Adicionais que você pode oferecer em sua loja de dropshipping no checkout

As condições atuais geram muitas dúvidas em relação ao futuro. Até quando haverá medidas de isolamento social? Quando a vida retornará ao ritmo normal? São perguntas cujas respostas serão obtidas somente com o tempo. Ninguém pode cravar certezas em um período cheio de incertezas.

Adicionais que você pode oferecer em sua loja de dropshipping no checkout

Imagem: Pixabay

Em tempos de crise, muitos aspirantes a empreendedor querem abrir um negócio próprio, talvez como uma alternativa de obter renda. Contudo, esta empreitada é desafiadora, ainda mais agora, sendo difícil cravar algo otimista dentro de uma realidade negativa. Será que vale a pena investir tempo, esforço e dinheiro para começar uma empresa?

Uma das alternativas mais baratas, seguras e rentáveis é abrir um e-commerce com o dropshipping. Este artigo vai explicar como funciona este modelo de negócios e mostrar ferramentas adicionais para oferecer no checkout.

O que é dropshipping?

Dropshipping simplesmente é uma loja virtual que trabalha sem estoque. Sim, não há produtos armazenados à espera de um comprador para ser despachado. Veja na imagem abaixo a jornada de compra do cliente e envio da mercadoria.

dropshipping

Imagem: Pixabay

A figura é auto explicativa. Nela você percebe que o lojista não é obrigado a ter o produto em mãos para vendê-lo.

Existe uma infinidade de fornecedores internacionais e nacionais que trabalham exclusivamente com este modelo de negócios e estão interessados em firmar parcerias de dropshipping com e-commerce comprometidos. Mesmo que você esteja começando seu negócio do zero, é possível sim aderir a este método.

Qual é a importância do checkout nas conversões?

O checkout é o momento final da compra. Nesta parte, são inseridas as informações pessoais, residenciais e financeiras do comprador, a fim de que a compra seja processada, aprovada e o produto tendo como destino o endereço de entrega.

O checkout é a parte mais importante do e-commerce. Ele é essencial para gerar receitas e fechar vendas. Por isso, a configuração deve ser feita da forma certa para transmitir confiança e credibilidade ao cliente, a fim de que ele não desista de comprar por não se sentir seguro de compartilhar dados como CPF, endereço e cartão de crédito.

Em vista da grande quantidade de golpes e fraudes na Internet, a desconfiança reina sobre a confiança. O cliente sempre vai procurar por motivos que atestam a credibilidade do seu negócio. Desta maneira, um bom checkout necessariamente precisa aderir às seguintes características:

  • Não redirecionar para uma página externa: imagine você comprando em um site, e na hora de pagar, você é enviado para um outro domínio. Isso traz sentimentos de desconfiança. O ideal é ter um checkout anexado em uma página interna do mesmo endereço da loja virtual
  • Visual e elegância: todos julgam pela capa, ainda mais no mundo virtual. Assim, se o checkout for visualmente desagradável e difícil de ler e preencher os dados, menos vendas serão feitas. É importante também ter um layout que se encaixa perfeitamente em diferentes resoluções de tela, para atender tanto aos usuários de computadores como de celulares.
  • Selo de segurança: um checkout com o selo de segurança logo abaixo dele mostra que os dados pessoais e financeiros estão protegidos por criptografia.

No mundo do e-commerce, várias empresas estão otimizando o checkout para um modelo conhecido como checkout transparente.

Adicionais que fazem a diferença no checkout

Em vista da necessidade de converter em vendas o máximo de clientes que chegam ao checkout, é bom você ser generoso e oferecer pequenos “agrados”. Veja alguns exemplos.

Adicionais que você pode oferecer em sua loja de dropshipping no checkout

Imagem: Pixabay

Frete grátis e cupom de desconto

Um dos obstáculos de quem compra na Internet é não saber o custo do frete no momento em que está escolhendo o item. Geralmente, o preço é apenas mostrado no checkout, quando o CEP é digitado. Esse é o motivo principal das pessoas abandonarem a compra nesse estágio.

Portanto, se você der o frete gratuitamente, o grau de desejo de adquirir o produto vai ser o mesmo do momento da escolha do produto. O ânimo não murchará e provavelmente o cliente seguirá adiante para finalizar o pedido, com um grande sorriso no rosto.

Outra alternativa é oferecer cupons promocionais que garantem descontos no item.

Upsell

Esta é uma estratégia que favorece mais o lojista do que o comprador. Ela é interessante para aumentar o ticket médio, ou seja, o valor médio das compras que são feitas no site.

O upsell consiste em oferecer um outro produto após a compra principal. Quando um internauta finaliza o checkout e gasta, por exemplo, R$200, o lojista pode oferecer um produto complementar, de R$25. Na cabeça dele, 25 reais é algo muito barato, pois ele acabou de pagar 200. Assim, com apenas 1 clique do mouse, o segundo item é adicionado e o pagamento é finalizado.

No e-commerce, vender isoladamente produtos com preço baixo não é vantajoso economicamente pois o custo do frete, se for pago pelo cliente, pode chegar bem próximo ao preço do produto. E se você oferecer a entrega grátis, a margem de lucro será muito baixa.

Destarte, é mais válido encaixar itens baratos como upsell junto a um produto mais caro.

Garantia estendida

A garantia estendida nada mais é do que um seguro contra defeitos do produto. Ela cobre os prejuízos de eventuais falhas e o cliente tem o direito de receber um item novo nestas situações. Esse benefício mostra que a responsabilidade sob o risco de uma mercadoria com defeito de fábrica ou que sofreu danos no transporte é totalmente do lojista.

Entretanto, a garantia estendida é válida somente em um nicho específico de produtos: eletrônicos e eletrodomésticos. Produtos com preços menores do que R$500 e que deterioram com o uso, como roupas e calçados, não serão atrativos para esta condição.

Semelhança entre seguros e dropshipping

Imagem; Getty Images

Você provavelmente conhece uma empresa de seguros. A função do seguro é ser um amenizador de prejuízos.

Todos que pagam algum seguro esperam nunca o utilizar. Afinal, ninguém em sã consciência deseja bater o carro, ter a casa assaltada ou ficar doente. Entretanto, como a vida possui os próprios percalços, pode ser que alguma situação assim aconteça conosco. Nada melhor do que ter os prejuízos amenizados por acionar a seguradora.

A Smartia é uma insurtech que tem parceria com corretores de seguros online com 10 anos de experiência no mercado e alto índice de satisfação dos clientes. Ela oferece diversas categorias para você, sua família e empresa. Visite o site oficial e conheça os pacotes e faça uma simulação de valores 100% gratuita.

Semelhante a esta analogia, pode-se afirmar que o dropshipping é um seguro contra a falência de negócios. Em 2020, muitos comerciantes fecharam as portas por causa da ausência de vendas. Em contrapartida, neste mesmo ano, o comércio eletrônico teve o maior crescimento da década.

Quem vende por ponto físico é recomendado começar a vender online o quanto antes. E quem deseja abrir uma loja do zero, sugere-se iniciar pelo mundo virtual e depois, se desejar, migrar para uma loja física.

Você mesmo pode dizer qual modelo é mais vantajoso. Arcar com despesas de aluguel, funcionário e estoque, ou trabalhar de casa e gastar somente quando uma venda é concretizada?

Conclusão 

Este artigo apresentou o dropshipping como um modelo de negócios muito rentável, seguro e barato para ser implementado. Também foi demonstrada a importância de dar atenção ao checkout para otimizar a conversão em vendas das lojas virtuais.

O mundo moderno e desenvolvido da tecnologia em 2021 possibilita correr menos riscos na saúde, família ou negócios. Seja com uma corretora de seguros ou dropshipping, as soluções para os grandes obstáculos que a vida apresenta não necessariamente precisam ser custosas e difíceis.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *