Fique atento as coberturas do seu seguro

Há uma semana, um desabamento de três prédios na Rua 13 de maio, no Centro do Rio de Janeiro, deixou o Brasil desolado. A região ficou sob escombros, destroços e muita poeira. As imagens mostraram carros completamente destruídos. A pergunta que vem à cabeça de muitos motoristas: o meu seguro cobre esse incidente? Muita gente não sabe, mas em determinados casos que o seguro não cobre a indenização do veículo.

Especialista na cotação e venda de seguros online, Rafael Monsores, COO da Smartia, portal de busca, cotação e venda de seguros, comentou sobre a situação: “Em função da exclusão de cláusula em caso de catástrofe natural, em situações imprevisíveis como essa, as seguradoras não são obrigadas a arcar com a indenização”.

Ainda assim, é importante o cliente ler atentamente as condições gerais, pois há exclusões diferentes de uma para outra companhia. Por exemplo, não são cobertos sinistros por tumultos generalizados com danos de grandes proporções. Entenda-se por danos de grandes proporções fatos como calamidade pública. Caso de terremotos, as chamadas “convulsões da natureza”. Ou seja, se um tremor derrubar construções sobre uma série de carros, o seguro pode rejeitar. Mas é possível contratar seguro com cobertura adicional para tumultos e danos da natureza. Mas tudo vai depender do risco a que o veículo está exposto. No entanto, se só um veículo for atingido, muito provavelmente a seguradora não vai se opor a pagar.

No caso do desmoronamento dos prédios no Centro do Rio, o indicado para os proprietários dos veículos é procurar a administradora do condomínio e buscar mais informações sobre o ressarcimento e as condições do seguro da apólice do condomínio.

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER:

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *.

*
*