Bateram no meu carro e fugiram. O que fazer?

| Autor: Jeniffer Elaina

“Bateram no meu carro e fugiram. O que faço?”. Muitas pessoas já devem ter tido essa dúvida e, como momentos deste tipo são de tensão, o ideal é saber logo o que deve ser feito. Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto.

São muito comuns casos em que o infrator bate no carro de alguém e foge.

Assim como as situações em que o motorista culpado diz que não é necessário chamar a polícia, pois seu seguro resolverá a situação — e logo depois some, sem dar satisfações.

Outro cenário comum é o que o conduto não tem ideia de quem ocasionou os danos. Em todas essas situações, o dono do carro danificado precisa arcar sozinho com os prejuízos se não possuir seguro.

Várias das fugas após colisões acontecem porque os culpados não desejam arcar com o prejuízo do acidente. Especialmente porque, provavelmente teriam que tirar valores do próprio bolso.

Afinal, a cobertura de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos é contratada por apenas 20% dos segurados no Brasil.

Também chamada de cobertura para terceiros, a RCF-V é a cobertura que garante o reparo, pela seguradora do culpado, do veículo do outro envolvido no acidente.

Ela é uma das coberturas opcionais que todo motorista pode contratar em seu seguro de veículo.

Para definir as melhores proteções, é sempre importante que o usuário conte com a ajuda de um corretor.

Bateram no meu carro e fugiram. O que fazer?

Bateu e fugiu: o que fazer se bateram no meu carro e fugiram?

O ideal é que, logo após a batida, todos os motoristas envolvidos saiam de seus veículos e conversem tranquilamente.

Ligue para seu seguro ou peça para que o outro motorista envolvido acione o seguro dele, caso seja ele o culpado. Apenas assim ficará claro quem deve pagar pelo prejuízo, de acordo com as leis de trânsito.

Já quando batem no carro e fogem, é bem provável que o motorista sinta um enorme desespero. Isso porque, mais do que o choque, surge a enorme preocupação com o prejuízo.

“Bater e correr” é uma infração legal prevista no Código de Trânsito Brasileiro. Ela acontece quando o motorista que provoca um acidente (seja com outra pessoa, veículo ou peça de propriedade) não permanece no local do acontecimento.

É fundamental que o motorista, causador ou não de um acidente, permaneça no local de colisão, para fins de identificação e resolução do problema.

Quando não o faz, o condutor pode ser processado por danos morais, materiais, perder o direito de dirigir e, caso haja vítimas, enfrentar processo em escala criminal.

Nessa situação, para garantir que você não foi o culpado pelos danos causados, o ideal é fotografar os danos e registrar um boletim de ocorrência, deixando claro detalhes do ocorrido.

Se der tempo de anotar a placa do carro e o modelo do veículo, isso pode facilitar o trabalho da polícia. Tente tirar fotos ou conseguir testemunhas que tenham presenciado o acidente.

Anote os dados e telefone dessas testemunhas, caso seja preciso falar com elas depois.

Alguém bateu no meu carro e fugiu, mas tenho seguro. O que faço?

O ideal é que o condutor responsável pelo acidente sempre pague pelos prejuízos. Mas, se você possui um seguro de carro e o outro motorista colidiu com o veículo e fugiu, você terá o direito de acionar a sua própria seguradora.

Porém, é necessário atender a algumas exigências. Como estar com a sua situação regular na seguradora, e também registrar Boletim de Ocorrência do acontecido.

O acionamento da própria seguradora pode evitar o desgaste de continuar com um carro colidido enquanto a polícia busca pelo responsável pela colisão.

Caso tenha como provar que não foi o causador do acidente, o consumidor não precisa pagar a franquia do seguro.

Por outro lado, se não houver essa possibilidade de comprovação, inclusive pela falta de testemunhas, será preciso que você arque com o valor da franquia para que o seguro realize o reparo.

A franquia de um seguro auto é o custo de responsabilidade do consumidor para o conserto do veículo. Ela é cobrada na maioria das situações de perda parcial.

Por exemplo: se o seu seguro tiver franquia de R$ 1 mil, e seu conserto tiver custo de R$ 3 mil, você quitará R$ 1 mil à oficina. A seguradora será a responsável pelos R$ 2 mil restantes.

Em casos de perda total, é mais comum que a seguradora do seu veículo assuma o prejuízo. O dano total acontece quando os custos para o conserto do carro seriam maiores do que 75% do valor do veículo.

Nessa situação, o consumidor recebe indenização para a compra de um novo bem.

Outros cuidados para colisões com fuga

Além dos cuidados já citados, como de registro do BO e coleta de testemunhas, é importante que, em caso de colisões com fuga, você esteja atento a outros cuidados. A seguir, listamos tudo que você deve fazer após um acidente.

Mantenha a pista liberada e/ou sinalizada

Se depois da colisão seu veículo ainda estiver em condições de andar, retire-o da pista e o encoste em um local seguro.

Se o veículo não estiver em condições de andar, chame um guincho. Caso o automóvel seja mantido no mesmo lugar, será preciso que você sinalize a área com o triângulo, conforme a legislação de trânsito.

Só acione a polícia se houver vítimas

Não adianta ligar para a polícia se não houver vítimas do acidente. Isso porque, nenhuma viatura aparecerá no local. Em cenários desse tipo, para o registro do boletim de ocorrência, encaminhe-se para uma delegacia próxima.

Caso haja vítimas no acidente, é importante não movimentá-las, e também não mover o carro. Essas medidas só são indicadas quando há risco de incêndio ou explosão do carro.

Do contrário, contate o SAMU ou o Corpo de Bombeiros, e aguarde o seu atendimento.

Não se esqueça de anotar tudo

Cada detalhe é importante e pode ser útil na hora de provar que você não foi o culpado pelo acidente. Então, tome nota do máximo possível de informações.

A placa, cor e modelo do outro veículo; a localização e hora do acidente; as informações de contato de testemunhas e o que mais se mostrar necessário.

Infelizmente, o “bater e correr” ainda é ocorrência muito comum nas cidades brasileiras. Por isso, sempre esteja atento ao seu redor, fazendo o máximo para evitar colisões.

Lembre-se, ainda, de contratar um seguro auto completo. Dessa forma, você não ficará completamente desassistido.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

11 Comentários

  • Joyce says:

    Olá,

    Bateram no meu carro e fugiram. Anotei a placa e já registrei um boletim de ocorrência. O que devo fazer agora, já que eu não tenho qualquer informação sobre o proprietário do veículo. Como irei chegar até ele?

    Obrigada

    • Sanaira Silveira says:

      Boa tarde Joyce,

      Obrigada por comentar em nosso site,
      Para sinistros, entre em contato com a seguradora responsável.

      Caso você tenha interesse em fazer uma cotação ou renovação de seguro, preencha o formulário em nossa página clicando no link http://vemm.go2cloud.org/SHEv para que um corretor parceiro entre em contato com você.

      Atenciosamente.

  • Manoel Vieira da Silva Vieira says:

    Bom dia,

    Gostei muito das informações concedidas sobre as colisões. Foi muito útil e de uma valia muito boa.

    Grato.

  • João Artur says:

    Boa noite,

    Um rapaz sem CNH colidiu no meu carro, ele desceu do carro conversamos, tirei foto do documento do carro, foto do elemento no volante e foto da placa. Dei um segundo de bobeira e o mesmo acelerou e fugiu do local. Já fiz o B.O, queria saber como faço para acelerar o processo. Tem meios de eu abrir um processo em pequenas causas para cobrar do pai no menino? Pois o carro esta no nome do pai dele.

    Grato.

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia João,

      Obrigada pelo contato.
      Sugerimos que você entre em contato com um corretor de seguros para que possa auxilia-lo.

      Atenciosamente.

  • Sandra Esteves says:

    Bateram no meu carro e fugiram o que devo fazer agora?

    • Daniele Sampaio Guedes says:

      Olá,

      Você pode registrar um boletim de ocorrência com a placa do veículo, se não tiver pode tentar obter imagens de câmeras dos arredores, existe sites que ajudam nisso.

      Até mais.

  • Clarice says:

    Muito obrigada, Adriano! Seu comentário ajudou a me livrar de um grande problema. Obrigada por compartilhar!

  • Jaqueline Sanches says:

    Voltei ao site só para agradecer ao comentário do Adriano Sales. Ajudou a sanar um prejuízo de quase 3000 reais. Valeu amigo!

  • Adriano Sales says:

    3 DIAS ATRÁS BATERAM EM MEU CARRO E FUGIRAM, POR CONTA DE TODA ESSA BUROCRACIA ACHEI QUE NUNCA FOSSE ENCONTRAR O RESPONSÁVEL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *