Presidente da Venezuela decide tabelar preços de automóveis

Presidente da Venezuela decide tabelar preços de automóveis.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou no domingo passado que tabelará os preços dos veículos, como parte das medidas econômicas que adota com os poderes especiais que obteve do Congresso.

A nova regra é fruto de um pacote chamado pelo político de “ofensiva econômica” que há cerca de um mês tem regulamentado os preços e as margens de lucro dos produtos comercializados na Venezuela para tentar conter a inflação alarmante que assola o país.

Como próxima da lista nos planos de Maduro, a indústria automotiva terá de se adaptar as novas regras de comercialização no país. Tanto em relação a carro produzidos em solo venezuelano, quanto a modelo importados. Em relação às montadoras locais, incluindo veículos e motocicletas, o governo vai estabelecer preços de referência considerados por ele como “justos” para cada modelo produzido. As novas regras também estipulam que a Venezuela tenha o controle total sobre a produção de cada uma das marcas dentro do país, assim a produção semanal de cada fabricante ficará dependente da autorização do Estado.

Quanto aos carros importados, a partir de agora apenas quem possuir uma conta em moeda estrangeira num banco estatal poderá pedir autorização para importar um carro de uma marca não-venezuelana. Na prática, isso significa que a compra de carros importados também passa a ser feita diretamente através do Estado venezuelano.

 

A Fedecámaras disse esperar que as novas medidas garantam a propriedade privada e o acesso a divisas para aumentar a produção e frear a escassez e a inflação no país.

Maduro reagiu afirmando que “é a mesma Fedecámaras de sempre, que durante um século esteve no poder e saqueou este país (…) Fedecámaras que liderou o golpe de Estado contra o comandante Hugo Chávez em abril de 2002″.

 

A comercialização de carros usados também será reformulada. Agora, passa a ser proibido vender um modelo usado com valor superior ao taxado pelo Estado. E até o segmento de aluguel de veículos terá seus valores controlados pelo governo.

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*