Quando o descontrole ao volante vira violência no trânsito

dv1667020

Se irritar no trânsito passou a ser algo comum entre os brasileiros. Muitos não respeitam a sinalização e outros desrespeitam os motoristas dos demais veículos na rua. O fato de ter mais carros do que as rodovias conseguem suportar faz com que engarrafamentos quilométricos se formem, deixando os motoristas ainda mais estressados. Sempre há um conjunto de fatores para aumentar o nervosismo durante o transito. O problema é que isso pode acabar gerando violência.

Muitas vezes, desentendimentos entre motoristas começam apenas no bate boca e depois terminam em violência física, como brigas e até mortes.   De acordo com o DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito), cerca de 2 milhões de pessoas morrem por ano, por causa de violência no trânsito. É um caso muito sério e que precisa de atenção, tanto das leis de transito como também do motorista.

É preciso manter a calma e não perder a cabeça em casos de pequenas batidas, por exemplo.  A desatenção e falta de respeito são grandes influenciadores para os primeiros atos de violência. Um motorista quer colocar a culpa no outro e assim surgem as maiores brigas no trânsito. É preciso respirar fundo e manter a calma para que nada saia do controle.

Depois de manter a calma, o mais importante nessa situação é ter um seguro de carro.  O seguro cobrirá qualquer dano causado ao carro do outro e ao seu também, caso o outro motorista não tenha seguro.  Quando você se mostra tranquilo diante da situação, mostrando que tudo vai se resolver, a outra pessoa também dente a baixar a guarda. Mas se a situação sair do controle e você se sentir ameaçado, acione a polícia de forma discreta ou peça ajuda para alguém.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *