Saiba o futuro com os carros voadores

Alguns carros voadores já possuem horas de voos e estão quase prontos para chegar no mercado. Veja quais são os tipos existentes e quais são as barreiras que devem enfrentar.

Se olharmos para o cinema não é difícil ver carros voadores em anos futuros e, em alguns casos esse futuro não está tão distante.

A ideia de construir um carro que voa não é tão novo, porém, só recentemente é que parece que está funcionando em testes já realizados.

Em 1917, foi projetado o Curtiss Autoplane, que nada mais era do que um carro com asas. Ele foi testado, mas conseguiu levar muito pouco do chão e nunca voou.

Em 1923, foi criado o Pitcairn PCA-2 que nada mais era do que uma mistura de um avião com hélice.

Em 1959, foi desenvolvido o Flying Jeep da Usaf que não tinha um intuito comercial, ele deveria ser utilizado pelo exército dos Estados Unidos.

Em 1962, foi desenvolvido um modelo que mais se assemelhava aos OVNIs que também não levantou voo assim como os seus antecessores.

Com a chegada dos drones parece que reacendeu a ideia de tornar o carro voador uma realidade e combinado a automação surgira protótipos que tiveram sucesso.

Os tipos de carros voadores

Os carros voadores ainda são experimentais e existem diversas empresas investindo nesse segmento.

Cada uma foi capaz de desenvolver o seu protótipo que possui caraterísticas únicas, mas, que assim como ocorre com os carros que circulam no chão são divididos em categorias.

Veja quais são as 4 atuais categorias existentes.

Saiba o futuro com os carros voadores

Imagem: Pinterest

  1. Flying Car Hybrids

Ele é uma mistura de carro com avião e isso fica muito visível em sua aparência. Nada mais é do que um carro que ganhou asas.

Um dos protótipos atuais que possui essa característica é o AeroMobil 4.0.

Saiba o futuro com os carros voadores

Imagem: G1 – Globo.com

  1. Heli Cars

Esse modelo segue o conceito dos helicopetros, pois, leva hélice. Inicialmente o seu visual se parecia com um avião, mas, atualmente ele está bem mais moderno com cabines mais compactas e arredondadas.

O PAL-V se encaixa nessa categoria.

Saiba o futuro com os carros voadores

Imagem: Pinterest

  1. Hover Bikes

Ele lembra bastante um drone e não costuma voar muito alto e possui capacidade para apenas uma pessoa.

Atualmente o Kitty Hawk Flyer que é um veículo voador recreativo possui essa característica.

Saiba o futuro com os carros voadores

Imagem: auto.tut.by

  1. Turbine-Powered Crafts

Esse é um modelo que possui um design bastante futurista e deve transportar mais de um passageiro.

O Terrafugia TF-X que pretende chegar em breve no mercado se enquadra perfeitamente nessa categoria.

Empresas que estão desenvolvendo carros voadores

São várias as empresas que estão na corrida pelos carros voadores e elas prometem lançá-los no mercado nos próximos anos.

Algumas estão projetando veículos para serem utilizados comercialmente para o transporte de passageiros, outras são mais ambiciosas e pensam na venda de carros particulares. Vamos conferir o que já está sendo feito.

AeroMobil

Como já dito esse é um carro com asas que pode ser utilizado normalmente nas ruas, porém, quando for voar terá as suas asas abertas.

Ele utiliza a gasolina e por ser compacto cabe nas vagas comuns de estacionamento hoje já utilizadas.

Para decolar e pousar precisa apenas de alguns metros de um terreno plano ou poderá utilizar aeroportos.

O carro voador vem equipado com um motor 2.0 turbo de combustão interna e 4 cilindros e pode chegar a 120 km/h na estrada.

Para e transformar em carro que voa demora cerca de 3 minutos e no ar terá uma velocidade de cruzeiro de 259 km/h. nas duas situações a autonomia é para mais de 700km.

Esse é um veículo luxuoso e que terá uma edição limitada de 500 unidades que já estão a venda por 1,2 milhão de euros cada.

eHang

A empresa possui um VTOL (Vertical Take-Off and Landing ou Decolagem e Aterrissagem Vertical), o que hoje chamamos de drone.

A ideia é utilizar o veículo para o serviço de táxi e ele está em estágio avançado com mais de 1.000 voos.

Ele se assemelha a um drone e possui funcionamento elétrico e autônomo e se houver necessidade poderá haver intervenção remota.

P modelo testado possui capacidade para 1 pessoa e até 100 quilos de carga. Ele consegue andar a cerca de 100 km/h percorrendo 16 km.

A fabricante promete fazer uma versão que terá capacidade para 2 ocupantes.

BlackFly

Esse é um dos modelos que está em fase mais avançada e está sendo desenvolvido há 9 anos.

Nesse tempo ele já realizou mais de 1.400 voos de testes e foi planejado para responder a galhas humanas.

Ele é silencioso, mas do que os carros elétricos, porém, não foi projetado para andar nas estradas.

Mesmo estando tão desenvolvido ainda não há previsão para i seu lançamento.

UberAIR

O aplicativo de transporte Uber já fez parceria com a Embraer, Nasa e Exército dos Estados Unidos para desenvolver um veículo voador que possa ser utilizado no transporte de passageiros.

Ele deve ser um eVTOL que faz pousos e decolagens na vertical que utiliza um motor elétrico e funcione de forma autônoma, apesar de que inicialmente se pensa em ter um piloto a bordo.

A ideia é que ele comece a funcionar em 2023 utilizando plataforma de embarque específicas chamadas de Skyports que serão colocadas em pontos estratégicos.

A ideia é que os carros voadores tenham capacidade de fazer até 200 decolagens e pousos por hora e voem a uma altura de até 600 metros.

Os testes devem começar já em 2020.

Flyer

Ele é fabricado pela Flyer e por ser de uso recreativo possui capacidade de se manter no ar por apenas 250 minutos a uma velocidade máxima de 30 km/h.

Para aprender a pilotar o veículo se leve cerca de 1 hora e após isso já seria possível utilizá-lo. A ideia é que seu uso seja sobre as águas.

Toyota

A montadora de veículos está desenvolvendo o Skydrive que será uma espécie de drone que atinge 100 km/ e voa a 10 metros do chão.

A ideia é que ele seja apresentado nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Rolls-Royce

A Rolls-Royce também investirá em carros voadores com finalidade comercial, eles serão usados como táxis ou para fins militares.

A produção já deve começar em 2020 e o carro voador terá capacidade de percorrer até 800km a uma velocidade máxima de 450 km/h com até 5 passageiros.

Apesar da propulsão elétrica, precisará utilizar combustível fóssil.

Audi e Airbus

As empresas juntas criaram o Pop.Up Next que ainda é um protótipo. Esse carro voador é uma cabine com capacidade para duas pessoas que se acopla as hélices como as de drones.

O governo alemão já autorizou os testes, mas, ainda não se sabe se esse será mesmo o modelo utilizado.

Leis para um carro que voa

Muitos dos carros ainda são considerados protótipos por uma única questão: a segurança. Os sistemas de propulsão e controle já são dominados por algumas empresas assim como a mecânica.

O problema é fazer com que o carro voador seja seguro para seus ocupantes e para quem está próximo.

Para funcionar muitas utilizam sistemas que dependem um dos outros e essa dependência exige que a probabilidade de erro sema quase que nula para que possa entrar em operação, sendo um risco alto.

Por conta disso será preciso criar uma regulamentação específica para que eles possam circular no espaço aéreo que hoje é bastante disputado em algumas cidades.

Em alguns lugares a disputa de espaço entre aviões e helicópteros já torna pouco provável a implementação de carros voadores, pois, o congestionamento das ruas passaria para os céus e elevaria os riscos.

É muito provável que esses carros voadores não possam ser pilotados por qualquer pessoa, assim como ocorre hoje com os aviões.

A indústria aeronáutica é bastante rigorosa e isso ajuda a manter os baixos índices de acidente. Talvez seja preciso ter pilotos específicos para essas aeronaves.

Outro entrave que precisará ser solucionado é sobre o carro que voa autônomo. Muitas empresas estão seguindo nesse sentido e não há nade específico até o momento.

A capacidade da bateria pode ser outro problema para a criação de leis para os carros voadores. Muitas são limitadas e não possuem capacidade para cruzar a cidade.

Portanto, mesmo que os carros voadores estejam prontos para entrar em circulação ainda será preciso ter uma regulamentação que autorize o seu funcionamento nas cidades.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *