Transporte clandestino e os perigos para quem o utiliza

Transporte clandestino e os perigos para quem o utiliza

O combate ao transporte clandestino nas rodovias nacionais tem sido prioritária para as agências de regulação, controle e fiscalização de serviços Públicos do país. Esse tipo de transporte, além de representar grande ameaça à vida de seus usuários, compreende uma série de veículos sem condições necessárias para trafegar ou mau estado de conservação e conta, muitas vezes, com motoristas que não são devidamente habilitados e qualificados para o exercício de sua função.

É sabido que a realização do transporte intermunicipal de passageiros deve conter veículos que pertençam às empresas concessionárias devidamente registradas nos órgãos responsáveis que, por sua vez, cuidam das vistorias frequentes exigidas pela lei. No caso do transporte clandestino, o cidadão que nele embarca não está assegurado da chegada tranquila ao seu destino, no caso, por exemplo, de haver alguma falha mecânica ou acidente com o veículo clandestino, o passageiro não poderá ter a devida assistência necessária em sua viagem.

Grande parte dos acidentes, inclusive com vítimas fatais nas estradas brasileiras envolve veículos irregulares clandestinos que têm falhas em sua manutenção ou inabilidade dos motoristas que o conduzem. Nesse contexto, grande parte das medidas de combate ao transporte clandestino vem da colaboração da própria população que é a diretamente prejudicada por seus perigos, assim, a denúncia popular vem antes da multa, da apreensão do veículo e da resposta criminal do acusado em flagrante.

O investimento em transporte de qualidade para a população, oferecendo ônibus em bom estado de conservação e com linhas e horários suficientes para o atendimento da demanda de passageiros faz com que os usuários não tenham de recorrer ao transporte clandestino e mais barato, primando pela segurança, conforto e qualidade do serviço prestado.

 

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*