Saiba como funciona um consórcio de trator e por que é importante na renovação de frota

O consórcio de veículos pesados viabiliza a compra e atendimento à demanda. Entenda como funciona o consórcio de trator e saiba como fazer o seu.

A agricultura é um dos setores econômicos que mais evolui, o que exige atualizações constantes por parte do produtor. Para acompanhar a demanda, um dos pontos mais importantes é a renovação do maquinário agrícola. Como a aquisição pede investimentos altos, uma das estratégias é saber como funciona o consórcio de tratores.

Para que a lavoura cresça em termos de produção e competitividade, o agricultor precisa de equipamentos modernos e de qualidade. No caso dos tratores, a importância está na amplificação do trabalho, especialmente de larga escala.

Entretanto, o maquinário é normalmente dispendioso e, por vezes, o produtor não dispõe de valores em caixa para investimento. É aí que pode investir nos consórcios para trator, o que facilita a compra sem comprometer o caixa.

Trator verde passando por cima de campo.
Imagem: Pixabay

Como funciona o consórcio de trator – o que é?

O consórcio para trator é exatamente o mesmo aplicado para aquisição de outros bens, como carros, motos e casas. Nele, um grupo de pessoas contribui, mensalmente, com o pagamento de uma parcela no valor estipulado para a compra do maquinário. Funciona como uma poupança.

Como é o consórcio para trator?

Assim como os demais tipos de consórcio, naquele destinado à aquisição de tratores, o valor do bem é dividido em parcelas previamente estipuladas. Mensalmente, um dos consorciados é contemplado para receber o valor do crédito e esse prêmio é concedido até que todos os integrantes do grupo sejam selecionados.

Etapas do consórcio

Para entender melhor como funciona o consórcio para trator, veja quais são as etapas até o momento em que a pessoa é contemplada.

  1. A pessoa interessada solicita a proposta e verifica o plano que mais atende às suas necessidades. O ideal é que isso seja feito sob a orientação de um consultor.
  2. O valor do crédito e a quantidade de parcelas é escolhida pelo contratante, com informações devidamente descritas no contrato de adesão.
  3. A pessoa paga a parcela todo mês, até a data de vencimento do consórcio, além de participar das assembleias. Nesse período, pode ser contemplada por lance ou sorteio entre os participantes.
  4. Quando a pessoa é contemplada por lance, isso significa que ela oferece esse lance com seus próprios recursos ou usando parte da cota.
  5. Assim que o participante é contemplado e tem o cadastro aprovado, pode efetuar a compra do trator com a carta de crédito.

Vantagens de aderir a um consórcio para trator

Uma das principais vantagens do consórcio, além de funcionar como uma poupança, é não ter a incidência de juros nas parcelas. Isso se deve ao fato de que o caixa é formado pelo dinheiro dos participantes. Assim, a única taxa a ser pega é a administrativa e normalmente é irrisória.

Vale ressaltar que a taxa é mais baixa do que aquela normalmente cobrada em bancos e financiamentos. Além disso, a parcela cabe no orçamento do agricultor por conter apenas os seguintes fatores:

  • Fundo de reserva: valor destinado à segurança dos participantes em caso de inadimplências ou atrasos. É devolvido ao consorciado em caso de não utilização;
  • Fundo comum: base das parcelas que possibilita o pagamento do bem, é calculado conforme o valor total da carta dividido pelos meses do plano;
  • Seguro: opcional, é recomendado pela aquisição do bem de alto valor;
  • Taxa administrativa: pagamento do serviço pela administradora e confere segurança aos participantes. Cada empresa tem suas formas de cálculo, mas é sempre inferior ao fundo comum e diluída de acordo com o número de parcelas.

Quem pode fazer o consórcio para trator

O consórcio para trator pode ser feito por qualquer agricultor, especialmente quem prefere planejar o orçamento, diante dos imprevistos aos quais a atividade é exposta.

Quando o agricultor sabe como funciona o consórcio de trator, percebe ser uma oportunidade de renovar sua frota sem apertar financeiramente.

Com as exigências cada vez maiores acerca da produtividade, é uma forma de adquirir bens com mais segurança e sem burocracia.

Avalie este post

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *