Confira as três principais garantias do seguro em caso de sinistro

Conheça as três principais garantias do seguro auto em caso de sinistro

Nos jargões das seguradoras, o sinistro é referente a todo evento no qual o bem segurado sofre algum tipo de prejuízo ou de perda material, logo, trata-se da materialização do risco adquirido que causa perda monetária à empresa seguradora.

Suas categorias são a parcial e a integral para carros, por exemplo. Sendo que o primeiro se direciona às avarias que sofre um carro que podem ser resolvidas por um valor abaixo de 75 por cento da avaliação do carro e o segundo, é quando a natureza dos danos causados ao veículo é inviável financeiramente, cabendo à seguradora arcará com gastos superiores a 75 por cento do limite máximo de indenização, a quantia correspondente ao valor do veículo. No caso do sinistro parcial são comuns as colisões, alagamentos ou incêndios no veículo, em que se realiza um reparo no mesmo; já no sinistro integral, há o roubo, por exemplo, em que a seguradora indeniza o valor total do carro ao segurado, conforme os valores da tabela de mercado.

Todas as circunstâncias do sinistro são previstas no contrato assinado pelo segurado e pela seguradora, e incluem situações súbitas, involuntárias e inesperados de sinistro, com indenização a ser paga pela empresa seguradora. Entre as principais garantias dadas ao segurado em caso de sinistro, são obrigações da seguradora: a providência o quanto antes possível de todas as medidas de proteção do veículo que sofreu o sinistro, de modo que os prejuízos não aumentem mais; o aviso imediato às autoridades policiais, em caso de roubo ou de furto, seja total, seja parcial do veículo segurado; a comunicação da ocorrência do sinistro rapidamente à seguradora, de forma a relatar com minucias o acontecido; com dados de dia, hora, local exato e circunstância do acidente, bem como o nome, o endereço e a carteira de habilitação do condutor do veículo, dados das testemunhas, medidas sobre a ordem policial providenciadas na instância do ocorrido.

É ainda da alçada da seguradora em caso de sinistro de carros, não reparar os danos do carro sem a devida autorização do responsável; reportar indícios de fatos que possam ser caracterizados como risco de responsabilidade civil; mencionar toda informação referente ao acidente, caso tenha recebido e apenas concluir o acordo judicial com os envolvidos no sinistro com devida autorização da seguradora. Deverá ainda manter o carro em bom estado de conservação e de segurança; relatar à seguradora todo fato ou alteração que tenha afetado o veículo durante a vigência da apólice, inclusive contratação ou cancelamento de outro seguro do mesmo automóvel, a transferência de propriedade, mudança de endereço ou mudanças no carro.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*