Motocicletas já são quase maioria no país

Motocicletas já são quase maioria no país

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2012 divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a maioria das residências no Nordeste possuem motocicleta.

Enquanto o Sul e o Sudeste concentram três em cada quatro automóveis vendidos no Brasil, os sete estados das duas regiões mais desenvolvidas do País, possuem apenas pouco mais da metade da frota de motos (55%). Norte e Nordeste, ao contrário, reúnem uma em cada três motocicletas emplacadas, segundo o Denatran.

Embora a crescente participação de motocicletas em alguns estados seja uma boa notícia para as montadoras, os órgãos governamentais não podem dizer o mesmo, já que o número de acidentes têm aumentado significativamente.

No entanto, se analisarmos os números absolutos, a coisa muda um pouco de figura. Em São Paulo, por exemplo, as motocicletas representam 23% do total de veículos, porcentagem que equivale a 4.634,625 “magrelas”. Já se somarmos o número de motocicletas dos dez estados onde elas têm atuação mais forte, atingimos 4.819,708 unidades – um número relevante, porém, quase o equivalente a frota do estado mais rico do País.

O número de motos cresce e o de acidentes também

Entre 2001 a 2011, o número de mortes envolvendo motocicletas aumentou de 3,1 mil para mais de 11.268 por ano, um crescimento de 263,5% em 10 anos, segundo dados do SIM (Sistema de Informações de Mortalidade), do Ministério da Saúde. O governo informa que os dados de 2011 são os mais recentes disponíveis, visto que o processo de registro de óbito é demorado.

Por isso, todo cuidado é pouco ao sair pilotando sua motocicleta. Alguns itens sao indispensáveis, como o capacete,  jaqueta e entre todos, é muito importante que sua moto esteja segurada. Assim você se mantém protegido de qualquer imprevisto

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*