Setor de seguros prevê futuro otimista diante da crise da Zona do Euro

12 de dezembro de 2011

Segundo Jorge Hilário Gouvêa Vieira, presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), o mercado de seguros deverá fechar 2011 com arrecadação de R$218,65 bilhões. O valor é 17,1% superior a marca registrada em 2010. O faturamento evoluiu de 5,17% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2010 para 5,4% em 2011. Mesmo diante da possibilidade de desaceleração, os dois dígitos de crescimento da receita devem se repetir em 2012, o que poderá avançar para R$246,86 bilhões, com evolução de 12,8%.

Ao apresentar o balanço, Jorge Hilário Gouvêa Vieira destacou o papel de investidor institucional do mercado segurador e sua contribuição para o desenvolvimento social e econômico do país. O presidente da CNseg falou ainda sobre o papel da crise da Zona Euro, dizendo que poderá provocar turbulências na economia. Porém, poderá abrir uma nova janela de oportunidades para as seguradoras brasileiras.

A matéria completa pode ser lida no site do Monitor Mercantil: Setor no Brasil está alheio à crise financeira da Zona do Euro (http://www.monitormercantil.com.br/mostranoticia.php)

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *