Aprenda, de forma prática, o que são coberturas RFC e APP

Aprenda, de forma prática, o que são coberturas RFC e APP

Voltada para a cobertura de danos causados aos passageiros do veículo segurado, a cobertura de Acidentes Pessoais de Passageiros – a APP, garante o pagamento de indenizações por morte, invalidez permanente, seja total, seja parcial e de gastos médicas e hospitalares, advindos dos acidentes pessoais com os passageiros do carro.

Têm direito a essa indenização, previamente limitada ao valor contratado, todos aqueles cujo risco é coberto pelo seguro, sua garantia é atrelada ao conceito de acidente pessoal de passageiro, desde que tenha o evento com data caracterizada, exclusivo e externo, súbito, involuntário e violento, diretamente ocasionador de uma lesão física exclusiva do acidente de trânsito que envolva o veículo segurado, desencadeando morte ou invalidez permanente total ou parcial.

Dica: há algumas empresas seguradoras que entendem a cobertura das despesas médicas e hospitalares, como um seguro de segundo risco, ou seja, pagando  a parte da indenização apenas a que passar dos  limites estabelecidos pelo seguro obrigatório DPVAT.

A cobertura APP pobre o segurado desde o instante em que ele entra no veículo até a hora que sai. Para esse tipo de cobertura não protege: passageiros de veículos com menos de quatro rodas, como motocicletas e triciclos; que estejam a serviço de socorro médico; que são usados por corporações militares ou Corpo de Bombeiros e na utilização de transporte de presos.

Já no caso da cobertura do seguro de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos, o RCF, ele cobrirá danos materiais ou corporais involuntários causados a terceiros pelo veículo protegido. Reembolsando até o limite determinado na apólice, as indenizações cujo pagamento são do segurado, de natureza judicial ou extrajudicialmente, por conta de ter causado prejuízos pessoais ou materiais a terceiros, prevendo ainda o custeio de uma advogado e de prejuízos judiciais que vier a ter o segurado.

Dica: sua contração é opcional, seu caráter é complementar ao valor de eventual indenização paga pelo seguro obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres – o DPVAT, em caso de anos corporais causados a outrem. A contratação do RCF pode ser isolada ou em conjunto com as demais coberturas básicas e adicionais do veículo, sujeita à vistoria da seguradora, como valores dos sinistros e de suas indenizações previamente descritas na apólice, de acordo com a natureza dos danos materiais, corporais e morais causados. No caso de sua configuração como seguro adicional, o RCF cobre o dano moral e estético e extensão do perímetro do seguro para demais países da América do Sul.

Assim, no caso dos três seguros: o RCF; o APP e o DPVAT, eles se diferenciam pelos seguintes aspectos: ao passo que o DPVAT é obrigatório e garantir indenizações a todas as vítimas de acidente de trânsito causado por veículo automotor, em todo o território nacional, independentemente de culpa, ele não cobre danos materiais; já o RCF é um seguro opcional que reembolsa o segurado dos prejuízos materiais e corporais causados aos demais envolvidos e o APP, também opcional, indeniza os passageiros do acidente, em caso de lesões corporais ou de morte que vierem a ser sofridas.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*