Seguro auto pode ser feito com a documentação atrasada?

| Autor: Jeniffer Elaina

Seguro auto pode ser feito com a documentação atrasada? Tire suas dúvidas sobre a documentação do carro e o seguro e entenda se estar com o IPVA e licenciamento atrasados pode impactar no seu seguro de automóvel.

Para que a contratação do seguro auto seja feita é preciso que toda a documentação do veículo esteja em dia. As seguradoras costumam contar com um prazo de 15 dias corridos para analisar a proposta de solicitação de seguro, e podem recusar o risco, em alguns casos.

Seguro auto pode ser feito com a documentação atrasada?

Seguro auto pode ser feito com a documentação atrasada?

Os principais motivos que levam as empresas seguradoras a recusar o seguro são:

  1. Documentação irregular;
  2. Problemas na vistoria prévia: veículo não coincide com o da proposta de seguros, excesso de avarias, veículos modificados (rebaixados, tunados, etc.);
  3. Motoristas com histórico recorrente de sinistros;
  4. Inadimplência, já que as seguradoras fazem consulta ao Serasa.

Se a aceitação do risco do seguro for negada pela seguradora, o cliente é informado por telefone e e-mail. A partir da data da recusa, o contratante terá mais dois dias úteis de cobertura.

O ressarcimento dos valores pagos é feito em até 10 dias corridos a partir da data da recusa.  Mas as recusas por falta de pagamento e falta de vistoria prévia são automáticas e imediatas.

Ah, no caso de acidente envolvendo um condutor de veículo que não estava regularmente habilitado, não há pagamento de indenização de seguro.

Contudo, há carência de 30 dias para habilitações com prazo de validade vencidas. Ou seja, se o consumidor não tinha habilitação apenas porque a sua carteira venceu há menos de um mês, a indenização é paga.

Veja quais são as principais dúvidas sobre documentação e seguro veicular

Separamos algumas das principais dúvidas relacionadas à documentação e seguro veicular existentes atualmente. Acompanhe e entenda melhor sobre se o seguro auto pode ser feito com a documentação atrasada:

Posso fazer seguro com IPVA atrasado?

Sim, você pode fazer seguro com IPVA atrasado. Esse é um imposto sobre propriedade e o não pagamento dele não serve como impedimento para a contratação de um seguro veicular.

No entanto, é importante que ele esteja em dia, assim como todos os demais documentos do seu veículo.

E no caso de acontecer um sinistro e eu estiver com IPVA atrasado?

Nesses casos, a situação é mais delicada. É possível acontecer do cliente esquecer ou mesmo atrasar o pagamento do IPVA, e nesse período sofrer algum sinistro e precisar acionar o seguro do carro.

Quando isso acontece, normalmente as seguradoras promovem a indenização apenas depois que a situação do IPVA é regularizada.

Por isso, não deixe de pagar seu IPVA em dia. Apesar dessa inadimplência não causar problemas na contratação do seguro, ela pode promover dores de cabeça em caso de sinistros, especialmente quando houver perda total.

Um carro tem perda total em duas situações: quando é furtado ou roubado e não é recuperado; e quando o conserto dos seus danos tem custo superior a 75% do valor do auto.

Nestes casos, a seguradora faz a indenização integral do seguro. O valor, então, pode ser utilizado para a compra de um novo veículo.

Cada seguradora determina um montante específico de indenização, que fica listado na apólice do seguro. Caso, após o sinistro, o carro esteja com a documentação atrasada, a empresa precisa que os valores sejam quitados.

Inclusive do IPVA, licenciamento, DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e outros.

Dessa forma, a seguradora pode:

  • Pagar os valores devidos “pelo carro” e descontá-los do montante total da indenização;
  • Exigir que o consumidor quite os débitos, para só então liberar a indenização.

Essa condição de regularização prévia vale principalmente para os casos de perda total, mas também pode acontecer na indenização parcial.

Prazos para pagamento da indenização

Como o modo de fazer varia de empresa para empresa, é importante manter tudo em dia e ter atenção ao contrato. Imagine, por exemplo, que a seguradora peça ao consumidor para pagar os débitos.

Sem dinheiro, ele demora alguns meses para fazê-lo. Nesse cenário, a indenização também demorará meses para ser liberada.

Geralmente, uma seguradora tem até 30 dias para liberar a indenização. Este intervalo começa a ser contado a partir da entrega de todos os documentos básicos pelo consumidor.

Como exemplificado, o prazo pode ser suspenso na falta de documentos ou do pagamento dos impostos devidos. As regras são da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Também é preciso dizer que existem prazos máximos para pagamento da indenização. Para o segurado, esse intervalo é de até 01 ano.

Caso o processo não seja finalizado neste período, inclusive por falta de documentação, não há mais garantia de indenização.

O seguro cobre licenciamento atrasado?

Essa condição dependerá de cada seguradora. De maneira geral sim, o seguro cobre licenciamento atrasado. No entanto, em alguns casos a seguradora pode descontar o valor do licenciamento atrasado na apólice.

O licenciamento atrasado impede pagamento de seguro?

Não. Caso aconteça um sinistro com seu veículo, e você esteja com o licenciamento atrasado, não se preocupe: o licenciamento atrasado não impede pagamento de seguro.

Porém, como já explicado, é possível que a empresa desconte o valor do documento atrasado na indenização, ou simplesmente a faça apenas depois que a documentação for colocada em dia.

De qualquer forma, você não perde o direito a receber a indenização com o atraso do licenciamento.

E no caso de uma colisão de veículo com documento atrasado?

É possível que a sua seguradora se recuse a cobrir um sinistro como colisão de veículo com documento atrasado.

No entanto, esse é um direito seu, visto que a documentação do veículo é apenas uma situação cadastral junto ao DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), e não interfere no motivo e/ou efeito da colisão.

Ou seja, se respeitar as regras da apólice, e se colisão for uma das coberturas contratadas, o seguro cobre veículo com documento atrasado.

Caso a empresa se recuse a cobrir os danos, acione esse ressarcimento judicialmente, pois é seu direito!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

1 comentário

  • Marcos seguros says:

    otimo artigo, eu acho que para aqueles que têm o seguro DPVAT atrasado, a situação deve ser regularizada para que a cobertura possa funcionar corretamente, na minha opiniao.

    Além disso, também e importante ao ser um seguro obrigatório. Ao não poder efetuar o licenciamento, o motorista não poderá dirigir pelas ruas e estradas do Brasil. É por isso que o DPVAT deve ser pago com o menor atraso possível, pois é um dos papéis mais importantes para os automóveis poderem circular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *