva por adesão. O que isso significa? Que a contratação se dá de maneira coletiva, como feito a pessoas que integram associações de classe. O modelo ajuda na redução do custo final.

Partindo dessa informação, é interessante conhecer quais são os tipos de plano passíveis de contratação por estudantes. Inicialmente, podemos elencar os seguintes:

Comerciário estudantil

O estudante que já trabalha no setor de comércios pode aderir a este tipo de plano. Para efeitos de comparação, é bastante parecido com o aplicado aos planos empresariais.

Empresarial estudantil

Se o estudante é contratado por uma empresa, pode ser contemplado com o plano de saúde que a organização disponibiliza. Neste caso, requer uma contratação individual.

Plano de saúde para estudantes

Geralmente, este modelo é aquele oferecido por entidades representativas, por exemplo, União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Da mesma forma que o empresarial, requer contratação individual.    

Independente do tipo escolhido, o plano de saúde para estudantes têm o período de carência. Em outras palavras, demanda um tempo entre a contratação e a primeira utilização. O prazo máximo é regulado pela ANS, segundo o procedimento, a saber:

  1. Urgências e emergências: 24 horas.
  2. Exames, cirurgias, consultas e internações eletivas: 6 meses.
  3. Parto: 10 meses.
  4. Doenças preexistentes e lesões: 24 meses.

Ou seja, se você contratou o plano de saúde para estudantes hoje, pode utilizá-lo para consultas eletivas (não emergenciais) em, no máximo, seis meses. Contudo, vale consultar as cláusulas do plano que está a contratar.

familia se divertindo na praia
Garanta o bem-estar da sua família e invista em um plano de saúde.

Só para exemplificar, a maioria das empresas dá de 15 a 30 dias, como prazo de carência, para que o estudante possa utilizar o serviço para consultas. 

Planos de saúde para estudantes internacionais

Cabe salientar que, caso a pessoa tenha um plano de saúde para estudante no Brasil e vai estudar no exterior, precisa contratar um novo serviço. Primeiro porque são coberturas diferentes, tanto no quesito atendimento médico quanto cláusulas específicas.

Em segundo lugar, há especificidades conforme o destino onde a pessoa vai estudar, bem como a própria instituição onde está matriculada. Pode ser que haja um plano específico para aquela escola ou universidade.

Sendo assim, antes de fechar qualquer serviço, verifique com a instituição se há alguma exigência específica. Em seguida, busque uma empresa especializada para receber as devidas orientações. 

Vale a pena contratar um plano de saúde para estudantes?

Em suma, o plano de saúde para estudantes é aquele destinado à assistência de pessoas matriculadas em instituições de ensino. Tal modalidade contempla desde a educação infantil até a graduação.

O plano segue a modalidade coletiva por adesão, como normalmente é disposto por entidades de classe. Isso garante mensalidades menores sem, no entanto, reduzir a qualidade de atendimento.

Por se tratar de um investimento em saúde, com certeza, é válida a contratação deste serviço. Afinal, o plano de saúde para estudantes oferece maior garantia de atendimento qualificado, desde consultas eletivas até emergências, inclusive cirurgias.

Avalie este post

Quer saber mais? Veja Também!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *