Documentação do carro vencida: como colocar tudo em dia?

| Autor: Jeniffer Elaina

Com o corre-corre do dia, muitos motoristas esquecem de acompanhar a validade de documentos obrigatórios para dirigir seu automóvel. Entretanto, é preciso estar atento a estas datas. Afinal, ao enfrentar uma fiscalização na cidade ou nas estradas, a falta de cuidado com a regulamentação obrigatória pode sair cara.

Colocar a documentação do veículo em dia, com certeza, é mais trabalhoso do que renovar os documentos nas datas corretas.

Ainda assim, o processo não é complicado, e só vai demandar certo tempo do condutor. De qualquer forma, é fundamental ter atenção ao necessário, pois a falta de documentos pode acarretar multas, perda de pontos na CNH e até na apreensão do veículo.

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) determina que qualquer motorista  ao volante deve sempre ter, em mãos, a sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou a PPD (Permissão para Dirigir).

A PPD nada mais é do que a “Permissão para Dirigir”. Ou seja, o primeiro documento de habilitação do condutor. Em todo o País, ela tem validade de um ano.

Não confunda a renovação da CNH com a solicitação de CNH definitiva (para jovens motoristas), ou com o pedido da segunda via da carteira em casos de documento perdido ou extraviado. Nestes casos, o motorista precisa seguir procedimentos diferentes.

Também é importante que o usuário sempre apresente o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo). Nenhuma cópia é aceita: os documentos precisam ser originais!

Se você é motorista, dê grande atenção aos documentos.. Assim, você evitará problemas com documentação do carro vencida na hora de encarar a fiscalização.

Documentação do carro vencida: como colocar tudo em dia?

Como colocar a documentação do veículo em dia?

Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Quando a CNH de um motorista vence, uma nova via precisa ser emitida. Se você não sabe qual a data de validade do seu documento, vale verificá-la. A informação aparece na parte inferior da carteira.

Assim como listado  no Código Brasileiro de Trânsito, é considerada infração gravíssima dirigir um veículo com a carteira vencida há mais de 30 dias.

Nestes casos, além de multa e recolhimento da carteira, o automóvel pode ser apreendido. O veículo só é liberado com a apresentação de um condutor habilitado para a direção. A documentação do carro também precisa estar em dia.

Para evitar tantos problemas, o motorista pode pedir a renovação da CNH quando faltarem 30 dias ou menos para o documento vencer.

Antes deste prazo, a renovação só é possível em casos excepcionais. Um exemplo é a comprovação de uma viagem programada do motorista para um trabalho no exterior.

Mesmo quando estas exceções ocorrem, o condutor deve apresentar documentos que comprovem sua necessidade de antecipar o prazo.

O agendamento do serviço e a entrega de documentos solicitados para a renovação da CNH podem ser feitos em uma unidade do Detran.

Alguns estados também possuem serviços que permitem esse agendamento, como o Poupatempo, de São Paulo.

A renovação só pode ser feita no Poupatempo e em órgãos semelhantes se a carteira for do mesmo Estado que a unidade procurada. Do contrário, será necessário buscar o Detran diretamente.

No portal online do Detran de cada Estado, é possível realizar o agendamento e verificar cada etapa necessária para a renovação do documento.

É solicitada a realização de exame médico e, algumas vezes, do teste psicotécnico e exame toxicológico (para os motoristas das categorias de veículo C, D e E).

Algumas destas etapas são gratuitas, mas outras são cobradas. Por isso, pesquise o que será necessário ao seu caso e programe as suas finanças.

Hoje também já é possível utilizar a versão digital da carteira de habilitação. Para obtê-la, o usuário precisa fazer a sua renovação normalmente.

Depois, basta fazer o download do aplicativo do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) no smartphone.

CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo)

O CRLV é o documento que garante a permissão para o livre tráfego do veículo. Ele é emitido por cada Estado brasileiro, por meio do seu respectivo Detran.

De qualquer forma, a cédula segue um padrão comum e o documento vale em todo o País.

É fundamental saber o valor e a validade do licenciamento do veículo para não atrasar o pagamento. Caso isso ocorra, o automóvel ficará em situação irregular.

É preciso destacar que o Certificado de Registro, também conhecido como licenciamento do veículo, só é liberado após o pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Caso não pague o imposto, então, o motorista ficará sem o documento obrigatório.

Além disso, o não pagamento do IPVA gera o risco de apreensão do carro em um blitz. Então, será preciso quitar os valores, mais juros e multa, para a liberação do veículo.

Para obter o CRLV, o consumidor deve fazer o pagamento anual da sua taxa de renovação. Neste caso, basta utilizar o número do Renavam do veículo, e fazer o pagamento em agências bancárias, caixas eletrônicos ou pela Internet.

Todo banco possui essa opção entre seus serviços. O Renavam pode ser consultado no site do Detran do seu estado. Como exemplo, confira mais informações no Detran-SP e Detran-RJ.

Assim que regularizado, o documento também pode ser acessado pelo mesmo aplicativo já citado do Serpro. Caso deseje utilizá-lo, acesse a sua loja de aplicativos no smartphone e procure pelo app “Carteira Digital de Trânsito”.

CRV (Certificado de Registro do Veículo)

É importante não confundir o CRLV com o CRV (Certificado de Registro do Veículo). Esse segundo lista todas as características do automóvel, como a sua cor, placa e chassi.

O documento é emitido após o pagamento de uma taxa única, e só precisa ser atualizado em caso de mudanças na aparência do veículo.

Diferente das outras documentações citadas, o CRV deve ficar guardado em casa, em um lugar seguro. Ele não possui data de validade.

Agora você já sabe como arrumar documentação de veículo e colocá-la em dia. Evite andar com os documentos vencidos, pois eles poderão causar uma série de problemas.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *