A importância do seguro para a família

Você já contratou um seguro para a família? São várias as modalidades de proteção no mercado, e todas elas podem garantir assistência às pessoas que você mais ama. Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto.

Proteger as pessoas que você ama é, provavelmente, uma prioridade para você. Ver as pessoas ao seu redor crescerem, evoluírem e se destacarem com segurança é um imenso prazer.

E um dos modos de garantir esse tipo de cuidado é fazendo a contratação de um seguro para a família.

São vários os tipos de seguro disponíveis no mercado. Geralmente, eles garantem o ressarcimento de prejuízos materiais, evitando a perda dos bens.

Porém, podem também garantir renda à família em caso de fatalidades, ou oferecer assistência de saúde durante uma viagem. Até mesmo uma empresa familiar e o seu pet podem ser protegidos por uma companhia especializada!

Antes de contratar os melhores serviços, porém, é preciso ponderação. Cada uma das contratações significa um gasto diferente no orçamento, e devem ser bem organizadas.

Por isso, coloque tudo na ponta do lápis e verifique por quais serviços você pode pagar.

Os custos dos seguros são bastante variados, especialmente de acordo com a sua amplitude. Dessa forma, pode valer a pena contratar as coberturas básicas, e então garantir o mínimo de segurança e bem-estar aos seus familiares.

Lembre-se, apenas, de não comprometer as suas finanças, e de obter proteção com uma seguradora confiável.

A seguir, explicaremos os tipos de seguro e daremos dicas sobre como escolher a melhor proteção. Continue acompanhando!

A importância do seguro para a família

Imagem: Getty

Tipos de seguro para a família

1. Seguro de vida

Um seguro de vida tem como objetivo garantir a subsistência de sua família em caso de fatalidades.

Isso significa que, caso o provedor da casa, ou outro segurado, venha a óbito, por causas naturais ou acidentes, a empresa faz o pagamento de uma indenização aos familiares.

Deste modo, eles podem garantir um tempo de organização das finanças, para que se “acostumem” com a perda e possam recompor o orçamento.

Há seguros de vida, também, que pagam indenização em caso de doenças graves, invalidez temporária ou permanente.

Quando esse tipo de indenização é previsto, os segurados obtém assistência financeira para quitar os tratamentos necessários e/ou para manterem a subsistência da família.

2. Seguro de carro

Já o seguro de carro é utilizado para a proteção contra colisão, roubo, incêndio, furto e queda de raio.

Caso deseje, o usuário também pode contratar coberturas adicionais, como a que protege os acessórios do automóvel e seus vidros, ou ainda a que oferece assistência 24 horas.

Com um seguro de carro, o consumidor obtém indenização após uma perda parcial ou total. Uma perda parcial acontece quando o custo do conserto do carro é menor do que 75% do seu valor de mercado.

Por outro lado, a perda total ocorre quando os custos são maiores do que 75% do custo do veículo. Neste caso, a indenização funciona para a compra de um novo carro.

A indenização integral também é paga quando o veículo é roubado ou furtado, e não recuperado pela polícia.

3. Seguro empresarial

Você gerencia um negócio, com sua família e/ou outros sócios? Então, é importante protegê-lo! Um seguro empresarial cuida tanto da parte financeira, quanto da parte física do empreendimento.

Ele pode, por exemplo, ser acionado para o pagamento do aluguel do espaço em que o comércio funciona. Ou, então, após o incêndio da sede da companhia.

As coberturas variam de acordo com o que é contratado pelo usuário. Com as proteções corretas, você e sua família ficarão resguardados contra prejuízos na empresa.

4. Seguro residencial

Quem possui um imóvel pode obter grande prejuízo em caso de acidentes, como incêndios. Ou mesmo após um roubo ou furto, comuns devido à violência das grandes áreas urbanas.

Esse tipo de proteção pode ser contratado também quando o bem é usado para a locação e moradia de outras pessoas. Nesse cenário, caso algum sinistro aconteça, a sua família não perderá completamente a fonte de renda.

Há seguros residenciais que ainda permitem a proteção de bens mais valiosos. Protegidos quase que “a parte” no contrato, eles podem garantir uma indenização maior ao usuário.

As coberturas adicionais ainda podem incluir o cuidado contra danos elétricos e assistência 24 horas para reparos domésticos.

Assim, se um cano estourar, por exemplo, a seguradora só precisa ser acionada, e se responsabilizará pelo conserto. Todas as coberturas disponíveis, e suas regras de uso, ficarão disponíveis no contrato do serviço.

5. Seguro viagem

Dificilmente um plano de saúde tem validade para fora do seu município de contratação. Além disso, depender do Sistema Único de Saúde (SUS) pode ser um problema.

Por este motivo, a contratação de um seguro viagem é tão importante: ele garantirá atendimento médico à sua família durante todas as férias!

Outro ponto interessante é que este tipo de proteção pode garantir assistência em problemas com voos ou outro transporte, com hotel e bagagem.

Em alguns países, o seguro viagem ainda pode ser obrigatório — algo comum na Europa. Ou seja, sem ele, o viajante pode ser impedido de visitar o território. Por isso, antes de viajar, verifique a cobertura mínima obrigatória para o seu destino.

6. Seguro de animais

Seguros para animais ainda são pouco comuns no mundo pet, mas têm se tornado cada vez mais ofertados pelas seguradoras.

Com ele, a sua família pode receber indenização em casos de acidente com seu animal de estimação, por exemplo.

Outra cobertura comum deste tipo de serviço é a indenização após a perda ou roubo do seu melhor amigo.

Seguros de animais também podem possuir a chamada cobertura de responsabilidade civil. A opção permite o ressarcimento de prejuízos causados, a terceiros, pelo animal.

Há ainda a assistência jurídica para processos que envolvam o pet, e a cobertura de acidentes.

Além destes, um seguro de animal cobre assistência veterinária e os custos do sacrifício do animalzinho, como em casos de doenças graves.

Como escolher os melhores seguros?

Agora que você já conhece os tipos de seguro ideais para a sua família, é hora de saber como escolher os melhores.

Para começar, você deve avaliar bem a seguradora. A empresa precisa estar cadastrada na Superintendência de Seguros Privados.

A Susep é a instituição que regula e fiscaliza o comércio de seguros no Brasil, e apenas companhias autorizadas por ela podem atuar no ramo.

Em seguida, pesquise sobre a empresa na internet. O que seus atuais e antigos clientes falam sobre ela? Eles obtiveram o auxílio adequado quando pesquisaram?

É fundamental contar com uma companhia que vai zelar pelo seu bem-estar, especialmente em momentos de sinistros.

O custo da franquia é um ponto igualmente importante na sua avaliação. A franquia é o custo de responsabilidade do consumidor após um sinistro. De modo geral, ele deve ser pago para que o restante da indenização seja liberado.

A maior parte dos seguros prevê essa despesa, e os custos aparecem em sua apólice. Assim, é fundamental ter atenção a este gasto, e planejá-lo.

De preferência, economize e guarde o que poderá ser, um dia, o pagamento da franquia.

Outros pontos a avaliar

Uma outra dica é avaliar os riscos a que seu bem e a sua família estão sujeitos. Por exemplo: em locais em que o índice de roubo a imóveis é maior, a contratação do seguro de imóvel é muito mais importante.

O mesmo para casas mais antigas, que possuem instalação elétrica mais velha e têm maior chance de sofrer incêndio.

Caso o seu imóvel não se encaixe nessas descrições, porém, poderá ser mais interessante investir o dinheiro em outro seguro. Como o seguro de vida, ou então para a proteção do seu carro.

Considere, ainda, os custos das opções de seguro. Vale a pena fazer cotações em diversas empresas, pois os valores dos seguros mudam bastante por companhia.

Eles também podem variar devido às coberturas contratadas. Por isso, personalize o plano de proteções de acordo com o que se encaixa na sua realidade.

Por exemplo: de nada adiantaria proteger um rádio automotivo se seu carro não possui um. Ou contratar a proteção contra a fuga do seu pet, se essa fuga é praticamente impossível.

Viu só como você pode garantir um bom seguro para a família? Sempre que possível, contrate todos os seguros disponíveis.

Cuide das pessoas que você ama e personalize as proteções. Dessa forma, você terá maior certeza de proteger a seus bens e os seus entes queridos.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *