Calibragem e alinhamento podem evitar gastos com gasolina e pneus

Calibragem e alinhamento podem evitar gastos com gasolina e pneus

Por diferentes razões, os veículos são levados às oficinas e têm a necessidade de calibrar e de alinhar sua direção e pneus, pode ser por conta de trepidações recorrentes, mudanças de trajetória ao trafegar, diferença na condução depois do reparo ou da substituição de peças da suspensão e da direção, por conta de impacto anterior, entre outras causas relatadas pelos motoristas. O que muitas vezes são esquecidas são as vantagens da manutenção de uma calibragem e alinhamento de seu veículo.

Entre as principais maneiras de se economizar combustível no longo prazo, por exemplo, estão a constância de se fazer o alinhamento do veículo e de calibrar corretamente os pneus de 10 mil em 10 mil quilômetros. As duas medidas garantem uma economia de até 10 por cento no combustível em cada tanque cheio.

Um dos primeiros sinais de que há necessidade de se refazer o alinhamento da direção é quando volante está torto, apresentando vibração, inclusive em baixa velocidade; já na estrada, o veículo fica instável e a direção quer se mexer sozinha, pedindo também o balanceamento das rodas. Já no caso da necessidade de calibragem dos pneus, ela é perceptível quando o carro pende para um lado, precisando que você sempre fique corrigindo a trajetória, nesses casos, a estabilidade do veículo piora quando se anda acima de 60 km por hora, com pneus vazios nas curvas, então, o carro se esforça e a gasolina é consumida exageradamente. O mesmo ocorre com uma calibragem irregular, acima do ideal, os pneus se desgastam e forçam o funcionamento do motor e do consumo de combustível da mesma maneira. Para tanto, a criação de uma rotina é essencial, a de calibrar os  pneus a cada uma ou duas vezes que for ao posto abastecer o tanque do carro.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *