7 motivos para repensar a cobertura do seu seguro de carro para 2018

Comece o ano bem e repense a cobertura do seu seguro de carro para 2018. Veja as dicas que separamos para você proteger seu carro e começar o ano com as rodas da frente.

Já não é mais novidade que ter um seguro de carro pode fazer toda a diferença, até porque ele traz muito mais tranquilidade para os segurados.

Só que o problema é que tem gente que já está tão acostumado com o seguro que possui que na hora de renovar nem pensa, apenas fala para o corretor manter tudo o que já se possui.

Mas, a verdade é que com o passar do tempo as necessidades mudam, no futuro teremos carros autônomos e o seguro deve ser completamente diferente.

Mas, enquanto não chegamos nessa Era, temos que pensar no presente e a grande dúvida é: você sabe o que seu seguro te oferece e se as coberturas são realmente necessárias?

Se respondeu não a essa pergunta ou se falou mais ou menos, então você tem motivos para repensar a cobertura do seu seguro de carro para 2018.

7 motivos para repensar a cobertura do seu seguro de carro para 2018

Quais coberturas escolher para contratar o seguro de carro para 2018

  1. Analise o seu seguro auto popular

Se pretendia economizar no seguro de carro para 2018 no veículo usado e contratou o seguro auto popular, essa pode ter parecido a melhor opção no momento.

Porém, se for analisar bem, ela não oferece todas as coberturas que um seguro tradicional e, mesmo tendo uma redução de valores que pode chegar a 40%, nem sempre tem o melhor custo-benefício.

As coberturas são muito mais restritas e, em alguns casos, não há cobertura para colisão parcial ou, se tiver, o valor da franquia é muito mais alta que um seguro tradicional.

Outro fato que deve te fazer repensar sobre a cobertura do seguro de carro popular é o valor de indenização em caso de perda total, roubo ou furto. No geral, o pagamento corresponde de 80% a 90% da tabela FIPE, abaixo do praticado pelo mercado.

  1. Não espere precisar da cobertura

Economia é o que normalmente norteia a aquisição de serviços, porém, você pode estar economizando em algo que precisará no futuro.

Se reduziu ao mínimo as coberturas contratadas, já pensou que pode ter deixado alguma essencial de fora?

Vamos supor que não inclui a cobertura contra terceiros e você foi responsável por um acidente de trânsito. Logo terá de pagar o reparo do outro veículo. Mas se não tem seguro para isso, sairá do seu bolso.

Analise todas as situações e veja nas quais pode se envolver e não espere precisar da cobertura para descobrir a sua importância.

  1. As seguradoras se transformam

Surgem novas seguradoras e as antigas precisam se atualizam com as novas necessidades de demanda.

Quando for renovar o seu seguro, analise as opções disponíveis no mercado e veja quais as coberturas que cada uma oferece e a que custo.

Será mesmo que a sua está sendo a mais interessante nesse ponto?

  1. A economia é grande

Um exemplo simples é a cobertura para vidros. Ela costuma ter um valor bastante baixo no seguro e não interfere tanto no preço final.

Mas, para economizar alguns reais, deixa de contratar e se o seu vidro quebrar o valor do conserto será muito maior.

Repense em todas as coberturas extras que são oferecidas e compare o valor cobrado por elas e um reparo pago do próprio bolso. Será que a economia vai valer tão a pena?

Além disso, algumas seguradoras vendem produtos junto e oferecem descontos, como um seguro auto com seguro residencial.

Se for comprar os dois separadamente, pode ficar bem mais caro, então veja com o seu corretor a economia que pode fazer adquirindo eles juntos.

  1. Às vezes você está pagando mais do que o necessário

Não basta apenas ver se a economia que conseguiu combinando serviços é grande, mas se não está pagando caro.

As coberturas que possui são todas necessárias? Se tiver alguma que não será utilizada vale a pena rever a apólice e retirá-la para não pagar por ela.

Além disso, veja se os valores estão condizentes com os praticados no mercado.

  1. As necessidades mudam com o tempo

Aquela velha história: “contratou os seguro há muito tempo e acha que continua a fazer um bom negócio”.

Só que as suas necessidades mudam. Se antes precisava levar os filhos para a escola, agora não tem mais essa necessidade, pois eles já vão sozinhos ou até já saíram dela.

Antes você não tinha tempo para viajar, agora consegue todo final de semana esticar até a praia.

A sua rotina muda e as necessidades, também. Pense que antes você tinha um seguro com guincho limitado a 100 km, mas viajando com frequência isso não vai atender as suas novas necessidades.

Além das suas necessidades, existem também as do mercado e não é raro que surjam novas coberturas que podem lhe ser bem atrativas.

  1. Pode ser que algum benefício esteja sem uso

Além das coberturas tradicionais, as seguradoras oferecem programas de benefícios. Esses são válidos para o dia a dia o disponibilizam descontos e outros.

Se você tem acesso a eles, não deixe de usar. Ao parar o seu carro no estacionamento pode estar pagando o valor integral sendo que teria um desconto de 15%.

Veja quais são as coberturas de que têm direito, verifique as regras da Susep sobre o assunto, mas não deixe de se atentar e usar todos os outros benefícios oferecidos pelo seguro auto.

E então, você avaliou tudo isso? Está em dúvida se o seu seguro de carro para 2018 é o ideal? Então aproveite para enviar sua cotação para a Smartia que nós selecionamos o melhor seguro, conforme suas necessidades.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *