Dicas para escolher um carro usado

Dicas para escolher um carro usado

Para quem planeja comprar um carro, sabe que pesquisar é muito importante antes de fechar o negócio. Se tratando de um carro usado então, a cautela e a atenção devem ser redobradas. Por isso, separamos um check list com as principais dicas e esclarecimentos, para que não haja dúvidas na hora de comprar o seu carro.

1 – Pesquisa do local da compra: Pesquise se a loja é bem conceituada, se tem idoneidade de mercado e se o quadro de funcionários possui bons profissionais. Isso ajudará a evitar problemas futuros.

2- Carros de Amigos e Familiares: Quanto mais você conhecer o proprietário do veículo menor será o risco da compra. Neste caso é possível avaliar melhor se o veículo era bem cuidado, se não há problemas na documentação ou até mesmo se o automóvel já sofreu uma colisão mais grave.

3 – Escolha do veículo: Através de pesquisas, faça a escolha do modelo tão aguardado e analise conforto, economia, espaço, entre outros itens. Assim, ficará mais fácil efetuar a compra e excluir modelos.

4 – Parte externa: Antes de comprar o veículo, leve-o em uma empresa especializada para avaliar pintura, pneus e para-brisas, por exemplo. Os funcionários avaliarão se o carro sofreu avarias graves – detalhes todos os veículos usados têm -, mas uma análise ajudará a precaver problemas futuros.

5 – Parte interna: Fique atento aos acabamentos de plástico, estofados, cintos de segurança e dê atenção especial ao carpete do veículo para ver se não há nenhuma infiltração de água, o que pode provocar a corrosão da lataria.

6 – Mecânica: Como a maioria dos clientes não entende muito desse assunto, existe a necessidade de levar o veículo até uma oficina, em seu mecânico de confiança, para que ele possa verificar o estado geral do motor, freios, suspensão e câmbios. Depois de adquirido, outra dica importante é agendar uma revisão, pois trata-se de um veículo usado e sempre há a necessidade de trocar o óleo, os filtros e, principalmente, o kit de correias dentadas e os acessórios.

7 - Saiba quais são os carros que ninguém quer: Alguns tipos de veículo são muito difíceis de vender e só devem ser comprados mediante um belo desconto. Os brasileiros preferem automóveis nas cores prata e preto. Carros com cores extravagantes são bastante utilizados por montadoras que lançam um modelo novo, mas costumam encalhar nas lojas. Já veículos brancos ou amarelos sempre despertam a suspeita de que tenham sido usados como táxi no passado.

8 – Financiamento: Em 90% dos negócios, o cliente utiliza o financiamento para efetuar a compra e o mercado disponibiliza boas taxas de juros e créditos facilitados. Portanto, o comprador tem que prestar atenção nos valores das parcelas a serem pagas, para que não comprometa a renda. Ele precisa lembrar que, além das parcelas, ele terá que manter o veículo, que terá despesas com documentação e manutenção.

9 – Documentação: Um cuidado muito importante na hora de fechar o negócio é a parte de documentos. Faça uma consulta no Departamento Nacional de Trânsito (Detran) para verificar se ele possui irregularidades que impeçam de transferi-lo para o seu nome. As revendedoras disponibilizam sites para que isso seja feito no ato da compra.

10 – Garantias e deveres: A compra de veículos usados em estabelecimentos está amparada pelo Código de Defesa do Consumidor. Segundo o Procon, se o carro apresentar problemas de fácil constatação, o prazo para reclamar é de 90 dias. Se não forem resolvidos em 30 dias, pode-se exigir a troca do veículo do mesmo modelo, cancelamento da compra ou abatimento proporcional do preço.

11 – Teste: Experimente o carro que você está comprando. Faça um test-drive, porque esta etapa é a que definirá a compra. Preste muita atenção em todos os detalhes, como conforto, estabilidade e confiança. Unindo todos esses aspectos, com certeza será uma boa compra.

12 – Fique atento a avarias: Veja se o carro não foi batido ou passou por uma “maquiagem” apenas para ficar disponível para venda, veja o estado geral do veículo e procure por sinais de aplicação de massa na lataria, isso pode desvalorizar o carro, procure também por avarias na parte interna do veículo como estofados, caso não se importe, estes itens podem representar um desconto na hora da compra.

Antes de fechar o negócio, é importante saber o valor nacional do modelo escolhido. Para isso, existe um documento que contém o preço tabelado de cada um, isso serve de base para o comprador saber se está pagando o preço justo. Vale a pena checar a tabela FIPE, para ter a base de valor que será cobrada pelo carro.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*