Entenda de forma prática como o seu seguro é avaliado e precificado

Entenda de forma prática como o seu seguro é avaliado e precificado

Entre os critérios que fazem o seu seguro ser avaliado por um valor mais alto, destacam-se: segurados solteiros, uma vez que, conforme as estatísticas, são os que mais se envolvem em acidentes graves de trânsito; cobertura de carros popularmente mais visados pelos bandidos, como é o caso da marca Gol; carros desprotegidos sem alarmes, bloqueadores ou rastreadores; carros com suposto custo de reparo muito alto.

Já para carros importados, além desses aspectos, as seguradoras consideram o risco econômico de todo o processo, o que poderá tornar a apólice cada vez mais cara. Assim, em linhas gerais, três aspectos são levados em conta na hora de se avaliar o seguro de um carro: o perfil do motorista; o perfil do veículo e o risco econômico envolvido.

Já os valores da precificação do seguro do seu carro são influenciados pelos fatores de sinistralidade de cada região e pelas despesas administrativas e de comercialização de cada seguradora, por exemplo. No caso das despesas administrativas e de comercialização, elas se referem aos gastos de manutenção da própria empresa e que devem ser devidamente equilibradas entre as companhias, em favor de não haver despesas ou comissões exageradas a ponto de inviabilizar a contratação de um seguro por parte do cliente.

Além do mais, os dados do perfil que é traçado para o segurado e seu carro intervêm diretamente na hora de identificar maiores e menores riscos para a empresa, logo, precificando o seguro conforme esse levantamento feito do segurado. No caso dos sinistros, a exigência de que peças de qualidade e de alto valor sejam usadas na hora do reparo dos carros, é algo que influência na precificação dos automóveis.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*