Setor de seguros prevê futuro otimista diante da crise da Zona do Euro

Segundo Jorge Hilário Gouvêa Vieira, presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), o mercado de seguros deverá fechar 2011 com arrecadação de R$218,65 bilhões. O valor é 17,1% superior a marca registrada em 2010. O faturamento evoluiu de 5,17% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2010 para 5,4% em 2011. Mesmo diante da possibilidade de desaceleração, os dois dígitos de crescimento da receita devem se repetir em 2012, o que poderá avançar para R$246,86 bilhões, com evolução de 12,8%.

Ao apresentar o balanço, Jorge Hilário Gouvêa Vieira destacou o papel de investidor institucional do mercado segurador e sua contribuição para o desenvolvimento social e econômico do país. O presidente da CNseg falou ainda sobre o papel da crise da Zona Euro, dizendo que poderá provocar turbulências na economia. Porém, poderá abrir uma nova janela de oportunidades para as seguradoras brasileiras.

A matéria completa pode ser lida no site do Monitor Mercantil: Setor no Brasil está alheio à crise financeira da Zona do Euro (http://www.monitormercantil.com.br/mostranoticia.php)

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *