30 dicas para comprar um carro usado sem arrependimentos

Você quer comprar um veículo, mas, não pode investir em um 0 km e não quer ser enganada comprando um usado? Descubra neste artigo, dicas para comprar um carro que lhe ajudarão a fazer um excelente negócio.

Ter um carro a nossa disposição significa ter mais autonomia sobre nossa locomoção e mais qualidade de vida. Mas, o Brasil vem passando por momentos financeiros difíceis e, nem todo mundo tem condições de investir em um veículo 0 km.

Se este é o seu caso, você pode comprar um veículo usado. No entanto, é preciso que esteja bem atento no momento da escolha para não fazer um mau negócio. Para ajudar a evitar esse dissabor, preparamos um artigo com 30 dicas para comprar um carro.

30 dicas para comprar um carro usado sem arrependimentos

Conheça 30 dicas para comprar um carro usado

  1. Escolha o modelo do veículo

A primeira coisa que você deve fazer é escolher o modelo que melhor se ajuste ao seu dia a dia. Se você é casado e tem filhos, talvez uma minivan seja interessante. Mas, se você é solteiro e tem dois cachorros, uma picape pode ser mais viável. Considere seu estilo de vida e defina qual o melhor modelo para suprir suas necessidades do dia a dia.

  1. Tenha certeza de quanto você pode pagar pelo veículo

Analise todas as suas despesas mensais e seja absolutamente realista na hora de definir o quanto você poderá empregar por mês na compra de um veículo. O primeiro impulso de qualquer pessoa é buscar por um dos modelos dos sonhos. Mas, nem sempre eles possuem valores possíveis. Portanto, além de avaliar seu estilo de vida e suas necessidades diárias, analise também seu orçamento e invista no quesito custo / benefício.

  1. Planeje-se com o máximo de antecedência

Quanto mais cedo você começar a se programar para a compra de um veículo, menos chances existirão de acontecer um mau negócio. O mais indicado é que essa programação se inicie 1 ano antes, mas, ela pode ser feita também em um período de 6 meses. Quanto mais tempo você tiver para pesquisar, melhor será seu acompanhamento de mercado.

  1. Faça uma pesquisa de preço antes de visitar as lojas

Procure saber com o máximo de certeza possível o valor de mercado do modelo que você escolheu para comprar, antes de sair na busca dele pelas lojas. Uma boa maneira de fazer essa pesquisa é realizando uma consultando a Tabela Fipe ou a Tabela Molicar. Ter esses valores como referência será muito importante no momento de negociar o preço do seu futuro carro.

  1. Verifique as condições mecânicas do veículo

Você já escolheu o modelo ideal, e conseguiu encontrar um que caiba no seu orçamento? O próximo passo é analisar as condições do veículo. Chame um mecânico de sua confiança e peça para que ele avalie as condições do carro. Assim você evitará comprar gato por lebre.

  1. Avalie as condições físicas do carro

Existem alguns detalhes importantes a serem observados no momento da compra de um veículo usado. Além de se atentar às condições mecânicas do veículo, é preciso estar atento às condições da lataria, da parte interna e de detalhes como itens de segurança, estepe e mais.

  1. Descubra quanto será preciso investir em manutenção

Na hora de definir o valor do seu orçamento, não esqueça de incluir os gastos que serão necessários com a manutenção do veículo. Quando falamos de comprar um carro usado, é sempre necessário contar com uma margem para manutenção.

  1. Peça ajuda de uma pessoa experiente

Procure alguém que já possui um veículo como o que você deseja comprar e informe-se sobre o seu desempenho. Se basear apenas na opinião dos vendedores da loja de veículos não é muito indicado, eles farão de tudo para lhe vender o carro.

  1. Pesquise o histórico e a origem do veículo

Não se esqueça de pesquisar se o veículo possui um bom histórico. Veja se ele já foi batido, se possui problemas jurídicos ou mesmo dívidas não pagas.

  1. Detalhes que mostram se o carro já foi batido

Existem alguns detalhes que podem ser analisados pelo comprador que mostram se o carro já foi ou não batido. Verifique o alinhamento das portas, do capô e do porta-malas. Veja também se existem partes da lataria com tonalidades diferentes. Outra das dicas para comprar um carro é verificar se os parafusos são originais, se forem pintados da mesma cor do veículo eles são.

  1. Analise o veículo à luz do sol

Não caia na bobagem de analisar as condições da lataria e pintura sob luz artificial. Procure fazer isso sob a luz do sol. Algumas diferenças na pintura não podem ser detectadas em ambientes fechados.

  1. Analise o motor e o chassi do carro

Verifique se o motor e o chassi do veículo são originais. Muitas pessoas compram carros usados e apenas depois de muito tempo descobrem que esses itens foram adulterados. Peça para ver o laudo de uma vistoria realizada pelo Detran. Apenas ela será capaz de avaliar as condições desses itens.

  1. Procure comprar o carro em uma concessionária da marca

Existem muitas concessionárias oficiais de montadoras que comercializam carros usados. Se for possível, faça a compra em uma delas, isso facilitará muito o acesso às informações do histórico do veículo, além de tornar menores as chances de fazer um mal negócio.

  1. Recalls e revisões anteriores

Veja que o carro passou por todas as revisões obrigatórias e teve algum recall realizado. Para se informar sobre isso, avalie o manual do proprietário. Nele é possível encontrar todas essas informações.

  1. Faça uma pesquisa no Detran

Peça os documentos do veículo e faça uma visita ao Detran do seu estado. Descubra se não existem irregularidades com o carro como multas, impostos atrasados, sinistros e outros. Na pesquisa junto ao Detran também é possível descobrir quantos donos o veículo já teve.

  1. Verifique a placa do veículo

Todas as placas originais possuem, no canto superior direito, o ano de fabricação da mesma. Veja se esse ano bate com o que consta no documento do carro. Observe também se tanto a placa traseira como a dianteira possuem aquele lacre de originalidade. Comprar veículos com placas adulteradas pode trazer sérios problemas futuros.

  1. Faça um teste com o veículo antes de fechar negócio

Peça para testar o veículo, mas não se contente apenas com uma voltinha no quarteirão. Procure passar por vias irregulares, íngremes e outras que possam mostrar se o veículo possui alguma falha na suspensão ou nos freios. Tente acionar os itens internos também como ar-condicionado, rádio e outros.

  1. Analise o desempenho do câmbio

Se o modelo possui câmbio automático fique atento ao tempo da troca de marcha e se existe a necessidade de uma rotação maior para que as trocas aconteçam. Se o câmbio for mecânico verifique se existem ruídos ou dificuldades ao engatar as marchas.

  1. Verifique o estado das borrachas e a quilometragem do veículo

Fique atento as borrachas encontradas nos pedais, alavanca do câmbio, volante e pneus. Veículos que rodaram pouco possuem desgastes imperceptíveis, já os de quilometragem maior possuem borrachas mais gastas.

  1. Descubra se o veículo já passou por uma enchente

Grandes centros urbanos sofrem com enchentes constantemente. Esses eventos podem danificar seriamente as condições mecânicas, da lataria e da parte interna do veículo. Fique atento ao cheiro dentro do carro e sinais de terra (barro) no assoalho e frestas que não ficam muito expostas.

  1. Questione sobre o consumo do veículo

Uma das boas dicas para comprar um carro usado é procurar se informar sobre o consumo do veículo. Alguns modelos mais antigos são mais econômicos que outros atuais. No entanto, o consumo de combustível de um veículo depende muito das suas condições mecânicas. Analise o consumo durante o teste drive e você poderá ter uma ideia.

  1. Descubra se o carro tem garantia

Algumas vezes, é possível comprar um veículo que teve apenas um dono e ainda possui a garantia de fábrica. Veja se esse é o caso, pois, esse pode ser o diferencial necessário para sua escolha.

  1. Pesquise o valor do seguro

Ter um carro sem contar com um seguro auto nos dias de hoje pode ser loucura. Portanto, uma das dicas para comprar um carro é pesquisar o valor do seguro para o modelo escolhido. Muitas vezes, o que encarece o custo do seguro é o custo da manutenção e reposição de peças. Pesquise todos esses detalhes antes, assim você não correrá o risco de comprar um veículo que possua um seguro muito caro.

  1. Fique atento a nota fiscal

Algumas lojas de carro emitem um recibo de compra ou nota fiscal com os dizeres “venda no estado”. Isso significa que o carro não foi vendido em perfeito estado. Se este for o seu caso, peça ao vendedor que indique no documento quais são esses problemas, para que você não tenha dores de cabeça no futuro.

  1. Seja paciente

Segure a empolgação, esse é um momento importante que costuma deixar as pessoas entusiasmadas, e tanta animação pode nos deixar meio cegos em relação a detalhes importantes na compra. Essa empolgação pode fazer com que você acabe caindo na conversa do vendedor e não faça um bom negócio.

  1. Descubra o motivo da venda do veículo

Por fim, pergunte por que o carro está sendo vendido, especialmente se a compra for particular. Não existem maneiras de saber se o atual dono do carro será verdadeiro, mas, ao fazer essa pergunta você terá a chance de conhecer a experiência do dono com o veículo.

  1. Fique atento ao seu orçamento inicial

Procure sempre se manter dentro do seu orçamento limite. Assim, você evitará problemas com o pagamento de parcelas e futuramente a perda do carro.

  1. Não tenha medo de pedir descontos

Negociar um desconto é uma das dicas para comprar um carro, mais importantes a serem seguidas. Não tenha vergonha de negociar e pedir descontos e vantagens. Se você estiver à procura de um modelo que não possui muita saída, terá ainda mais chances de conseguir um preço melhor.

  1. Conheça as taxas de juros e custos de financiamento

Uma das melhores maneiras de conseguir um bom negócio ao comprar um carro é ter ao menos 30% do valor do veículo para dar de entrada. É interessante também que você esteja atento um custo chamado CET – Custo Efetivo Total da Operação. Este custo representa o total de despesas referente ao parcelamento, como a cobrança de taxas, juros e diversos outros encargos financeiros.

  1. Tenha certeza de que conseguirá pagar as parcelas

De maneira geral, quanto maior for seu prazo de pagamento, menores serão suas parcelas. Mas, na hora de tomar essa decisão é fundamental que você esteja ciente dos juros aplicados no parcelamento e tenha certeza de que poderá pagar as parcelas sem maiores problemas.

Essas são as principais dicas para comprar um carro usado e não correr o risco de fazer um mau negócio. E após finalizar a compra, não se esqueça de garantir uma cobertura do seguro auto para proteger seu novo patrimônio.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *