Como dirigir moto: guia completo para iniciantes

Compartilhe em suas redes:

Se você gosta de aventuras ou precisa de mais economia e praticidade no dia a dia em relação ao transporte, já deve ter pensando em comprar uma moto. Mas, você sabe como dirigir moto? Veja neste artigo um guia completo sobre o assunto.

As motocicletas são os veículos mais econômicos e de fácil locomoção, especialmente em grandes centros urbanos, onde os congestionamentos são muitas vezes quilométricos.

Quando visto por essa ótica, ter uma moto é uma ideia muito interessante. E você já pensou nessa possibilidade, deve ter se perguntado como dirigir moto, certo? Pois, neste artigo você terá acesso a um guia completo sobre esse assunto.

Como dirigir moto: guia completo para iniciantes

Descubra quais são os passos para aprender como dirigir moto

Se você está querendo aprender como pilotar moto pela primeira vez, este é o lugar certo para isso. Neste artigo além de descobrir como aprender a pilotar moto sozinho, você ainda conhecerá algumas dicas valiosas.

No entanto, antes de começar com os passos de como aprender a pilotar moto rápido, é preciso dizer que para poder pilotar qualquer veículo no Brasil é preciso ter mais de 18 anos e uma carteira de habilitação. Dito isso, vamos aos passos, acompanhe:

  1. Verificando as condições da moto

A primeira coisa a ser feita é analisar se a moto está em condições seguras de circular, verifique a calibragem dos pneus, o nível do combustível, as condições de ajuste da corrente de transmissão e o óleo do motor. As condições ideais para cada modelo constam no manual de instruções dos veículos e precisam ser sempre seguidas a risca.

  1. Equipamentos de segurança

Equipe-se da maneira correta, especialmente se pretende aprender a andar de moto sozinho. Procure usar além do capacete, luvas, botas e roupas que oferecem alguma proteção extra. Cair com a motocicleta é a coisa mais fácil do mundo, e mesmo quando isso acontece em velocidades baixas, você sentirá dores e poderá se ralar muito. Então, tenha cuidado em relação à proteção.

  1. Monte na moto e ajuste os espelho

Basta erguer uma perna e passá-la por cima do veículo. Sente-se na moto e se posicione confortável e firmemente. Este é o momento em que além de você conhecer melhor a sua moto, você deverá verificar se os espelhos estão posicionados corretamente.

  1. Conhecendo os controles

Localize os botões de comando como os dos faróis, pisca-alerta e buzina. Acostume-se com a posição dos pedais e familiarize-se com todos os comandos da moto como acelerador, freios, câmbio e embreagem. Saber onde cada um desses itens se localiza facilitará muito seu aprendizado.

De antemão é possível dizer que a mão direita é responsável pela aceleração e frenagem (dianteira) da moto. Fique atento, pois, o movimento de aceleração feito com a mão direita deve ser delicado. Realizá-lo com rispidez pode fazer com que o freio dianteiro seja bloqueado e a moto derrape, causando uma queda.

O seu pé direito será responsável por controlar o freio traseiro. Mas, é importante que fique claro que esse feio é mais funcional em baixas velocidades, ou quando usado em conjunto com o dianteiro.

  1. Descubra como a embreagem funciona

você pode até pensar que aprender como pilotar uma moto com embreagem é complicado, mas, não é. A alavanca localizada em frente a sua mão esquerda promove esse controle. E, ela funciona como um comando liga e desliga a transmissão do motor. Ao apertar a alavanca, mesmo que a moto esteja engrenada, você estará colocando o veículo em ponto morto. Apenas quando a marcha está engrenada e a alavanca solta é que a potência desejada está sendo transmitida para a roda traseira. Portanto, lembre-se sempre de manusear a embreagem de maneira suave.

  1. Funcionamento do câmbio

A troca de marcha é feita pelo pedal esquerdo, movimentando esse pedal para cima você subirá a marcha, e o movimentando para baixo a reduzirá. Normalmente as motocicletas possuem 5 marchas e uma posição neutra para o pedal, mas, existem motos com 6 marchas. Em alguns modelos, é possível trocar de marcha sem o uso da embreagem, no entanto, o mais indicado é que você se habitue a usá-la.

No mais, a maneira de como passar marcha de moto é parecida com a do carro. É preciso que você acione a embreagem, movimente o pedal esquerdo e depois libere a embreagem. Essa parte é a que costuma demandar mais tempo para ser memorizada, então, tenha paciência.

  1. Ligando a moto!

Chegou o momento de ligar a moto, verifique se a chave está na ignição e gire-a para a posição “On”, em seguida aperte o botão “Start”. A maior parte das motos atuais possui partida elétrica, o que torna dispensável a necessidade de ligar o motor com o uso de um pedal de partida.

A maior parte das motos realiza uma verificação dos medidores operacionais, então, não se assuste se todo o painel acender e piscar algumas vezes. Assim como você não precisa se preocupar caso o tacômetro e/ou velocímetro se movimente e retorne à posição zero. Assim que essa verificação terminar, a luz que indica o ponto morto da marcha, uma luz verde no formato da letra “N”, acenderá.

Depois dessa verificação concluída, é só acionar o botão de partida. Alguns modelos necessitam do acionamento da embreagem no momento em que o botão é acionado, essa necessidade é exigida apenas como precaução. Para evitar que acidentalmente a moto arranque apenas por estar com a marcha engatada.

Assim que a partida é dada o motor começa a funcionar. Vale dizer que as motos carburadas necessitam de uma pequena torção do acelerador para que o combustível do tanque chegue aos cilindros. Já as motos de injeção eletrônica não possuem essa necessidade.

  1. Hora de aprender a andar de moto sozinho

As motocicletas de motores a combustão interna, levam um tempo para chegar ao meu desempenho máximo. Isso porque os motores precisam ser aquecidos e lubrificados, a fim de que a dosagem certa de combustível e ar chegue até eles.

Atualmente, com a utilização da injeção eletrônica esse hábito pode ser considerado meio ultrapassado, mas, ainda vale a pena ser feito. Já que, apenas assim o piloto terá a confiança de que o motor produzirá a energia necessária para que a moto ande corretamente.

Para isso, basta permanecer com a moto parada, sem o acionamento do acelerador, e o motor ligado em marcha lenta por alguns minutos. O tempo ideal para esse procedimento costuma variar de acordo com situações como o tamanho do motor, a temperatura local e a quantidade de óleo lubrificante presente no veículo. Use o medidor de temperatura para se certificar de que o motor da moto não falhará por não estar aquecido corretamente.

  1. Suba o descanso lateral

As motocicletas mais modernas desligam quando uma marcha é acionada e o este pedal está abaixado. No entanto, se a sua moto não possui esse recurso mantenha-se sempre atento, pois, circular com esse pedal abaixado apresenta um grande risco a sua segurança. Para guardá-lo é preciso apenas chutá-lo com o calcanhar do pé esquerdo. Agora, se sua moto possui um cavalete central, o manuseio é diferente. Nestes casos é preciso que a moto seja empurrada para a frente para que assim saia de cima do suporte.

  1. Chegou o momento tão esperado!

Agora é a hora em que você poderá sair pilotando sua moto. Depois de concluir todos os passos anteriores, basta se lembrar das funções de comando como acelerador, embreagem, marchas e freios, e colocar tais comandos em uso de maneira conjunta.

Procure manter o equilíbrio da moto colocando o pé direito no chão e mantendo o esquerdo no pedal. Acione a embreagem, empurre o pedal esquerdo para baixo e solte a embreagem. Fazendo isso a moto se encontrará na primeira marcha. Solte a embreagem vagarosamente e vá acelerando ao mesmo tempo, e na mesma velocidade.

A moto começará a se movimentar e assim que ganhar velocidade você poderá tirar o pé direito do chão. Quando a moto atingir uma velocidade que exija mudança de marcha, engate a segunda e assim por diante, repetindo sempre o mesmo processo.

Dicas extras de como dirigir moto

Agora que você já sabe como dirigir moto, e está andando por aí, vale a pena se atentar a alguns detalhes como, por exemplo, o pé de apoio. Veja a seguir:

Pé de apoio

Não existe uma regulamentação que obrigue o uso de determinado pé de apoio para a moto, no entanto, o mais indicado é que se use sempre o pé esquerdo. Pois, quando a moto está estacionada ela invariavelmente se inclinará para o lado esquerdo, logo, usar a perna esquerda como apoio para subir e descer da moto é o mais fácil. Além disso, ao parar a moto em semáforos, ou por qualquer outro motivo, é interessante que se use o pé esquerdo como apoio porque, do lado direito das motos, independentemente do modelo, está localizado o escapamento. E acredite, você não vai querer se queimar com ele.

Posição do corpo em relação ao guidão

Nas primeiras vezes que você for pilotar a moto, pode ser que você assuma uma posição muito rígida frente ao guidão, devido o nervosismo. Procure evitar essa situação ao máximo. Assumir uma postura natural em frente ao guidão é o primeiro passo para guiar bem uma moto.

Vigor físico

As motos exigem um certo vigor físico para serem controladas, mas, manter-se tenso ao guidão não é recomendado. Logo, a maneira mais simples de encontrar um equilíbrio é pressionando levemente o joelho junto ao tanque de combustível da moto. Assim você se manterá firme sobre a moto.

Sinalize sempre

Usar as setas, é fundamental para manter a sua segurança e a das demais pessoas que estejam utilizando a via, tanto carros e outras motos como pedestres. Portanto, acione o pisca-pisca todas as vezes que for necessário.

Posicione-se corretamente na pista

As motos são veículos pequenos e que facilmente podem ser ignorados por outros veículos. Por isso, é fundamental que você se mantenha sempre visível para os outros motoristas. De preferência, procure uma posição em que você consiga enxergar o motorista pelo retrovisor, assim você terá certeza de que ele está te vendo.

Como dirigir moto Biz? Entenda a diferença.

A Honda Biz, diferente dos demais modelos de motos não possui embreagem. O que a torna muito mais simples de ser pilotada. Além disso, ela possui um acento maior e uma altura do chão menor, fatores que aumentam consideravelmente a estabilidade.

Os passos de pilotagem da Biz são muito parecidos com os apresentados aqui, a principal diferença é que neste modelo não existe a necessidade do uso de embreagem e as marchas são posicionadas de maneira inversa aos demais modelos.

Logo, a coisa mais importante que você precisa saber em relação a como dirigir moto Biz, é que o ponto neutro (ponto morto) fica localizado no lado de cima do pedal, e as demais marchas são acionadas movimentando o pedal para baixo.

Vale a pena investir em um seguro moto!

Há quem diga que as motos foram feitas para cair, visto que possuem apenas duas rodas e dependem exclusivamente do equilíbrio do condutor para se manterem em pé. Independentemente desta informação ser um exagero ou não, o fato é que acidentes com motocicletas são muito mais comuns que com carros.

De acordo com o DPVAT, 74% das indenizações pagas no ano de 2017 foram para acidentes de motocicletas. E dentro desta estatística, houve um aumento de 24% nas vítimas fatais.

Logo, sim as motocicletas são muito mais suscetíveis a acidentes de trânsito, e qualquer colisão mais forte pode promover estragos que façam o veículo ser caracterizado como perda total.

Portanto, contar com um seguro moto é fundamental para se certificar de que seu veículo estará protegido caso o pior aconteça. Além disso, os índices de roubo e furto de motos são bem maiores que os de carros. E a maior parte dos, seguro moto oferece cobertura para acessórios e itens de segurança, como o capacete, por exemplo.

Então se você quer aprender como dirigir moto de uma maneira simples e rápida basta seguir os passos mostrados neste artigo. Agora se, além de aprender a andar de moto sozinho, você deseja proteger seu patrimônio e garantir a sua segurança, vale a pena pesquisar um seguro de moto e contratar uma cobertura que se encaixe melhor com as suas necessidades.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:


Compartilhe em suas redes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *