Como escolher o melhor seguro para moto

Escolher o melhor seguro para moto é uma tarefa simples, mas merece alguns cuidados. Veja no texto as dicas que separamos para você!

Para escolher o melhor seguro para moto, é essencial ter atenção à seguradora escolhida. A empresa deve ser confiável e cumprir com o que promete ao seu consumidor.

Mas esse não é o único ponto importante nessa escolha. Continue lendo e descubra como escolher o melhor seguro para moto!

Como escolher o melhor seguro para moto

Imagem: Pixnio

7 passos definitivos para escolher o melhor seguro para moto

1. Escolha a melhor cobertura para seu caso

Existem dois tipos básicos de coberturas em um seguro para moto: a compreensiva e a não compreensiva.

Uma cobertura compreensiva é mais completa em relação aos sinistros que indeniza. Ela inclui, por exemplo, a proteção em caso de colisão, roubo, incêndio e mais.

A cobertura oferece indenização em perdas parciais. Ou seja, em casos em que, após um sinistro, os danos à moto são inferiores a 75% do seu valor de mercado.

Então, a seguradora paga uma indenização suficiente para o conserto do veículo. O consumidor precisa quitar a franquia do seguro para que isso aconteça.

A franquia de um seguro é o valor de responsabilidade do usuário nesses momentos. Um exemplo: o conserto da moto terá custo de R$ 1.000,00, e a franquia do seu plano é de R$ 300,00. 

Isso significa que você vai pagar R$ 300,00 à mecânica; a seguradora vai quitar os R$ 700,00 restantes.

Já uma cobertura compreensiva não paga por danos parciais. Ela oferece ressarcimento apenas em caso de roubo ou furto, com uma indenização integral. 

Isso se a moto não for encontrada pela polícia. Em geral, esse tipo de seguro não cobra franquia.

2. Informe toda a verdade

As informações sobre sua moto, seu uso e o seu perfil influenciam diretamente o preço do seguro.

Por exemplo: seu estado civil, onde você mora e transita, idade, sexo e mais. Essas informações definem o risco de sinistro do veículo. Ou seja, o quanto a moto está sujeita a problemas.

Um indivíduo mais jovem, por exemplo, tem um risco de sinistro maior. Afinal, a seguradora entende que o motociclista jovem tende a ser mais imprudente. Então, as chances de a empresa ter que pagar indenização são maiores (e por isso ela cobra mais pelo seguro).

Muita gente, pensando nesse risco de sinistro e valores maiores, acaba mentindo pela seguradora. Então, o seguro se torna mais barato.

Mas depois de um sinistro, a seguradora vai avaliar se as informações que possui condizem com a realidade. Caso não, a empresa pode alegar fraude por parte do usuário. Então, a indenização será negada e você terá que arcar sozinho com o prejuízo.

3. Verifique a aceitação pelas seguradoras

Algumas seguradoras, após avaliar seu perfil, acabam se negando a cobrir o veículo. Isso porque, se o risco de sinistro for alto, a empresa pode não considerar esse risco vantajoso aos seus negócios.

Então, na hora de escolher o melhor seguro para moto, é essencial verificar a aceitação da sua moto pelas seguradoras. Assim, você poderá continuar com os próximos passos.

4. Pesquise os preços do seguro

Os custos dos seguros de moto são muito variados no mercado. É importante verificar o que é cobrado por cada uma, considerando bem as coberturas oferecidas.

Assim, você terá mais facilidade em contratar um seguro que caiba no seu bolso.

5. Pesquise sobre as seguradoras

Antes de adquirir seu seguro para moto, tenha a certeza de que a seguradora escolhida é confiável.

Para isso, verifique se a empresa possui registro na Superintendência de Seguros Privados (Susep). Caso não, a empresa não tem autorização para trabalhar.

Também vale a pena verificar se a seguradora é bem avaliada no Reclame Aqui e nas redes sociais.

6. Escolha bem sua franquia

O custo da franquia do seguro precisa caber no seu bolso. Afinal, essa é uma despesa que você terá após um sinistro.

Então, tenha a certeza de escolher uma franquia barata, mas que ofereça vantagens. Por exemplo: em geral, um seguro com franquia mais barata tende a ter mensalidades mais caras, e vice-versa.

7. Verifique os riscos excluídos

Os riscos excluídos são as situações não cobertas pelo seguro de moto. Eles ficam listados na apólice, e você deve ter muita atenção a esses termos.

Esse cuidado vai garantir que você saiba exatamente quando vai poder contar com a seguradora após qualquer ocorrência com a motocicleta.

Pronto, agora você já sabe como escolher o melhor seguro para moto. Não se esqueça de pesquisar bem sobre a seguradora, para ter a confiança necessária na hora de contar com a proteção.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *