Quais são as maiores causas de acidentes de trânsito?

Os acidentes de trânsito, na maioria das vezes, são causados por falta de atenção dos motoristas. Entre as principais causas está a imprudência, como dirigir em alta velocidade, alcoolizado ou falando no celular. O problema é que geralmente uma imprudência vem junto com a outra. Por exemplo, quem dirige alcoolizado, provavelmente estará dirigindo em alta velocidade e sem atenção. Quem está com celular, provavelmente não está prestando atenção em tudo que está acontecendo ao redor.

A velocidade pode ser um fator determinante para causar um acidente e até afetar outras pessoas que não estejam no carro.

Pedestres e outros veículos que não estão envolvidos podem acabar se comprometendo pela imprudência do motorista que está em alta velocidade.

De acordo com uma pesquisa do Departamento de transporte britânico, quando ocorre uma colisão com o carro acima de 64km/h, 85% das pessoas que estão no carro morrem e os 15% restantes sofrem algum tipo de lesão.

Quando um carro acima da velocidade permitida bate em um obstáculo, ocorrem, três colisões ao mesmo tempo: a do carro em si, dos passageiros com o interior do carro e dos órgãos internos dos passageiros contra o corpo. Por isso, quanto mais alta for a velocidade, maior o impacto.

Outros fatores que também são grandes causadores de acidente são: tempo, como chuva e neblina ou pista defeituosa.

Como esses fatores não dependem totalmente do motorista, todo cuidado é pouco. Quando estiver chovendo muito, diminua a velocidade, acenda os faróis e sempre faça a redução das marchas enquanto diminui a velocidade do carro.

Quais são as maiores causas de acidentes de trânsito?

Fator humano é o principal responsável pelas causas de acidentes de trânsito

Quando se para a fim de identificar o que ocasionou um acidentes de trânsito, em 90% dos casos a culpa é de falha humana.

Esse percentual pode parecer bastante elevado, mas, representa a realidade. Por exemplo, quando um carro está em alta velocidade a culpa é do motorista.

Se a manutenção não foi realizada, então o condutor está errada. E até mesmo quando a sinalização é desrespeitada quem está no volante é que infringiu alguma regra.

Portanto, uma boa parte do acidentes poderiam ser reduzidos com a conscientização das pessoas.

É claro que quando se fala em estudo de trânsito existe um tripé que é responsável pelas causas de acidentes de trânsito: motoristas, automóveis e vias.

Essa última no Brasil é uma grande preocupação, pois, segundo um levantamento da Pesquisa CNT de Rodovias 2018, as vias não estão em boas condições na maioria dos lugares.

No levantamento o aspecto mais preocupante foi o de geometria da via, isso porque 47,1% dos trechos pesquisados receberam a avaliação péssimo ou ruim.

As principais causas de acidentes de trânsito

Apesar de três fatores influenciarem os acidentes, as causas são bastante variáveis. Conheça quais são as principais segundo o Atlas da acidentalidade no transporte Brasileiro 2017.

Posição Causas Números de acidentes
1 Falta de atenção 42461
2 Não guardar distância de segurança 8130
3 Velocidade incompatível 6024
4 Defeito mecânico em veículo 5403
5 Animais na Pista 4203
6 Desobediência à sinalização 4055
7 Dormindo 3367
8 Ingestão de álcool 3130
9 Ultrapassagem indevida 2841
10 Defeito na via 2349

O primeiro deles está relacionado a fatores que podem distrair a atenção como o uso de celular, mexer no rádio e outros e corresponde a mais da metade dos casos.

Os demais, na maioria das vezes estão relacionados a impudência no trânsito, com excesso de animais na via e defeito na via, que em alguns casos não pode ser controlado.

Como combater as principais causas de acidentes no trânsito

Para tentar amenizar o problema é preciso que os motoristas se concretizem sobre os perigos nas vias. Veja algumas formas de combater o problema.

Falta de atenção – Quando estiver dirigindo não se deve fazer uso do celular e nem manusear qualquer objeto. Se form necessário a utilização desses é recomendado que se pare em um local seguro.

Não guardar distância de segurança – Essa é uma regra todos conhecem, não se deve andar grudado no veículo da frente, pois, ele pode frear repentinamente e não terá tempo de frear. Sempre mantenha uma distância seguro, principalmente se observar alguma imprudência.

Velocidade incompatível – Sempre respeite a sinalização de velocidade, isso faz com que trefegue em segurança pela via e ainda pode poupar multas.

Defeito mecânico em veículo – A revisão do carro deve ser feita conforme a orientação do fabricante para que não se tenha problemas quando está no meio da via. Não deixe para visitar o mecânico apenas quando o carro der problema.

Animais na Pista – Em locais que existe o risco de animais na pista lembre-se de reduzir a velocidade e redobrar a atenção. Durante a noite sempre tenha os faróis ligados.

Desobediência à sinalização – Respeite a sinalização de velocidade, ultrapassagem pare e outras. Todas elas foram colocadas pela engenharia de tráfego para preservar vidas.

Dormindo – Se estiver cansado não pegue ao volante. É indicado tirar um cochilo e se recuperar para depois seguir viagem. Se estiver dirigindo encoste em lugar seguro para relaxar.

Ingestão de álcool – Álcool e bebida não combinas, por isso, mesmo que tenha ingerido apenas um copo não deve dirigir. O mesmo é válido para medicamento e outras substâncias que possam alterar a percepção da realidade.

Ultrapassagem indevida – Não tente ultrapassar os veículos em locais proibidos, prefira reduzir a velocidade e fazer isso onde houver sinalização autorizando.

Defeito na via – As vias não estão em boa conservação, por isso, sempre se deve estar atenção as condições da pista e não andar em velocidade elevada.

Depois de conhecer quais são as maiores causas de acidentes de trânsito e como preveni-las, poderá andar com mais segurança.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *