5 coisas sobre o consórcio de veículos que você deve saber!

Embora saibamos que o consórcio de veículos é a maneira mais prática de adquirir um automóvel, ainda há muito a descobrir!

No momento econômico atual, está cada vez mais difícil conseguir realizar o sonho de ter um automóvel. Uma das melhores alternativas para obter esse bem, com certeza, é por meio de um consórcio de veículos.

Apesar de muito popular, essa forma de crédito ainda desperta algumas dúvidas. Reunimos, nesta matéria, alguns dados que revelam as vantagens de optar por esse método de compra.

5 coisas sobre o consórcio de veículos que você deve saber!

Imagem: Getty Images

5 coisas sobre o consórcio de veículos que você precisa saber

Lógico que há muitos pontos para você se informar antes de fazer seu consórcio, mas separamos os 5 principais abaixo:

Sem taxas de juros

É isso mesmo, em um consórcio de carro não existem taxas de juros! Essa forma de investimento funciona como uma poupança em grupo.

Mesmo assim, é importante lembrar que quando uma pessoa adquire uma cota, ela aceita arcar com alguns custos.

Alguns desses custos são: a taxa administrativa, que pode variar entre 10% e 15% do valor total do consórcio, e o fundo de reserva, um valor destinado para arcar com o prejuízo caso haja inadimplência no grupo.

Apesar das taxas envolvidas, investir em um consórcio é muito mais viável do que encarar os altos juros de um financiamento, por exemplo.

Sem Entrada

Um dos maiores desafios que enfrentamos na hora de comprar um automóvel, sem dúvida, é conseguir economizar um valor significativo para usar como entrada.

Quando optamos por realizar um consórcio de carro, nos vemos livres desse problema, pois nessa forma de crédito, não é necessário dar uma entrada para adquirir o bem.

Contemplação

Há três possibilidades de receber o bem consorciado: no fim do plano, pela contemplação, ou por meio de lances.

Se o consumidor não tiver pressa, ele pode esperar até o fim do consórcio e desfrutar do bem, já quitado.

A contemplação ocorre nas assembleias, em que um dos participantes é sorteado e recebe a carta de crédito para efetuar a compra do bem.

Já com os lances, o consumidor poderá ofertar um valor que ele consiga pagar naquele mês e, quem oferecer o lance mais alto recebe a carta de créditos.

Sobre essa opção, é importante ressaltar dois aspectos:

  • Se você oferecer um valor, e seu lance não for o maior, você não perde o valor ofertado e precisará pagar apenas o valor da parcela referente ao mês;
  • Os lances podem ser: livres, fixos ou embutidos.

Entenda essa diferença:

  • Livres

Nos lances livres, o valor oferecido pode variar de acordo com o que o consumidor pode pagar naquele mês.

  • Fixos

Nos lances fixos é a administradora que define os valores mínimos e máximos para os lances.

  • Embutidos

Nesta última opção, o valor ofertado será descontado da carta de crédito. Por exemplo, imagine a seguinte situação: uma carta de crédito em um consórcio de carro no valor de R$ 30.000,00, onde o lance oferecido é de R$ 5.000,00.

Neste caso, se o lance oferecido for contemplado, a carta de crédito virá no valor de 25.000,00, descontando assim o montante utilizado na oferta.

Adiantar parcelas

Outro benefício do consórcio de veículos é a possibilidade de adiantar as prestações.

Sabe aquele mês que deu para economizar um pouco mais? Em meses assim, você pode antecipar algumas parcelas e ficar mais próximo de receber sua carta de crédito.

A amortização pode acontecer das seguintes formas:

  • Diluída

Nessa opção, o valor pago será descontado das parcelas restantes.

  • Direta

Paga de uma vez as prestações que faltam.

  • Indireta

Começa o pagamento a partir das últimas parcelas.

Desistência

No mundo real, nem tudo são flores. Sabemos bem disso. Muitas vezes mesmo tendo planejado com cuidado, as coisas não acontecem de acordo com os nossos planos e, por causa de um imprevisto ou outro, podemos acabar impossibilitados de arcar com nosso compromisso.

Caso algo assim aconteça, existem opções para minimizar o prejuízo:

  • Vender a cota

Se for permitido pela administradora, você poderá tentar vender sua cota para outra pessoa.

  • Reembolso

Caso não consiga repassar a cota, ou essa opção não seja permitida pela operadora do consórcio, a alternativa é esperar até o fim e então resgatar os valores que foram pagos.

E aí, já conhecia esses detalhes? Por não exigir entrada, ou ter juros, investir em um consórcio de veículos pode ser a melhor opção para quem quer fazer uma aquisição planejada e com baixo risco e a melhor parte: é um investimento com o retorno garantido, caso não tenha pressa de adquirir o bem.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.