Como são feitos os testes de segurança para carros?

boneco

Em todo o mundo, são feitos testes para avaliar como está a segurança automobilística de carros novos, antes que eles cheguem às concessionárias. Embora estes testes não tenham um padrão universal, servem como impulso e estímulo para fabricantes de veículos avançarem cada vez mais em seus padrões de qualidade, garantindo maior proteção para motoristas e passageiros.

No Brasil, testes de segurança são exigidos pelo governo federal para a homologação dos carros, permitindo sua venda no país. Entretanto, a legislação de segurança veicular do país é bastante frágil e desatualizada quando comparada a países mais desenvolvidos. Como indicativo favorável a esta situação, estima-se que ainda em 2015, o país tenha seu primeiro laboratório independente para realizar testes de colisão, localizado em Duque de Caxias (RJ), onde fica a sede do Inmetro.

Enquanto isso, atualmente, apenas duas montadoras realizam testes de segurança no país, mas em suas próprias dependências. As demais enviam os veículos para associações independentes no exterior, como a Latin NCAP, que desenvolve a avaliação na Alemanha, já que não há laboratórios independentes acreditados na América Latina.

Para a avaliação são feitos “crash tests” (teste de colisão), com “car crash dummies”, bonecos que imitam humanos dentro do carro na hora do acidente. Há dummies de tamanhos e classificações diferentes, que simulam adultos localizados nos bancos da frente e crianças, nos de trás, para avaliar a proteção de passageiro adulto e infantil.

O crash test de impacto frontal simula a colisão entre dois veículos (64kph/40mph), de massas similares. O veículo bate de frente, contra uma barreira deformável descentrada. No teste, 40% do veículo se choca contra esta barreira, o que simula uma situação comum em acidentes de carros. Durante esta simulação, com a ajuda dos dummies, é possível avaliar uma série de fatores através de medidores de aceleração, sensores de carga e sensores de movimento. Neste link você podel verificar a explicação dos testes.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*