Dicas para comprar um carro novo

Dicas para escolher o carro novo

Ao comprar um carro novo, o motorista deve estar atento a muitos detalhes que vão além da marca e potência. Afinal, o carro novo exige um planejamento  minucioso do consumidor. Por ser um grande investimento, é essencial que você saiba como aplicar melhor os recursos.

O primeiro ponto é avaliar as suas necessidades básicas, como por exemplo para que finalidade o carro será usado. Seja para trabalho, viagem ou lazer, tudo deve ser bem pensado e organizado para a decisão do modelo.

Qual carro comprar?

Você pode começar sua pesquisa pela internet, comparando custo e benefícios entre modelos. Uma boa opção é visitar os sites das montadoras, para que você possa avaliar também os opcionais de cada modelo. Vale também pesquisar entre os amigos e parentes, trocar opiniões a respeito de montadoras e modelos, para assim esclarecer possíveis duvidas com usuários próximos.

A decisão:

Você já escolheu seu carro, fez o teste drive e negociou os descontos e opcionais. O próximo passo é assinar o contrato. Bem, a dica é a mesma para a compra de qualquer produto ou serviço que você tenha que assinar algum termo: leia todo o contrato.

Se após a leitura surgir alguma dúvida,  anote-as e leve até o vendedor para que elas sejam esclarecidas. Não assine o contrato se você não estiver seguro com algum item, ou seja, não assine o contrato no mesmo dia. Leve-o para casa e o analise bem antes de fechar o negócio.

E como eu posso pagar?

Separamos algumas das possibilidades para que você encontre a que melhor encaixa no seu orçamento:

À vista: Ter o dinheiro à mão é sem dúvidas uma das melhores formas. Além de evitar um endividamento futuro, é a melhor forma de garantir um bom desconto.

Consórcio: Este método funciona como uma poupança.  Você paga um valor por mês, e quando é sorteado pode retirar o valor investido ou o carro. A desvantagem é que você pode demorar a ser sorteado, sendo assim é uma alternativa somente para quem não tem pressa.

Crédito Direto ao Consumidor: O carro é financiado por um banco ou financiadora e você paga uma taxa de juros ao mês. Neste tipo de compra, o documento do carro sai em nome do comprador, mas com a ressalva de que o carro está alienado, ou seja, se você não pagar as prestações, o banco ou financiadora poderão lhe tomar o veículo como forma de quitação da dívida.

Leasing: É uma espécie de locação do carro com a opção do mesmo poder ser comprado no final. Neste tipo de financiamento, as taxas de juros são mais baixas, já que não há cobrança do IOF. O consumidor só se torna dono do veículo quando termina de pagar as prestações, até ser quitado o veículo fica em nome do banco.

Em resumo, o ponto de partida é aliar um modelo que você gosta ao que você necessita. Pesquisar e saber o que você procura é fundamental, por isso a compra de um automóvel requer  muita atenção e dedicação.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*