Teste com cadeirinhas infantis

teste com cadeirinhas infantis

Quem tem filhos pequenos, ou até mesmo quem transporta crianças diariamente, sabe da importância do uso de cadeirinhas adequadas. Muitas das vezes o item é decisivo em caso de acidentes, além de ser obrigatório. Segundo a legislação de trânsito, o condutor que transportar os pequenos sem os equipamentos é multado. Recentemente uma pesquisa foi divulgada, com a lista dos resultados de testes de 16 modelos de cadeirinhas infantis para automóveis.

Foram testados oito modelos de bebê conforto (para crianças de até 13 quilos), cinco cadeirinhas para crianças de 9 kg a 36 kg , uma para bebês de 0 kg a 18 kg e duas para quem tem de 9 kg a 18 kg.

Como foram feitos os testes

Os crash tests feitos pela Global NCAP foram realizados na Alemanha no início do segundo semestre deste ano. O teste de impacto lateral simulou uma batida a 28 km/h, e o de impacto frontal simulou uma batida a 64 km/h, de acordo com os parâmetros internacionais da Global NCAP. No banco de trás havia dois bonecos de teste simulando crianças, cada um acomodado em uma das cadeirinhas avaliadas.

Os testes avaliaram itens como deslocamento e aceleração da cabeça, as cargas no pescoço e a aceleração do tórax, além da clareza das instruções contidas no manual e na própria cadeirinha e a facilidade da instalação no veículo de maneira segura.

É preciso, contudo, seguir as recomendações de fixação para que a criança não corra o risco de se soltar da cadeirinha, ou mesmo de o dispositivo se soltar do banco de trás. Em alguns casos, como mostram os crash tests, a cadeirinha pode até desmontar, se partindo em duas.

Embora todas as marcas testadas atendam aos parâmetros brasileiros de segurança, respeitando as normas do Inmetro, a metodologia da Global NCAP é mais rígida, com a inclusão do crash test lateral.

As cadeirinhas para as crianças menores, o chamado “bebê conforto”, receberam bons resultados nos testes de colisão frontal, mas os resultados do teste de batida lateral foram apenas razoáveis ou mesmo fracos. A maioria dos modelos teve facilidade de uso considerada boa.

O “bebê conforto” é destinado a crianças de até 13 kg e fica voltado para a traseira do veículo durante a condução. Entre as cadeirinhas para crianças maiores, entre nove e 36 kg, tiveram resultados piores nos testes. Nenhum modelo recebeu nota máxima em quesito algum, e apenas um deles ganhou quatro estrelas. O pior resultado foi de uma estrela para uma cadeirinha que obteve conceito ruim para impacto lateral e segurança total.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*